segunda-feira, junho 01, 2009

Dona Edelarzil e a Materialização no Algodão

A materialização de objetos é um acontecimento que impressiona, mas que também causa bastante polêmica

No interior de São Paulo, dona Edelarzil Munhoz Cardoso, conhecida como "a benzedeira do algodão", realiza esse fenômeno há mais de 50 anos.

Vestida de branco, com colar e pulseira, batom e um leve perfume adocicado, ela atende semanalmente centenas de pessoas que a procuram nos dias de consulta para ser "limpas" de influências negativas, feitiços ou de conflitos pessoais; ninguém sai sem ser atendido e ela afirma: "recebi o dom, foi dado por Deus e isso ninguém me tira".


História

De família simples e católica, aos 3 anos de idade, D. Edelarzil brincava com as meninas e benzia as bonecas, diz que os guias espirituais receitavam remédios para curar os vermes das crianças e funcionava.

Já com 5 anos, cavava buraco para encontrar magia enterrada. Aos 7, rezava o terço, dizendo ver o anjo da luz e o das trevas: "optei pelo da luz, os guias que me protegem são Santo Antonio de Pádua e Nossa Senhora do Rosário". Ficava perturbada com tudo o que acontecia e foi passada por louca, distanciando-se das pessoas. Mais tarde, começou a atender em casa pessoas que vinham de toda a parte do Brasil: "chegaram a raspar a minha casa que era de madeira para fazer chá, diziam que era abençoada e curava as pessoas; meu pai ficou transtornado". Aos 9 anos de idade, a contragosto do pai, foi trabalhar nas lavouras de algodão e no terceiro dia teve a visão de Nossa Senhora do Rosário, com quem diz ter conversado e proposto "viver para ajudar aos semelhantes ou a morte material para descanso eterno".


Materialização

Em 1980, iniciou a materialização com o uso do algodão. D. Edelarzil conta que materializava os objetos e eles caíam em cima das pessoas e até as cortavam, pois apareciam vidros, ossos e coisas pesadas que acabavam machucando. Foi quando pediu para os guias espirituais que mostrassem outra forma de fazer isso e foi indicado por meio do algodão.

O objetivo do trabalho é "limpar", livrar a pessoa do que dificulta a sua vida e nem sempre uma única vez é suficiente. Se houver "trabalho feito", influências, inveja ou energia negativa criada pela própria mente, tudo isso será transportado para o algodão e liberado. Depois, é preciso fazer as orações durante os 13 dias posteriores. A médium diz que quando a pessoa não tem fé, o algodão endurece. Um dos comentários mais comuns no local é de um rapaz que durante o seu trabalho de materialização foi retirado um sapo vivo com a boca costurada, quando aberta encontrou sua fotografia.

Em Parisi, cidade que trabalhou anteriormente, chegou a atender 3.500 pessoas num só dia: "se eu tivesse enganando pessoas, precisava de um caminhão de lixo para colocar tanta coisa que sai", afirma.

O assunto é tão polêmico e instigante que a médium já recebeu visitas de pessoas de vários países, além de ter sido matéria de muitos programas de TV, mas ninguém consegue provar nada: "não tenho medo, a minha consciência está limpa para com Deus", conta Edelarzil. O que se comenta é que políticos, cantores, atores como Raul Cortez, Ruth Escobar, Elizabeth Savala e até a conhecida atriz Shirley Maclaine a freqüentam com certa regularidade. A médium doa 100 cestas básicas mensalmente para famílias carentes.

O espaço onde realiza os trabalhos é num terreno doado por um médico e se chama Estância Casa Caminho e Luz em Votuporanga, São Paulo. Lá é tudo bem organizado e logo que as pessoas chegam, precisam pegar uma senha, levar ou comprar algodão e desfiá-lo para serem colocados na peneira, onde será molhado e realizada a materialização. Fica tudo à vista: peneira, algodão, água, o tanque onde escorre a água e quem quiser pode ficar próximo e tirar suas dúvidas. A palestra da médium e as orações antecedem o trabalho, ela pede para que façam um exame de consciência, se concentrem e peçam saúde, paz de mente e espírito, sermos pacientes e simples.


Casos

A maioria das pessoas que freqüentam o local não são novatos. D. Olinda de SP a visita há mais de 6 anos; quando passou pela primeira vez, foi materializada a metade de sua camisola que havia desaparecido de sua casa há muito tempo, além de uma peixeira com as iniciais de seu nome, de sua filha e de seu marido cravadas. Ercina, freqüentadora há 5 anos diz apresentar melhorias em sua vida: "da última vez saiu caixão e ossos". Certa vez, num trabalho de materialização de um rapaz, saiu um copo com água congelada e um papel dentro; a médium pediu para que aguardasse descongelar e dentro estava escrito: "se não for meu, não será de mais ninguém". Estas e outras impressionantes histórias são narradas no local por pessoas de todas as classes sociais.

Alguns significados - Pus: graça recebida na saúde, extraído do corpo da pessoa; Raízes e plantas: trabalho antigo; Sapo: desejo de doença, tragédia, acidente e morte; Vidros (quebrados): para cortar as atividades comerciais e profissionais; Pregos e parafusos: para não sair do lugar e ficar sem objetivos; Alfinete: perturbação mental da pessoa; Ossos: dificuldade em tudo que se realizar; Doces ou balas: adoçar para enganar; Fósforo: trabalho de magia ou demanda; Pedaço de vaso: desequilibrar a vida financeira.

A avaliação é pessoal, podendo ser contestada ou não; apresentamos aqui somente uma curta descrição. Segundo D. Edelarzil, a materialização pode ser realizada em qualquer lugar, até num tanque de casa, desde que a água escorra, mas alerta: "é necessário ter fé, fico triste, porque quando comecei existia mais união, amor e compreensão entre as pessoas; hoje estão mais complicadas, inclusive dentro da família".








Fonte
http://www.escolasantistadeastrologia.com.br

14 comentários:

Fernando Martin disse...

Parabéns pelo ótimo material Sr. R.
É engraçado pois li há 2 dias o capítulo sobre materializações de objetos no livro dos mediuns.

abraços

Iara disse...

Parabens tambem por divulgar o trabalho dessa mulher do bem. Ontem aqui na França onde moro minha filha me deu as oraçoes de dona Edelarzil e estou rezando todos os dias pois tenho muita fé!!Fiquem com Deus e continue divulgando obras espirituais tao importantes como essa! Iara de Jesus

Túlio disse...

nossa é incrivel isto,por favor se alguem tem ai oenderço telefone ou email dela tenho uma amiga que o médico não descobre sua doença,quem sabeela resolve,meu emailé gutafoz@hotmail.com,obrigada.

malu oliver disse...

oLA PESSOAL EU ACOMPANHO O TRABALHO DE DONA EDERLAZIL VOU ATE O CENTRO SEMPRE E POSSO ASSEGURAR QUE ELA TEM UM DOM MARAVILHOSO QUE USA PRA AJUDAR AS PESSOAS ALEM DE SER UMA PESSOA MTO PACIENTE QUE NAO RECUSA AJUDAR NEM AQUELES QUE VAO ATE O CENTRO PRA FALAR MAL TENHO UMA GRANDE ADMIRAÇAO POR ESSE TRABALHO QUEM QUISER FALAR SOBRE O ASSUNTO MEU EMAIL É MALU-MALUZINHA@HOTMAIL.COM

rosely veiga disse...

Gostaria de conseguir as orações dos 13 dias posteriores , pois a minha estava dentro de minha bolsa a qual foi roubada....que tiver por favor envie para meu email rosely.veiga@gmail.com ou vendas@guiadavila.com . ficarei muito grata a quem me enviar obrigada.

evanildo_edith disse...

Pra quem nao conhece as vezes pode ate criticar, mas eu dui pela primeira vez, em 2001 e u sempre posso vou ate la, mas e uma coisa fenomenal, qdo td esta complicado para o lado da gente, ate pra conseguir ate a DÈderlazil fica dificil, algo impedem a gente de ir....sempre ocorre algo impossibilitando de ir la, mas e muito bom a gente sai de la ate com o corpo parece leve, mas tem de ter fe, e fazer as orações...Trezena....
Edith....MS

Wahrsagerin Die Gypsy des Ostens disse...

Quando eu for ao Brasil desejo visitar dona Ederlazil, ela é com toda certeza um anjo na terra!

Eric Finch Rocha disse...

Saída de São paulo para Votuporanga (Fenômeno do Algodão) Embarque Santana/Tietê Contato:
Deuzinha, telefone: (11) 2258-1944

jorgeprado disse...

Ilusionismo,as pessoas querem acreditar em magia então é muito fácil enganá-las,quero ver sem essas artimanhas pra esconder o truque!

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

já fui lá 4 vezes, e posso dizer que é verdade, o trabalho é autentico, e não a qualquer truque. Quem duvida que vá lá pessoalmente.

Abraços.

Ewertom Jaime disse...

Parabéns pelo trabalho a mas de dês anos juntos digo e afirmo cê vc tem algo em sua vida q esteja dando errado ligue e agende sua consulta atendemos tanbem no Paraná na cidade de Curitiba a mais de dês anos ajudando qn realmente presisa com experiência em magia do amor e união de casais desmanchamos qualquer tipo de trabalho 041 97400154 materialista

Erica Lives disse...

Eu conheço um Homem que faz tudo o que essa mulher não faz.
O nome dele é DEUS QUE DISSE NÃO HAVER NG ACIMA DELE, COM PODERES MAIORES QUE OS DELE. Ora, quanta hipocrisia e ignorância das pessoas acreditarem em tanto charlatanismo....Afffffffffffffff
Só Deus para ter misericórdia de vocês....

CIGANA disse...

SALVE DEUS! moro em BH, alguém sabe se sai algum especial de bh para este lugar, e qual é o telefone dela para eu evitar de perder a caminhada.
meu email cleudias@hotmail.com
cleunice

dfvfv disse...

Eu fui nessa mulher do algodão e me sinto no dever de alertar as pessoas de que não passa de uma grande farsa. Ela cobra (caro) para fazer suas " materializações" e senti que os filhos dela, que são quem escondem os objetos no algodão enquanto a Edelarzil pede que todos fechem os olhos no momento da oração, ficaram rindo da cara dos coitados desesperados com seus próprios problemas. Sem essa baboseira de respeitar a fé dos outros nesse caso, Ok?Trata se de uma quadrilha, muito bem organizada que pilha pobres coitados. Inclusive, percebi que existem olheiros infiltrados que discretamente sondam se você percebeu ou não que o " fenômeno do algodão" não passa de uma farsa. O pessoal do transporte, que organiza as excursões, logicamente está mancomunado também.