segunda-feira, dezembro 15, 2008

Mapa Ufológico do Brasil: São Paulo


Pessoal, estou montando um mapa ufológico do Brasil e gostaria muito da ajuda de vocês. Primeiramente estaremos montando o mapa de São Paulo e depois estenderemos para os outros estados. Como um exercício de interação entre o site e o leitor, já coloquei alguns pontos e seus respectivos links nessa primeira fase.

Logicamente as cidades que estão com mais evidência atualmente, terão, por consequência, mais links. Claro que esse não e o mapa de São Paulo definitivo, porque tenho consciência de que faltaram muitas cidades.

Você amigo, que tem o link de alguma matéria, de uma cidade que faltou (ou não) nessa relação, envie para nós, deixando um comentário aqui ou em nossa comunidade no Orkut. Desde já, agradeço a todos. Um abraço!

ps.: O mapa foi retirado do site
http://www.igc.sp.gov.br/copm_reggov.htm



Araraquara
'Desenhos em canaviais' são vistos em duas cidades paulistas

Bertioga
1997 - Celso e Sônia Vendramini

Buritama
Os Círculos de Buritama
Câmera Record 2008 - Ufologia

Caçapava
Moradores filmam 'OVNIs' no céu do Vale do Paraíba-SP
Moradores filmam 'OVNIs' no céu do Vale do Paraíba-SP


Jacareí
Moradores filmam 'OVNIs' no céu do Vale do Paraíba-SP
Moradores filmam 'OVNIs' no céu do Vale do Paraíba-SP


Limeira
Adolescente de Limeira filmou o "charuto" no ano passado

Monte Azul Paulista
'Desenhos em canaviais' são vistos em duas cidades paulistas
Tremores de terra assustam Monte Azul


Peruíbe
Moradores de Peruíbe suspeitam ter visto disco voador

Piracicaba
"Charuto" assusta moradores da "Rota Caipira dos Ovnis"
Relatório de ufólogos registra 37 aparições de Ovnis em Piracicaba

Ribeirão Preto
Óvnis: interior de SP registra cinco episódios em 30 dias

Riolândia
OVNIS são filmados em Riolândia
Óvnis: interior de SP registra cinco episódios em 30 dias
Supostas aparições de discos voadores mudam a vida de Riolândia
Hóspede de pousada foi primeira a fotografar 'desenhos em canavial'
'Desenho em canavial' atrai curiosos e ufólogos ao interior de SP
Círculos idênticos aparecem em plantações de SC


Santos
1997: Queda do avião Tucano da FAB

São José dos Campos
Ovnis são vistos em São José dos Campos e em todo Vale do Paraíba
Moradores filmam 'OVNIs' no céu do Vale do Paraíba-SP
Moradores filmam 'OVNIs' no céu do Vale do Paraíba-SP
1986 - A Noite Oficial dos OVNIs
OVNIs em São José Campos


São Paulo
1998 - A Sonda de Capão Redondo

São Pedro
"Charuto" assusta moradores da "Rota Caipira dos Ovnis"

São Vicente
1957 - Caso Forte Itaipú

Sorocaba
1995 - Aparições em Sorocaba

segunda-feira, dezembro 01, 2008

A vida é mesmo complicada?

Reclamamos de pequenos problemas, enquanto tem pessoas que conseguem sorrir com problemas enormes.

A moça da foto se chama Katie Kirkpatrick, de 21 anos. Ao lado dela está o noivo, Nick, de 23. A foto foi tirada pouco antes da cerimônia de casamento dos dois, realizada em 11 de janeiro de 2005 nos Estados Unidos. Katie tem câncer em estado terminal e passa horas por dia recebendo medicação. Na foto Nick aguarda o término de mais uma destas sessões.


Apesar de sentir muita dor, de vários órgãos estarem apresentando falência e ter que recorrer à morfina, Katie levou adiante o casamento e fez questão de cuidar do máximo de detalhes. O vestido teve que ser ajustado várias vezes, pois Katie perde peso todos os dias devido ao câncer.


Um acessório inusitado na festa foi o tubo de oxigênio usado por Katie. Ele acompanhou a noiva em toda a cerimônia e na festa também. O outro casal da foto são os pais de Nick, emocionados com o casamento do filho com a mulher que namorou desde a adolescência.


Katie, sentada em uma cadeira de rodas e com o tubo de oxigênio, ouve o marido e os amigos cantarem para ela.


No meio da festa Katie tira um tempo para descansar. A dor a impede de ficar de pé por muito tempo.


Katie morreu 5 dias após o casamento. Esta história corre pela internet como sendo real. Não duvido da veracidade, pois as fotos venceram um concurso americano de jornalismo em 2006. De qualquer forma, ver uma menina tão debilitada vestida de noiva e com um sorrisão nos lábios faz a gente pensar se a vida é mesmo tão complicada. Pense nisto!

quarta-feira, novembro 12, 2008

Círculos idênticos aparecem em plantações de SC

Marcas circulares apareceram em lavouras de Ipuaçu, a 511 km a oeste de Florianópolis.

Com 19 metros de diâmetro, dois círculos idênticos formados por culturas deixadas foram encontrados em lavouras de trigo e triticale (cereal da hibridação de trigo e centeio) em duas propriedades agrícolas numa pequena comunidade rural de Toldo Velho (SC), na última quarta-feira e neste sábado.

Boatos de que objetos voadores não identificados (OVNIs) teriam passado pela cidade já correram a região. O suposto fenômeno se transformou no principal ponto turístico de Ipuaçu. Segundo informações da Polícia Militar, cerca de dois mil visitantes estiveram no local nas últimas 48 horas.

O agricultor Rovilho Biazzotto, 69 anos, dono de uma das propriedades onde as marcas apareceram, disse ter visto as manchas na tarde de domingo e pensado se tratar de uma brincadeira de crianças.

Depois percebeu que os círculos teriam formas bem definidas. "Acho que um homem não conseguiria fazer um trabalho desses", afirmou. "Nunca vi isso antes. Derrubou todas as plantas e atingiu cerca de 300 metros quadrados".

O radialista Ivo Luís, da Rede Princesa, esteve no local e destacou que o que mais chama a atenção é que os dois círculos estão localizados a cerca de 25 metros do asfalto. "Não existem marcas ou qualquer rastro de pneu até o local onde estão as formas", afirmou.

"Os círculos eram delimitados por uma faixa com plantas de pé, sem sinais de qualquer amassamento, seguidas por outra faixa de plantas amassadas, derrubadas de maneira uniforme e em sentido horário", completou.

Até crianças de uma escola de Ipuaçu foram levadas ao local para ver as circunferêncuas. Na tarde desta terça-feira, um ufólogo de Curitiba (PR) estará no local para avaliar o que pode ter ocorrido nas lavouras.

As estranhas marcas geométricas em plantações, também chamadas de agroglífos, ou "cículos ingleses", foram registradas em áreas rurais da Inglaterra na década de 1980 e também em campos de trigo da Argentina.

Fonte
http://noticias.terra.com.br/popular/



Editor da UFO investiga 'círculo' em Sta Catarina
Ademar José Gevaerd se deslocou até a pequena cidade para investigar o que podem ser os primeiros agroglífos registrados no Brasil.

Amigos, cheguei às 21h00 de viagem de Ipuaçu (SC). Foram 7 horas para ir e 6 para voltar, mais de 1.300 km ao todo. Mas a viagem, apesar de extenuante, foi altamente compensadora. Ufologia se faz asim: indo aos locais, examinando os fatos e olhando nos olhos das testemunhas ou envolvidos, quando se pode avaliar o que sentem quanto ao fato experimentado. E ver o que sentem os moradores de Ipauçu e das áreas rurais no entorno foi altamente enriquecedor.

Pude conhecer detalhes dos agroglífos de SC e atestar que, de maneira absolutamente inequívoca, não se tratam de obra da ação humana, e muito menos de ação da natureza, efeitos meteorológicos ou atmosféricos. Tais conclusões são corroboradas por agrônomos, engenheiros, jornalistas, professores de várias disciplinas e, principalmente, pelos humildes e tarimbados agricultores daquela região, que, tal como os outros citados, se mostraram completamente perplexos diante dos fatos.

UFOs e luzes pequenas (sondas) foram vistos por grande número de pessoas sobre aquele local e áreas próximas, desde a noite de quarta-feira, dia 05, até na segunda-feira após o surgimento dos círculos, dia 10. "Pareciam que eles estavam procurando algo lá", de declarou uma testemunha. São muitos os moradores da pequena Ipuaçu que tiveram avistamentos. Alguns a menos de um km do local onde surgiram as imagens, outros já na cidade. Um caso notório envolveu uma família de 4 pessoas, que voltava para sua fazenda, cerca de 3 km do segundo círculo, às 02h00 de domingo. Todos viram uma pequena mas intensa luz vermelha vir da direção da imagem, no alto da colina, e passar sobre a estrada, em sentido leste.

Observação: colhi material em abundância para análises. Não foram feitas medições de eletricidade, magnetismo, radiação e de nenhuma outra espécie, por falta dos instrumentos apropriados. Depois escervo mais. Tenho mais de duas dúzias de depoimentos pra transcrever, incluindo o de engenheiros agrônomos, e mais de 500 fotos para selecionar.

Quero agradecer aos profissionais do jornalismo do Oeste Catarinense, em especial o repórter Ivo Luis Dohl, pela prontidão e exatidão em coletar informações e fazer fotos, por tratar o assunto com a seriedade que ele exige e por dar à Revista UFO a oportunidade de levantar este caso. Identicamente, agradeço ao apoio da Rede Princesa de Comunicações, que não mediu esforços para que o caso se tornasse público.

Como adendo final, tenho a impressão - coisa de intuição minha, baseada no que já aconteceu em outros locais - que teremos mais círculos em breve, que terão complexidade maior e formatos variados. Há hoje uma "febre" quanto ao assunto na região Oeste de SC e espero que isso ajude a fazer as pessoas relatarem novos casos. Os locais atingidos já foram visitados por milhares de pessoas, em verdadeira romaria, inclusive em excursões estundantis.

Abraços, Gevaerd




Fonte
http://br.groups.yahoo.com/group/Revista_UFO/message/86232
http://www.cropcircleconnector.com/inter2008/brazil/brazil2008b.html
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/

segunda-feira, novembro 10, 2008

Uma mutação e a possível cura para a AIDS

Um transplante de medula óssea no tratamento de leucemia torna as células resistentes ao vírus

O surpreendente caso de um paciente que sofreu um transplante de medula óssea no tratamento de leucemia está renovando as esperanças e criando novas estratégias em matéria de terapia génica e poderia, algum dia, curar a AIDS.

O paciente, americano de 42 anos que vive em Berlim, ainda está se recuperando de sua terapia contra leucemia, mas ele parece ter vencido sua batalha contra a AIDS. Os médicos não foram capazes de detectar o vírus em seu sangue por mais de 600 dias, mesmo tendo cessado toda sua medicação convencional contra a AIDS. Normalmente quando o paciente pára de tomar a medicação, o vírus re-aparece no corpo dentro de semanas, ou dias.

A descoberta parece ser do Dr. Gero Hütter, um hematologista que não é um especialista em AIDS, que substituiu as células da medula óssea do paciente pelas células de um doador que tem uma mutação genética natural, e torna suas células imunes ao vírus HIV, o vírus que causa a AIDS.

O desenvolvimento sugere um potencial terapêutico que vem como a busca de uma cura. Atualmente conhecidos como anti-retrovirais, os medicamentos impedem o vírus de replicar, mas deve ser tomados todos os dias por toda vida e são caros para os países pobres onde a doença corre desenfreada. No ano passado, a AIDS matou dois milhões de pessoas, mais 2,7 milhões contraíram o vírus.

Fonte
http://online.wsj.com/article/SB122602394113507555.html

terça-feira, novembro 04, 2008

Dr. Hamilton Naki, O Cirurgião Clandestino

Nunca apareceu nos noticiários, mas sua história é uma das mais extraordinárias do século XX.

Hamilton Naki, Um negro sul-africano de 78 anos, morreu em maio de 2005. A notícia não apareceu nos periódicos, porém, sua história é uma das mais extraordinárias do século XX.

Naki era um grande cirugião. Foi ele quem retirou do corpo da doadora o coração que foi transplantado em Louis Washkansky em 1967 na Cidade do Cabo, na primeira operação de transplante cardíaco realizada com êxito. Era um trabalho muito delicado. O coração doado teria que ser retirado e preservado com o máximo cuidado.

Naki era o segundo homem mais importante na equipe que fez o primeiro transplante cardíaco da história. Porém, não podia aparecer porque era um negro no país do apartheid. O cirurgião chefe do grupo, o branco Christian Barnard, se transformou em uma celebridade instantânea. Porém Hamilton Naki não podia sair nas fotografias da equipe.

Quando apareceu em uma por descuido, o hospital informou que era um empregado do serviço de limpeza.

Naki usava bata e máscara, porém jamais estudou medicina ou cirurgia. Havia abandonado a escola aos 14 anos. Era jardineiro na Escola de Medicina da Cidade do Cabo. Começou limpando as jaulas, porém era curioso e aprendia depressa. Aprendeu a técnica cirúrgica, vendo os médicos brancos que praticavam transplantes em cachorros e porcos.

Se transformou em um cirurgião tão excepcional, que o Dr. Barnard o requisitou para sua equipe. Era um problema para as leis sul-africanas. Naki, negro, no podia operar pacientes ou tocar sangue de brancos. Porém, o hospital o considerava tão valioso que fez uma exceção e o transformou em um cirurgião... clandestino.

Porém, isso não o importava e ele seguiu estudando e dando o melhor de si, apesar da discriminação. Era o melhor. Dava aulas aos estudantes brancos, porém ganhava salário de técnico de laboratório, o máximo que o hospital podia pagar a um negro. Vivia em uma barraca sem luz elétrica nem água corrente, em um güeto da periferia, como correspondia a um negro.

Hamilton Naki ensinou cirurgia durante 40 anos e se retirou com uma pensão de jardineiro, de 275 dólares por mês. Quando o apartheid terminou, concederam-lhe uma condecoração e o título de médico honoris causa. Nunca reclamou das injustiças que sofreu ao longo de toda sua vida. Apesar da clandestinidade e discriminação, jamais deixou de dar o melhor de si em sua paixão por ajudar a viver.

Dr. Naki, por tudo quanto destes para a humanidade em detrimento de seus próprios interêsses, agradecemos. Hamilton Naki, médico magnífico e um ser humano excepcional.

Fonte
Apresentação ppt recebida por e-mail
"EL CIRUJANO CLANDESTINO"
Autor: Alicia Cesca (
http://br.groups.yahoo.com/group/tempo_de_germinar/)

domingo, outubro 26, 2008

Suposta pegada de Yeti é encontrada no Nepal

Japoneses dizem ter achado pegada do 'Abominável Homem das Neves'
Grupo do Japão organizou explorações em monte do Nepal

Alpinistas japoneses que retornaram de uma montanha no oeste do Nepal disseram nesta terça-feira (21/10/2008) terem encontrado pegadas do que eles imaginam ser o Abominável Homem da Neves, ou Yeti.

"Nós vimos três pegadas que parecem ser de uma criatura humana", disse Kuniaki Yagihara, um membro do Yeti Project Japan, em Kathmandu, após retornar da montanha com fotografias das pegadas.

Os alpinistas, equipados com câmeras de longo alcance, filmadoras e telescópios, disseram, no entanto, que não viram ou tiraram qualquer fotografia da criatura. Segundo os aventureiros, a criatura deve viver nas regiões do Nepal e é amplamente considerada pela comunidade científica como um mito.

Yagihara, de 61 anos, disse que fotos das pegadas foram encontradas na neve, a cerca de 4.800 metros de altitude, na montanha de Dhaulagiri, oeste do Nepal. "Nós sabemos como são as pegadas de ursos, cervos ou bodes da montanha, e esta não é nenhuma delas", acrescentou ele. "Nós acreditamos que estas pegadas pertencem a um Yeti".

Fonte
http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL805268-5603,00

segunda-feira, outubro 20, 2008

Avião quase se chocou com OVNI na Inglaterra

Relato é parte dos arquivos secretos divulgados pelo Ministério da Defesa britânico.

Um avião de passageiros da companhia aérea italiana Alitalia quase se chocou com um Ovni (Objeto Voador Não Identificado) quando sobrevoava a cidade inglesa de Kent, em 1991, de acordo com arquivos do Ministério da Defesa britânico divulgados nesta segunda-feira.

Segundo o registro, divulgado pelo Arquivo Nacional, o piloto do avião gritou "Olha isso, olha isso!" para o co-piloto ao ver um objeto marrom parecido com um míssil passar rapidamente por cima da aeronave.

De acordo com o capitão, o objeto teria passado a cerca de 300 metros acima do avião. Logo depois da aparição, a torre de controle afirmou ao piloto que o único objeto identificado pelo radar estaria a cerca de 10 milhas náuticas atrás do avião da Alitalia.

Investigações das aviações civil e militar não conseguiram explicar o caso. Depois de determinar que o objeto não se tratava de um míssil, balão ou foguete, o Ministério da Defesa fechou a investigação.


Arquivos

O incidente em Kent é um dos 19 arquivos sobre aparições de Ovnis que cobrem os anos de 1986 e 1992 e podem ser baixados do site dos Arquivos Nacionais da Grã-Bretanha.

O governo britânico deve liberar cerca de 200 arquivos sobre as aparições ao longo dos próximos quatro anos. Em maio, os primeiros oito arquivos foram revelados, cobrindo os anos de 1978 a 1987.

Entre os arquivos revelados nesta semana está ainda o relato de um piloto da Força Aérea americana que teria recebido uma ordem de atirar em um Ovni que apareceu em seu radar enquanto sobrevoava a região de East Anglia, no leste da Inglaterra.

Há também uma carta de uma mulher, afirmando ser do sistema planetário Sirius, que diz que sua nave caiu na Grã-Bretanha durante a Segunda Guerra Mundial.

Para o especialista em Ovnis da Universidade Sheffiel Hallam, David Clarke, os documentos oferecem novas informações sobre aparições pouco conhecidas.

"O assunto é deturpado por charlatões e lunáticos e por isso é um crime contra a carreira profissional ter seu nome associado aos Ovnis, o que é uma pena", disse. "O Arquivo Nacional está fazendo um trabalho fantástico. Cada um pode ter sua própria interpretação", afirmou Clarke.

"Agora é possível olhar para o material primário - as coisas que o Ministério recebe todos os dias - e formar sua opinião", concluiu.

Fonte
http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL805062-5602,00-AVIAO+QUASE+SE+CHOCOU+COM+OVNI+EM+NA+INGLATERRA.html

A reportagem menciona mas não oferece o link para o site da Agência Nacional Britânica.
Clique aqui para acessa-lo. Abaixo o vídeo da reportagem exibida na rede Globo no dia 20/10/2008 às 21h20.

video

sexta-feira, outubro 10, 2008

Radiotelescópio na Ucrânia tenta contato com ETs

Em 9 de outubro de 2008, cientistas da agência espacial da Ucrânia enviaram centenas de mensagens da Terra em direção ao planeta Gliese 581C, há 20 anos-luz de distância.

Para enviar os sinais os pesquisadores utilizaram a gigantesca antena do radiotelescópio RT-17, localizada na cidade de Evpatoria, normalmente utilizada para detecção de asteróides e observações espaciais. Ao total foram enviadas 501 mensagens, entre fotos, desenhos e mensagens de texto, que foram codificadas em formato binário.

Viajando à velocidade da Luz, a 300 mil quilômetros por segundo, as mensagens deverão chegar a Gliese 581C no ano de 2029 e caso sejam respondidas por alguma civilização, a resposta só chegará a nós em 2049. Entre os temas enviados estão o meio-ambiente, política, paz mundial e as relações familiares.


180 trilhões de quilômetros

Os sinais foram enviados às 03h00 pelo horário de Brasília e de acordo com o diretor técnico do observatório, Oli Madgett, passaram por Marte quatro minutos depois e na manhã de Sábado deixarão o Sistema Solar. Até chegar a Gliese 581C os sinais terão viajado nada menos que 180 trilhões de quilômetros.

Segundo Mark Charkin, organizador do evento e diretor do site de relacionamento que organizou o experimento, "a mensagem é uma oportunidade para que os nativos digitais de hoje possam se conectar com a ciência e com o amplo universo de uma forma simples, divertida e imersiva".


Experimento Válido

Já para o astrônomo Seth Shostak, ligado ao Instituto de Tecnologia da Califórnia, que também trabalha com busca de vida extraterrestre, é grande a chance de que os alienígenas não compreendam as mensagens, mas isso é irrelevante. "O objetivo pode simplesmente ser: bem, nós estamos aqui e somos espertos o suficiente para construir um transmissor de rádio e tentar um contato".

"Assim, se alguém está lá fora e receber nosso sinal, pelo menos vai saber que naquela direção do sistema estelar existe um planeta que vale a pena ser explorado", explicou Shostak.

Fonte
http://www.apolo11.com/

Foto
Antena do radiotelescópio RT-17, na cidade de Evpatoria, na Ucrânia, de onde partiu o sinal em direção a Gliese 581C.

domingo, setembro 28, 2008

Mecanismos da mediunidade

Recentes pesquisas indicam regiões cerebrais relacionadas aos nossos sentimentos religiosos e à mediunidade.

No dia 4 de abril de 2004, no programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, foi ao ar uma interessante reportagem sobre os poderes, considerados extraordinários, do cérebro. O Dr. Drauzio Varella apresentou teses científicas para explicar determinados comportamentos como o fanatismo religioso e as experiências místicas. Varella associa tais comportamentos a determinadas reações físico-químicas em algumas regiões do cérebro. A reportagem mostra exemplos de pessoas comuns e famosas, que apresentam comportamentos esquisitos e alterações significativas em suas personalidades, portadoras de epilepsia (descarga nervosa em que os neurônios emitem pulsos ao mesmo tempo) em determinadas áreas do cérebro. Como um exemplo famoso, a reportagem mostrou que o grande gênio da pintura, Vincent Van Gogh, sofria de epilepsia e que, no auge da doença, ele foi demitido da função de pastor por causa de um intenso fanatismo religioso.

Neste artigo pretendemos discutir a questão sob a óptica espírita aproveitando uma interessante pesquisa, divulgada na reportagem acima, sobre um experimento que pretende simular uma visão espiritual. Veremos que essa pesquisa, ao invés de reforçar argumentos materialistas, pode contribuir com os estudos espíritas sobre os mecanismos da mediunidade.

O EXPERIMENTO: Cientistas canadenses criaram um instrumento (um capacete) que contem diversas bobinas elétricas dispostas em posições pré-estabelecidas, a ser colocado sobre a cabeça de um indivíduo com os olhos vendados. A passagem de determinadas correntes elétricas através dessas bobinas cria um campo magnético de intensidade suficiente para estimular pulsos nervosos em regiões específicas do cérebro dos indivíduos sob teste, gerando pensamentos e sensações. Através deste experimento, os cientistas desejam simular, artificialmente, as chamadas experiências espirituais.

O Prof. Michael Persinger, pesquisador responsável por essas pesquisas, apresenta, em sua homepage, os interessantes resultados de seus testes. Quando determinadas regiões do cérebro são estimuladas, as pessoas disseram sentir a presença de entidades, Deus ou disseram estar vendo determinadas “formas”. Segundo a reportagem do Fantástico, essas experiências não reproduziram, ainda, uma autêntica visão espiritual. E, como diz Persinger, os cientistas não estão preocupados em saber se a origem das experiências místicas ou espirituais é Deus ou os espíritos. Eles acreditam que estão descobrindo como essas sensações ocorrem dentro do cérebro.

Essa experiência e a opinião dos cientistas nos fazem lembrar a questão 370 de O Livro dos Espíritos:

370. Da influência dos órgãos se pode inferir a existência de uma relação entre o desenvolvimento dos do cérebro e o das faculdades morais e intelectuais?

Não confundais o efeito com a causa. O Espírito dispõe sempre das faculdades que lhe são próprias. Ora, não são os órgãos que dão as faculdades, e sim estas que impulsionam o desenvolvimento dos órgãos.”

Destacamos que a pergunta de Kardec é análoga à questão sobre a relação entre o funcionamento do cérebro e a personalidade de uma pessoa. E para responder essa questão de forma mais precisa transcrevemos a pergunta número 372 a):

372. a) - Não há, pois, fundamento para dizer-se que os órgãos nada influem sobre as faculdades?

“Nunca dissemos que os órgãos não têm influência. Têm-na muito grande sobre a manifestação das faculdades, mas não são eles a origem destas. Aqui está a diferença. Um músico excelente, com um instrumento defeituoso, não dará a ouvir boa música, o que não fará que deixe de ser bom músico.”

“Aqui está a diferença”, disseram os espíritos. A causa das faculdades ou da personalidade de um indivíduo não está nos órgãos, mas sim no espírito. Mas os órgãos limitam a manifestação dessas faculdades. A causa dos fenômenos mediúnicos não reside no cérebro, mas sim no espírito comunicante. Mas os órgãos impõem limites para o fenômeno mediúnico. Assim, concluimos que os resultados dessas pesquisas apenas indicam, ainda que de forma bastante rudimentar, onde e, talvez, como as influências espirituais se manifestam no cérebro. Elas não podem ser usadas para afirmar que a causa do fenômeno reside no cérebro. Esses experimentos não são capazes de trazer informações precisas sobre os mecanismos da interação mente-corpo, mas elas indicam um caminho ao verificarem que os neurônios estão sujeitos à influências de origem eletromagnética. Essas pesquisas são, no fundo, muito mais interessantes para nós espíritas pois elas trazem alguma luz para o estudo dos mecanismos da mediunidade.

Podemos formular algumas questões científicas. Teriam as regiões cerebrais onde os cientistas conseguiram simular as visões espirituais alguma ligação especial com a glândula pineal que, segundo André Luiz (pela psicografia de Chico Xavier, no livro "Missionários da Luz"), representa a “glândula da vida mental”?

No capítulo sobre Assimilação de correntes mentais, em Nos Domínios da Mediunidade (psicografado por Chico Xavier), lemos a seguinte descrição:

(...) A emissão mental de Clementino (espírito), condensando-lhe o pensamento e a vontade, envolve Raul Silva (encarnado) em profusão de raios que lhe alcançam o campo interior, (...). Essas impressões apóiam-se nos centros do corpo espiritual, que funcionam à guisa de condensadores, atingem, de imediato, os cabos do sistema nervoso, a desempenharem o papel de preciosas bobinas de indução, acumulando-se aí num átimo e reconstituindo-se, automaticamente, no cérebro, onde possuímos centenas de centros motores, semelhante a milagroso teclado de eletroímãs, ligados uns aos outros e em cujos fulcros dinâmicos se processam as ações e as reações mentais, (...), considerando-se o encéfalo como poderosa estação emissora e receptora (...).

Essa explicação do assistente Áulus é muito oportuna. Sendo o encéfalo uma estação emissora e receptora, nada mais lógico o resultado obtido pelos cientistas canadenses de que os indivíduos tiveram sensações e até visões. Mas desde que os sinais eletromagnéticos, gerados pelas bobinas, não são capazes de produzir pulsos cerebrais relacionados a verdadeiros pensamentos e sentimentos, é de se esperar, como mencionado pela reportagem do Fantástico, que as visões obtidas não sejam tão reais quanto as visões espirituais.

Outras questões surgem ao pesquisador espírita: que relação existiria entre a epilepsia (em qualquer grau) e a chamada “hiper-religiosidade” em algumas pessoas? A resposta completa a essa questão certamente ainda tardará mas temos, de novo, em André Luiz alguma informação (cap. 8 do livro "Mundo Maior" psicografado por Chico Xavier):

(...) o fenômeno epileptóide (...) mui raramente ocorre por meras alterações no encéfalo, como sejam as que procedem de golpes na cabeça – (...) – e, geralmente, é enfermidade da alma, independente do corpo físico, que apenas registra, nesse caso, as ações reflexas.

Adiante, no mesmo capítulo, o instrutor explica:
(...) Contudo, logo que se lhe consolidou a posse do patrimônio físico, ultrapassados os catorze anos de idade, Marcelo, com a organização perispiritual plenamente identificada com o invólucro fisiológico, passou a rememorar os fenômenos vividos, e surgiram-lhe as chamadas convulsões epilépticas com certa intensidade.

Vemos que André Luiz expõe uma relação entre a epilepsia e razões de ordem espiritual. Apesar disso não ser suficiente para explicar a relação entre esta doença e os comportamentos religiosamente fanatizados, André Luiz afirma que a epilepsia tem ligação com problemas espirituais. Aguardaremos futuras pesquisas nessa área.

Essas questões, portanto, são verdadeiros desafios para pesquisadores espíritas com especialidade em diversas áreas, não somente em Neurociência. Além de tentar realizar experimentos semelhantes, será preciso verificar como as pesquisas do Prof. Michael Persinger estão sendo recebidas pela comunidade científica. Estão elas sendo reproduzidas? Existem questionamentos por parte de outros cientistas da mesma área?

Concluindo, estamos tendo notícias de um experimento controlado em laboratório, desenvolvido com o intuito de pesquisar os efeitos de determinados tipos de influências externas no cérebro. Essas pesquisas, que relacionam atividade cerebral com alguns tipos de sensações e comportamentos, ao contrário do que se poderia pensar, não servem de apoio ao materialismo. Muito pelo contrário, elas podem contribuir para o estudo dos mecanismos da mediunidade.

Segue abaixo um o vídeo onde Divaldo Pereira Franco, em palestra proferida no 3º Congresso de Espiritismo do Mato Grosso, em 2005, comenta sobre a pesquisa do Prof. Michael Persinger e Dana Zohar. A palestra completa, sobre Espiritismo e Psicologia, você pode assistir
clicando aqui.

video

Fonte
O autor é doutor em Física pela UNICAMP e “post-doc” no Instituto de Física da USP. É membro do conselho editorial do GEAE (http://www.geae.inf.br).
Artigo publicado na Revista Internacional de Espiritismo 8, pp. 422-423, (2004).

http://www.terraespiritual.locaweb.com.br/espiritismo/artigo687.html

quarta-feira, setembro 17, 2008

Moradores filmam OVNI's no Vale do Paraíba

Sexta-feira, 25 de abril de 2008, 20:21

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - Luzes brancas coloridas apareceram no céu do Vale do Paraíba (SP) na madrugada de hoje por cerca de uma hora e 30 minutos. Moradores de São José dos Campos, Caçapava e Jacareí registraram o fenômeno com filmadoras. O engenheiro Valdinei Costa foi um dos que filmaram os pontos luminosos. Costa e a noiva ficaram assustados com o fenômeno e decidiram captar as imagens da janela do prédio, no Jardim Satélite, em São José dos Campos.

"Eu sei bem o que vi. Era uma luz branca grande de onde saltavam outras luzes coloridas menores." No Jardim Morumbi, os pontos no céu também foram avistados. O vigilante Davi Alves Rodrigues afirmou não ter dúvidas de que viu um disco voador. "Vi sim e não foi a primeira vez. Há quatro anos, isso também ocorreu."

As imagens foram analisadas pelo pesquisador Ricardo Varela, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que também é ufólogo. Especialista no assunto, Varela descartou que as luzes possam ser de balões, aviões ou helicópteros. Para ele, é um objeto voador não-identificado (OVNI) ou até mesmo "um disco voador, eu acredito nisso". As imagens continuarão sendo analisadas por Varela.

Fonte
http://www.estadao.com.br/geral/not_ger163041,0.htm

sexta-feira, setembro 12, 2008

OVNIs são filmados e fotografados na Romênia

Segunda-feira, 25 de agosto de 2008, 14:58

BUCARESTE - Um grupo de objetos voadores não identificados - entre nove e onze, segundo os observadores - foi filmado por um cinegrafista amador e por um fotógrafo enquanto se movimentavam em formação simétrica sobre o céu de Sibiu, no centro da Romênia, publicam os jornais romenos Tribuna e Ziua.

"Turistas estranhos", é o título da nota da edição desta segunda-feira, 25, do jornal Tribuna, que trata do fenômeno ocorrido na noite de 23 para 24 de agosto, captado em uma série de nove fotografias que mostram 11 pontos luminosos que mudam de lugar, alterando sua formação.

Outra testemunha do curioso fenômeno flagrou na mesma hora, da sacada de seu apartamento, com uma câmera amadora, nove objetos luminosos que se movimentavam no céu da esquerda para a direita, publica o jornal Ziua.

A testemunha ligou imediatamente para o aeroporto de Sibiu, que confirmou que naquele momento não havia nenhum vôo sobre a região.

A gravação foi analisada por especialistas em aviação que descartaram a possibilidade de serem aviões ou helicópteros, segundo Alexandru Ivan, ex-comandante da unidade militar de aviação de Sibiu. Os autores das imagens disponibilizarão seu material a especialistas em objetos voadores não identificados, afirmam as fontes.

Várias aparições de supostos óvnis sempre foram citadas na Romênia, mas nunca tinham sido acompanhadas de imagens tão claras.

Fonte
http://www.estadao.com.br/vidae/not_vid230498,0.htm