domingo, janeiro 11, 2009

Reencarnação na Bíblia – Parte II

Primeiramente gostaria de dizer que o meu intuito não é transformar ninguém em espírita ou em espiritualista e muito menos dizer que uma religião é melhor que a outra, longe disso. Acredito que a maioria das religiões busca a mesma coisa: a paz de espírito sobre a luz do Criador. Concordo plenamente que se temos a oportunidade de fazermos a diferença nessa vida, que façamos então. Não deixemos para a próxima.

Resolvi criar esse post devido ao tamanho da resposta ao post anterior Reencarnação na Bíblia, mais especificamente aos usuários anônimos do nono e décimo comentários.


A Existência de Deus

Quando o homem pré-histórico voltou seus olhos pela primeira vez para o céu noturno, repleto de estrelas, ou quando admirou a natureza exuberante que o cercava, ou ainda quando passou a descobrir-se como um ser de idéias e sentimentos, adentrou os domínios dos “mistérios” da Criação.

Iniciava-se, então, de modo extremamente primário, a formação da idéia acerca da existência de Deus. A partir daí, através de práticas as mais extravagantes, o homem tentou a comunicação com Deus, num processo que culminou com a própria humanização da divindade. O homem passou a conceber Deus à sua imagem e semelhança. Foi assim que se organizaram as mais diversas religiões.

“Há coisas que, de tão profundas,
só se sentem, não se descrevem”

Léon Denis


A Doutrina Espírita nos apresenta um conceito magnífico de Deus: a inteligência suprema e causa primária de todas as coisas. Mas a idéia vem enriquecida por alguns dos atributos da divindade, que revelam ao homem algumas de suas perfeições: Deus é eterno, único, imutável, imaterial, soberanamente justo e bom. É sobre este último atributo (da justiça divina) que se funda o princípio da reencarnação.

Se todos tendemos à perfeição, Deus nos proporciona os meios de consegui-la, com as provas da vida corpórea. É então que nos depuramos, submetendo-nos à prova de uma nova existência, condição necessária da evolução do Espírito, sem a qual permaneceríamos estacionários.

É o próprio Universo que oferece evidências materiais acerca da existência de Deus. Ora, “vede a obra e procurai o autor!”. Se o efeito que se vê é inteligente, sua causa só pode ser inteligente. O que não é obra do homem, só pode ser obra de um poder inteligente. Esse poder é Deus!


O Maior Mandamento

“Mas os fariseus, tendo sabido que Ele fizera calar os saduceus, se reuniram em conselho. E um deles, que era doutor da lei, para o tentar fez esta pergunta: Mestre, qual é o grande mandamento da lei? Respondeu Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o maior e o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante ao primeiro é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Estes dois mandamentos contêm toda a lei e os profetas” (Mateus, 22:34-40) Vejam também: Marcos, 12:28-34 e Lucas, 10:25-28.

Com esses dois mandamentos, o Mestre substituiu o Decálogo, isto é, os dez mandamentos de Moisés, pois quem ama a Deus sobre todas as coisas, a ele unicamente presta culto. E quem ama o próximo como a ti mesmo, honra seus pais, não mata, não adultera, não levanta falso testemunho, nem cobiça coisa alguma de quem quer que seja. Quem amo o próximo, deseja ao semelhante o que quer para si.

Do amor ao próximo, como a nós mesmos, nasce a caridade e esta reside no socorro que devemos prestar aos nossos irmãos pela nossa inteligência, pelo nosso coração, com bravura e humildade, para não lhes tornar penoso receber o auxílio material, moral ou intelectual que lhes dispensamos.

Como está implícito no amor de Deus, a prática da caridade para com o próximo, todos os deveres do homem podem ser resumidos na máxima que o Espiritismo humildemente prolifera: “Fora da caridade não há salvação”. Diferentemente de “Fora da igreja não há salvação”, ou “Fora do templo não há salvação”, ou até mesmo “Fora do centro não há salvação”. Pois tudo aquilo que se aprende em conceitos deve-se revelar, concretamente, na caridade das ações e pensamentos.


Conceito de Parábolas

Há dois mil anos, Jesus esteve conosco, trazendo lições para as multidões que o seguiam. Falou a seus discípulos, em certa ocasião: “Muitas das coisas que vos digo ainda não as compreendeis e muitas outras teria a dizer, que não compreenderíeis, por isso é que vos falo por parábolas. Mais tarde, porém, enviarvos-ei o Consolador, o Espírito da Verdade, que restabelecerá todas as coisas e vo-los explicará todas” (Jo, 14 e Jo, 16)

O que é uma parábola? É uma narração alegórica na qual o conjunto de elementos evoca, por comparação, outras realidades de ordem superior. A alegoria é a exposição de pensamento sob forma figurada.

A Doutrina Espírita vem trazer novos ensinamentos necessários ao nosso melhor entendimento sobre as lições em forma de parábolas que Jesus nos trouxe.

Jesus, sobre muitos os pontos se limitou a lançar o gérmen de verdades que ele mesmo declarou não poderem ser então compreendidas. Falou de tudo, mas em termos mais ou menos claros, de maneira que, para entender o sentido oculto de certas palavras, era preciso que novas idéias e novos conhecimentos viessem dar-nos a chave.

Essas idéias não poderiam surgir antes de um certo grau de amadurecimento do espírito humano. A ciência deveria contribuir poderosamente para o aparecimento e desenvolvimento dessas idéias. Era preciso dar tempo à ciência para progredir.


Respondendo as perguntas levantadas pelo internauta Anônimo

1.) Porque ao invés de Elias que apareceu a Jesus na transfiguração, não foi João Batista? Sendo essa sua última encarnação?

Dependendo do grau de elevação do espírito ele pode se manifestar com a aparência da encarnação que desejar. Acredito que ele apareceu dessa forma para não chocar os apóstolos presentes. Digo isso porque se você for parar para pensar, verá que tudo o que Jesus passou de informação para as pessoas e principalmente para os apóstolos, tudo era muito novo, tudo era novidade. Jesus derrubou essa idéia de um Deus vingativo, que pune pela eternidade, e apresentou aos homens um Deus de amor.

Imagine falar sobre reencarnação para um povo que apedrejava adulteras na rua ou que sacrificava animais para oferecer a Deus. Jesus sabia que não poderia falar abertamente sobre reencarnação antes de um certo grau de amadurecimento do espírito humano.


2.) Quando Elias estava para ser elevado numa carruagem de fogo, conforme nos mostra a Bíblia, Eliseu pediu que lhe desse porção dobrada do seu espírito. Como a Doutrina Espírita explica esse fato?

Você menciona “II Reis, 2:1-11”. Elias sabia que iria morrer, mas que primeiro deveria cumprir uma última missão. Em cada cidade que passava, juntamente com Eliseu, os filhos dos profetas daquela cidade vinham e falavam a Elias que o Senhor iria levá-lo.

Elias dizia que já sabia e pedia discrição, que ficassem calados. Quando chegou na cidade de Jordão, Elias abriu as águas (assim como Moisés) e no final da passagem Elias pergunta a Eliseu o que ele desejaria antes de sua partida. Eliseu responde: “Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim”, ou seja, Eliseu pede a Elias que ele tenha tanta fé, tanta proteção espiritual quanto Elias.

Eis que Elias responde que é muito difícil, mas que se Eliseu conseguir presenciar sua passagem para o mundo espiritual ele conseguiria. Enquanto caminhavam e conversavam, Eliseu visualiza o que na Bíblia está descrito como “Carruagem de fogo” e Elias desencarna.

No entendimento espírita o que deve ter havido foi um fenômeno de vidência do médium Eliseu que, incapaz, devido sua ignorância sobre os fenômenos mediúnicos, de entender a grande claridade que emanava do espírito Elias após sua desencarnação, a descreveu como uma carruagem de fogo. É completamente possível que Eliseu tenha visto Elias após a morte envolto em grande luz.


3.) Alguém pode descobrir quem fomos no passado? Porque aos outros apóstolos não foram revelados quem eles haviam animado outrora? E somente neste caso isolado?

Para descobrir quem foi no passado, basta consultar um profissional em “Terapia de Vidas Passadas” (TVP). Se tiver curiosidade, assista ao filme “Minha vida na outra vida”, você entenderá melhor como funciona.

O motivo que reencarnamos sem conhecimento da vida passada é justamente para não termos pré-conceitos sobre determinadas pessoas. Imagina você fazer uma regressão e descobrir que seu marido foi quem te matou na vida passada? Será que na vida atual, que você veio para mudar esse sentimento de mágoa, rancor, ódio que sentia por ele, você ao conhece-lo trataria ele normalmente, indiferente, com possibilidade de se relacionarem e se amarem? Ou você fugiria dessa pessoa? Ou até mesmo tentaria se vingar?

A TVP é indicada para tratamento de fobias.

Aos apóstolos nada foi revelado sobre suas vidas passadas porque não foi preciso. Diferente do caso de João Batista/Elias. No Antigo Testamento em Malaquias 4:5, informa o envio do profeta Elias a Terra, como precursor de Jesus. Elias era de fato esperado pelos Judeus como precursor do Cristo. A palavra Cristo significa “Ungido”. As palavras “Messias”, “Cristo” e “Ungido” são sinônimos.


4.) Na verdade o que a bíblia diz é que ouve uma semelhança entre o ministério profético de Elias e João Batista. Nada mais. Se a doutrina da reencarnação já existia na época (os fariseus por ex.) por que Jesus iria se limitar a falar?

Jesus se limitou a falar sobre reencarnação pelo mesmo motivo que uma criança no primário não aprende o que um universitário aprende. É preciso desenvolver aos pouco as noções de espiritualidade. Moisés apresentou ao seu povo dez mandamentos. Jesus, dois. Porque a lei de Moisés era tão rígida? Porque o ser humano precisava dessa rigidez naquela época. Imagina conter a agressão de um homem bruto, que resolve tudo com a espada, com ensinamentos de que ele deveria amar ao próximo.

Na época de Moisés foi preciso criar o céu e o inferno justamente para isso, fazer o homem temer a Deus, e conseguir faze-lo conviver pacificamente em sociedade. A idéia de ir para o inferno fazia tremer até mesmo o mais durão dos homens.


5.) No evangelho de João cap.9 v2 diz: mestre quem pecou este ou seus pais para que nascesse cego (referindo-se a um homem cego de nascença)? 1-Isso demonstra claramente que essa doutrina da reencarnação já existia (pregada pelos fariseus da época) e os discípulos de Jesus a conhecia como mostra a pergunta acima, feita a Jesus. 2- Jesus não poderia, de forma alguma, se limitar a falar dela caso a aceitasse. E ele teve uma grande oportunidade, já que os discípulos trataram do assunto. Mas, de uma forma clara, a negou dizendo: nem ele, nem seus pais pecaram, foi assim para que se manifeste nele a gloria de Deus. Os defensores desta doutrina sabem explicar o que Jesus quis dizer: "para que se manifestem nele a gloria de Deus"? Será que a gloria de Deus se manifestou quando Lazaro morreu?

Para o espirita, a glória de Deus se manifesta todos os dias. O nascimento do Sol todas as manhãs, o desabrochar de uma flor, o canto dos pássaros, o nascimento de uma criança e muitas outras coisas do nosso cotidiano que nem percebemos.

No caso do homem cego, se Jesus visse aí uma idéia falsa, teria dito “Como esse homem poderia pecar antes de nascer?”. Em lugar disso, disse que esse homem era cego, não foi porque haja pecado, mas a fim de que o poder de Deus brilhe nele; quer dizer, que deveria ser o instrumento de uma manifestação do poder de Deus. Se não era uma expiação do passado, era uma prova que deveria ser-lhe para o seu adiantamento, porque Deus, que é justo, não poderia lhe impor um sofrimento sem compensação.

Quanto aos meios empregados para curá-lo, é evidente que a espécie de lama feita com a saliva e terra não poderia ter virtude senão pela ação do fluido curador de que estava impregnada; assim é que as substâncias mais insignificantes: a água, por exemplo, podem adquirir qualidades poderosas e efetivas sob a ação do fluido espiritual ou magnético, aos quais servem de veículo, ou, querendo-se, de reservatório.

Sobre a ressurreição de Lázaro, dizem, havia quatro dias no sepulcro; sabe-se que há letargias que duram oito dias e até mais. Acrescentam que já cheirava mal, o que é sinal de decomposição. Esta alegação também nada prova, dado que em certos indivíduos há decomposição parcial do corpo, mesmo antes da morte, havendo em tal caso cheiro de podridão. A morte só se verifica quando são atacados os órgãos essenciais à vida.

Dado o poder fluídico que Jesus possuía, nada de espantoso há em que esse fluido vivificante, acionado por uma vontade forte, haja reanimado os sentidos em torpor; que haja mesmo feito voltar ao corpo o espírito, prestes a abandoná-lo, uma vez que o laço perispirítico ainda se não rompera definitivamente. Para os homens daquela época, que consideravam morto o indivíduo que deixara de respirar, o que aconteceu alí foi uma ressurreição.


6.) Por que Jesus se limitou a falar sobre a reencarnação em suas instruções aos discípulos? Ele, em Marcos 15, deu total prioridade à pregação do evangelho. Portanto, se Jesus concordasse com a reencarnação, seus discípulos teriam recebidos ensinamentos detalhados sobre a tal.

Como já respondido anteriormente, era preciso um amadurecimento espiritual por parte da humanidade, e não apenas dos discípulos. Da mesma maneira que uma criança entra na escola e é passado o conhecimento a ela aos poucos.

Quer ver, vou lhe dar uma exemplo... a 15 ou 20 anos atrás quando alguém lhe falasse em Acupuntura ou Homeopatia qual era a sua reação? Torcia o nariz, achava que ela tudo bobeira, ou até mesmo coisa de gente maluca. Não é verdade? E hoje? Hoje como o desenvolvimento do intelecto humano e da ciência, já aceitamos essas práticas como normais e importantes para o ser humano conhece-las e pratica-las. Agora a maioria das pessoas já entendem e usufruem do seus benefícios. Veja mais sobre isso aqui: http://aprendiz.uol.com.br/content/deweshedre.mmp


Jesus falou a seus discípulos em certa ocasião: “Muitas das coisas que vos digo ainda não as compreendeis e muitas outras teria a dizer, que não compreenderíeis, por isso é que vos falo por parábolas. Mais tarde, porém, enviarvos-ei o Consolador, o Espírito da Verdade, que restabelecerá todas as coisas e vo-los explicará todas”
(Jo, 14 e Jo, 16)

E quem disse que os espíritas não seguem o evangelho de Jesus? Quando Jesus diz que devemos ser batizados e seguirmos o evangelho, isso de nada vai contra ao modelo de conduta que os espíritas devem praticar.

O batismo não santifica, mas simboliza uma vida de excessos que é deixada para trás, que está aceitando uma nova vida, assim como os espíritas fazem ao ter conhecimento da vida espiritual. Procuram melhorar e aprimorar-se na prática do bem e da caridade. Essa última não apensa material.

Assim como Maria Madalena fez. Se arrependeu de seus atos no passado e seguiu os ensinamento de Jesus. Mas em nenhuma passagem vimos ela sendo imergida nas águas para deixar para trás ou se arrepender de seus pecados. Jesus simplesmente diz: “vai-te, e não peques mais” (João 8:1-11).

36 comentários:

Anônimo disse...

Nós somos livres p/crença,porem,dizer que reencarnação esta na biblia,não.Veja 2 Rs 2:9,15...haja porção doblada de teu espiritosobre mim(v9);...o espirito de Elias repousa sobre Eliseu(v15).Mas como o espirito de Elias poderia repousar sobre Eliseu?Agora veja o que o anjo diz a Zacarias:e ira adiante dele no espirito de Elias(Lc 1:17).Veja a reação de Zacarias sobre o anunciado:não fez nenhuma indagação sobre seu filho ter sido o profeta Elias outrora,considerando algo normal.Pois se fosse novidade despertaria curiosidade.Mas como assim,normal?E nakela epoca o povo comprenderia?Só Zacarias a conhecia?E quem a ensinou?E por que ele não ensinou a João,seu filho(Jo 1:21)?E observe que o anjo foi profundo no assunto(caso se tratasse de reencarnação),falando sobre vidas passadas.E Deus seria justo enviar o anjo p/anunciar algo que não se compreendia?E mais,se não houve questionamento,logo,não se tratava de nada novo,nada imcompreencivel.Portanto,não seria reencarnação.Nã é preciso nem ser religioso para entender isso.O caro leitor tem o direito de examinar as escrituras como ensinou Jesus(Jo 5:29).

Anônimo disse...

Em Mt 11:14 Jesus diz aos dicipulos: este é o Elias que havia de vir.Os discipulos entenderam(Mt 17:12-15).Mas como entenderam se Jesus não havia lhes ensinado nada sobre reencarnação,ja que na epoca eles eram como crianças e não compreenderiam?Muito estranho alguem entender sem que ninguem lhe explique!E nem ousaram lhe perguntar-lhe nada.E veja que os discipulos sempre lhe perguntavam.Se,realmente, se tratasse de reencarnação,eles deveriam conhecer-la bem e logo,Jesus não deveria se limitar a falar.Alias,nakele momento,Jesus estaria falando sobre vidas passadas(assunto de dificil compreenção)e os discipulos compreenderam normalmente.Sabe por que os discipulos entenderam sem questionarem nada?Porque não se tratava de reencarnação."Pois uma criança no primario não aprende o que um universitario aprende."Muito simples!Posteriormente trarei mais exames detalhados sobre o fato de a reencarnação não esta na biblia.No entanto,gostaria que os amados leitores examinassem com bastante cuidado as escrituras,como Jesus ensinou e tirem suas conclusões.Obrigado!

Anônimo disse...

[b]Como já respondido anteriormente, era preciso um amadurecimento espiritual por parte da humanidade, e não apenas dos discípulos. Da mesma maneira que uma criança entra na escola e é passado o conhecimento a ela aos poucos.[b]

Note que quando o anjo anunciou o nascimento de João batista e quando Jesus disse aos seus discipulos que João era o Elias que havia de vir(Mt 11:14),falaram de uma maneira que,se realmente se tratasse de reencarnação,só alguem com bastante conhecimento deste ensinamento para compreender(vidas passadas).Coisa que Zacarias e os discipulos de Jesus não tinham na época.Daí,fica claro que Jesus não se referiu a tal ensino.


[b]Aos apóstolos nada foi revelado sobre suas vidas passadas porque não foi preciso.[b]

Esta resposta só convence quem não tem conhecimento dos relatos biblicos e nem estuda.Se isto se tratasse de reencarnação,haveria uma curiosidade para se saber quem foi no passado.E por que não houve neste caso?Quando a profecia diz:eis que vos envio o profeta Elias,não estava se referindo a reencarnação.E caso tivesse,Jesus teria obrigação de explicar.A curiosidade sempre existiu.Quando Jesus transfigurou-se,por ex.,os discipulos ficaram curiosos.E jesus deu explicação.

[b]Imagine falar sobre reencarnação para um povo que apedrejava adulteras na rua ou que sacrificava animais para oferecer a Deus.[b]

Então,Jesus não falou nada sobre reencarnação.E a mesma não se encontra nos relatos biblicos.
Muita paz para todos!

Anônimo disse...

Me desculpem, não havia lido a matéria completa. Ao fazer isso me deparei com a citação do próprio Jesus:

“Muitas das coisas que vos digo ainda não as compreendeis e muitas outras teria a dizer, que não compreenderíeis, por isso é que vos falo por parábolas. Mais tarde, porém, enviarvos-ei o Consolador, o Espírito da Verdade, que restabelecerá todas as coisas e vo-los explicará todas”
(Jo, 14 e Jo, 16)

Realmente acho que todos devemos rever nossos conceitos.

Muita paz e estudo para todos!

Anônimo disse...

Jesus sempre falava aos seus discipulos por parabolas(Mt 13:34;Mc 4:33),para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta(Sl 78:2).Mas,nos cap.14,15 e 16 do Ev.de João,Ele resolveu falar abertamente,dando-lhes instruções, acerca do Pai(Jo 16:25,29)e seus discipulos acostumados com as parabolas,não entenderam(Jo 14:5; 13:37; 16:17,18).Daí o por que de Jesus dizer que ainda teria muito para lhes falar mas eles não podiam compreender(Jo 16:12).Se referindo ao assunto que estava tratando com eles(acerca de sua ida ao Pai)e não sobre outros ensinamentos que viriam.E prometeu enviar o Espirito santo ou Espirito da verdade(Jo14:26)para ensina-los todas as coisas e fazer-los lembrar de tudo que havia dito e não muito depois daqueles dias(At 1:5).Note que não tem nada falando sobre ensinamento novo e a prova real disso,esta na continuidade dos ensinos dos apostolos.Veja o que Paulo diz escrevendo aos corintios daquela época(1Co14:20)-...não sejais meninos no entendimento;e aos efesios daquela época(Ef 4:14)-...não sejamos mais meninos inconstantes;e aos galatas,tambem daquela época(Gl 1:9)-...se alguem vos anunciar outro evangelho alem do que ja recebestes,seja anatema.E outras referências biblicas poderiam serem citadas.Isto deixa bem claro que o evangelho fora pregado por completo e o povo não nessecitava de novos ensinamentos nem de amadurecimento espiritual para recebe-los.Jesus cumpriu toda sua missão.E a alegação de que o Consolador enviado traria novos ensinamentos não procede,pois sua missão seria esclarecer o que Jesus havia falado e ensina-los na verdade.Para mais detalhes leiam os Atos dos apostolos e as demais cartas de paulo,Pedro,João,etc.

Sophia disse...

Primeiro, gostaria de dizer que adorei o blog e que estou achando muito interessante todas essas discussões "acaloradas" sobre o tema Reencarnação. Esse nosso amigo 'Anônimo' parece ter um profundo conhecimento bíblico...Acho que ele faz muitas perguntas ao Sr.R, mas agora eu gostaria de perguntar umas coisinhas ao nosso amigo. Caro 'Anônimo', você poderia me responder porque, se Deus é todo bondade, justiça e amor, qual a razão de tanta diferença social? O famoso porque uns tem tanto e outros tem tão pouco? Porque algumas crianças nascem perfeitas e outras deficientes? Qual o critério que Deus usa para para entregar a uma mãe ansiosa para ter seus filhos no braço, uma criança sadia e a outra uma criança paralítica, cega, etc? Porque Deus tira um filho pequeno de uma mãe? Porque uma criança é estuprada? Porque uns morrem assassinados e outros morrem dormindo? O que faz Deus nos diferenciar? O que faz Deus dar a uns bens, riquezas materiais e a outros a miséria? Porque uns nascem no Brasil e outros no Afeganistão? Porque ele permite que crianças presenciem a morte de seus pais? Tenho tantas perguntas, mas queria perguntar principalmente, será, amigo Anônimo, que você consegue me responder a todas essas perguntas sem citar uma passagem bíblica, será que você saberia simplismente explicar?

Sophia

Anônimo disse...

sou ume studante da vida e procuro filtrar todo conhecimento(lógico)que este tempo e esta vida tem a me oferecer,logo,é lógico e uma verdade imutável que a reencarnação e se não mais uma lei divina que o homem tem o privilégio de descobrir e aceitar ao seu padrão de vida ao longo do tempo,ja que,a reencarnação e bem mais antiga em muitas (religiões),sendo assim conceitos joves que vem a defender a não pluraridade da vida espiritual,não tem se não fundamentos suficientes para convenser talves nem a se própio que vem numa crença por meio de um sentimento inconciente ou consiente camdo MEDO,claro que se um pessoa estar a negar o óbivio isto demostra seu grau de adintamento intelctual,então plantemos a semnte da verdade em seus corações e as leis divinas irão operar sobre todos que são reencarnacionistas melhorando seu crescimento espiritual e moral dando a Deus seu reconhecimento com inteligencia suprema,e aspessoas contrarias para que possam pensar por si propias escutar seus corações para entrar na realidade e aceitar toda a logica da vida!"misterio algum não será revelado"

José disse...

Oh 'Anônimo', você poderia ser menos afobado, escrever certo e respeitando pontuação, usando vírgulas e pontos. Porque não entendi nada do que você quis dizer...

"a se própio que vem numa crença por meio de um sentimento inconciente ou consiente camdo MEDO"

O que foi isso??? Alguém me explica?

Só entendo quando você faz "ctrl+c" "ctrl+v" da Bíblia, de resto, você se enrola todo.

E outra, quando vai responder as perguntas da Sophia?

Já que você é tão estudioso assim, eu poderia fazer algumas perguntas a você sobre outras partes da Bíblia?

Que religião você segue? Qual seu nome? Vai ficar se escondendo atrás de um identidade anônima até quando?

Aí Sr.R, sugiro você retirar a possíbilidade de pessoas comentarem no blog como 'Anônimo'.

Um abraço a todos.

Sophia disse...

Caro amigo 'Anônimo', me desculpe, mas tenho que concordar com o José, não entendi muito bem o que você escreveu.

"claro que se um pessoa estar a negar o óbivio isto demostra seu grau de adintamento intelctual"

Se uma pessoa nega o óbvio isso demonstra o seu grau de adiantamento intelectual?? Tem certeza??

Pelo que entendi, você acredita sim na reencarnação, só não concorda que ela está citada na bíblia, é isso?? Por que se for, acho que os seus estudos estão voltados para um único lado, o do 'não concordo'. Tente abrir a sua mente para o outro lado, o do 'deixa eu ver se eles tem razão'. Leia novamente as partes citadas pelo Sr. R em seu texto, procure novamente na bíblia a passagem toda, mas faça isso de coração limpo e mente aberta.

Os verdadeiros estudiosos sabem que não são donos da razão e o tempo se encarrega de revelar o que a gente acha que já sabe.

Coração limpo e mente aberta amigo 'Anônimo'.

Sophia.

Anônimo disse...

Sophia,eu acho que este Anonimo que precedeu seu comentatio não é o mesmo que respondeu as perguntas do Sr.R.Se lermos seus comentarios,quase nem encontramos erros de portugues e nesse tem muitos erros e quase nem compreendemos os textos.E acho que,se fosse ele,teria se dirigido diretamente a você.

Sophia disse...

Meu caro e novo amigo 'Anônimo', como vamos saber de quem são os comentários se todos assinam como anônimos?

E, dizer que os outros comentários não tem erros de português? Bom, errar todos erramos, mas a falta de pontuação e mesmo espaço entre as palavras é característica marcante nos comentários.

Porque se esconder atrás do anonimato? Meu nome é Sophia, e daí? Alguém me conhece? Quantas 'Sophias' existem no Brasil?

Acho que se meus amigos 'anônimos' se identificassem, poderiamos discutir com mais clareza, aprender uns com os outros de forma mais amigável.

Acho que essa discussão não vai dar em nada Sr. R, já que quem escreve, não assume seus comentários.

Sophia.
E assim, minhas perguntas continuam sem respostas...

Sr. R disse...

Pessoal

Se o próximo comentário do 'Anônimo' não responder as perguntas da Sophia ou do José, estarei alterando a forma de comentários aqui no blog. Tenho as seguintes opções e gostaria de saber qual preferem:

1. Qualquer um - inclui usuários anônimos
2. Usuários registrados - inclui OpenID
3. Usuários com Contas do Google

O opção 1 é a atual, que será modificada. Estou pensando em colocar a opção 3 mas não gostaria de perder os comentários pertinentes de todos vocês, então, a pergunta é: todos aqui possuem conta no Google/Gmail?

Muito obrigado a todos e espero que essa mudança não afaste ninguém, pelo contrário, acho que trará mais responsabilidade para um debate mais franco, evitando os “diz que me disse” e possíveis insultas.

Abração

Anônimo disse...

Ola querida Sophia!Vi seus comentarios e suas 11 perguntas que vc me dirigiu.Antes de tudo,quero vos dizer que meu objetivo não é insultar,desafiar ou ser superior a ninguem.Apenas deixar reflexões p/que os leitores meditem.Mas observei que suas perguntas levam o leitor a deixar um pouco de lado os ensinamentos biblicos(coisa que Jesus jamais fez)ou buscar no espiritismo uma explicação.O tema deste blog é discutir a reencarnação na biblia(assunto que discuti com clareza desde que entrei aqui).A respeito das perguntas que vc me fez(como foram desafiantes e insultadoras,como se só espiritismo tivesse respostas verdadeiras e convincentes)vou responder-lhe com outras perguntas, se vc me responder trarei suas respostas concletas e objetivas.Onde estavas tu quando Deus fundou a terra?Quem lhe pôs as medidas,se tu o sabes?Ou quem estendeu sobre ela o cordel?Sobre que estão fundadas as suas bases,ou quem assentou sua pedra de esquina?Ou quem encerrou o mar com portas,quando trasbordou e saiu da madre,quando eu pus as nuvens por sua vestidura e a escuridão por envolvedouro?Onde esta o caminho da morada da luz?E quanto as trevas onde esta o seu lugar para que as tragas aos seus limites,e para que saibas as veredas da sua casa?Onde esta o caminho em que se reparte a luz e se espallha o vento oriental sobre a terra?Sabes tu as ordenanças dos céus,ou podes dispor do dominio deles sobre a terra?Querida Sophia,se vc me responder todas estas perguntas eu prometo que lhe responderei as suas.Sabe por que não lhe respondo agora?Porque foi vc que começou desafiando.Jesus,dono de toda toda sabedoria e toda verdade não teve por ousadia desafiar ninguem,quanto mas nós que somos tão limitados.Sr.R,me perdoe se passei dos limites.

Sophia disse...

Sr. R, me desculpe mas não sei o que a 2ª opção significa: "OpenID".
Sou uma senhora de 57 anos e se não fossem os meus netos que descobriram o seu blog e me ensinaram a mexer, nem mesmo poderia fazer os comentários.

Tenho email do gmail mas nunca lembro a senha. Meus netos disseram: 'vó escolhe uma bem difícil para ninguém descobrir.'. Agora nem eu lembro.

Só acho que se você trocar a opção, talvez muitas pessoas deixem de comentar, inclusive sobre outras matérias.

Sophia.

Anônimo disse...

E quanto as perguntas do amigo José,digo-vos o seguinte:minha religião não vou lhe revelar porque não estou aqui pra discutir a mesma,mas mostrar algumas verdades que necessitam de esclarecimento.Sobre meu nome,não vejo impotancia em revelar,até porque estamos virtual e eu poderia dizer um nome que não seja o meu(coisa que eu não quero fazer),enganando-os.
Abraço!

Sophia disse...

Meu amigo Anônimo, quantos enganos a meu respeito.

Primeiro, não sou espírita, sou católica, mas admiro outras religiões, dentre elas o espiritismo. Segundo, não te desafiei, te perguntei, se segundo teus conhecimentos bíblicos tão acentuados, poderia me responder a tais perguntas.

Meu objetivo nem de longe é insultar ou desafiar alguém, concordo plenamente com você, inclusive em deixar questionamentos para que as pessoas possam refletir, foi o que fez sobre o seu ponto de vista e foi o que fiz sobre o meu.

Sei muito bem sobre o que se trata esta matéria, por isso lhe fiz as perguntas, para que me responda segundo seus conhecimentos.

Deixar um pouco os ensinamentos bíblicos de lado, meu amigo, nessa você exagerou. Mas não vou escrever o que penso a respeito porque este blog não é meu e levaria uma eternidade para tal escrita. Poderia até escrever um livro.

Meu amigo, ninguém é superior a ninguém, somos apenas pequenos grãos de areia em um universo tão gigante.

Se minhas perguntas foram tão insultantes assim, peço desculpas, mas é uma pena que ainda não respondeu, queria muito saber o que pensa a respeito.

Jesus, nosso irmão maior, mestre dos mestres. Há tanto ainda a aprender com ele...

Já, já, respondo suas perguntas, tive que jogar num txt para separá-las, estavam todas grudadinhas e uma senhora de 57 anos com a miopia que eu tenho, meu filho, não pode se dar ao luxo de ficar de olhos grudados no computador.

Para ter certeza que em momento algum quis te ofender, insultar ou faltar ao respeito, deixo aqui um grande abraço.

Sophia.

Sophia disse...

Meu amigo, agora que consegui ler, percebi que se utilizou da Bíblia mais uma vez: Jó 38. Por isso, vou compactar as perguntas e responder da seguinte forma:

"Jó estava sofrendo muito, tentaram explicar a ele que deveria ter feito algo no passado para que estivesse sofrendo nesse momento. Seus amigos vieram até ele e tentaram dar, cada um, a sua
interpretação sobre Deus. Depois de muito ouvir e discutir, Jó dá a sua opinião sobre Deus, baseado na magóa que estava sentindo no momento, fala tanto que parece até que Jó sabe mais sobre Deus do que Ele próprio.

Então, o capítulo 38 começa, é quando Deus, depois de ter escutado tudo o que Jó disse ao povo, se manifesta: "Perguntar-te-ei, e tu, responde-me.".

Deus faz tantas perguntas que Jó compreende que apenas Deus define Deus. Deus diz claramente a
Jó, através de tantos questionamentos, que ele não sabia de nada. Não sabia nem das coisas
simples da vida, quanto mais falar sobre a dor e o sofrimento.

Jó se cala, pois não há mais nada a dizer, ele entende a sua pequenez diante de Deus."

Quanto a mim, meu caro amigo, quem sou eu para interpretar Deus? Quem somos nós para dizer
'Deus é assim e ponto final'? Sabe no que eu acredito? Em um Deus de amor, soberano, de paz e
justiça. Um Deus que ama tanto os seus filhos que dá a cada um deles a oportunidade de fazer de
novo, uma nova chance. Eu vejo Deus, como o Pai dos Pais, o Rei do Universo. Eu não compreendo
muita coisa, mas sei que Deus me ama, independente da minha religião e tenho certeza que é
quando eu mais erro, que Ele mais me estende a mão. Acredito em um Deus que não abandona os
seus filhos, mesmo quando esses lhe viram o rosto.

Se pararmos para pensar, cada um de nós tem um pouco de Jó, uns na mágoa da falta de
entendimento e fé, outros nos questionamentos. Há milhares de anos o homem tenta entender Deus.

Eu não tento entender, eu tento aceitar, agradecer mesmo as coisas que eu considero ruins por
que sei que elas tem algum significado.

Criticar Deus e desafiar as pessoas, não fazem parte do meu estilo de vida, eu gosto mais do
estilo "amar ao próximo como a ti mesmo".

Sophia.

Sr. R disse...

Sensacional Sophia!
Muito bonita sua resposta. Concordo com tudo o que disse e também procuro entender sobre outras religiões, assim como: o Catolicismo, o Budismo, o Hinduísmo etc.

Procuro no blog ser o mais universalista possível porque sei que pessoas de diversos credos acessam. Que é o caso do irmão ‘Anônimo’.

Então pessoal, quero dizer que não vi ninguém ofender ninguém, apenas falei "possíveis insultas" porque outras pessoas, além de nós, podem comentar aqui. Alguém que não tenho discernimento, como todos estamos tendo até agora.

Resolvi manter a opção de 'Anônimo' em respeito ao 'Anônimo' que, infelizmente, prefere ficar no anonimato. Seria muito legal sabermos quando realmente é o 'Anônimo' que estamos conversando e quando não é. Fica difícil saber quem é quem quando todos assinam da mesma maneira. Mas tudo bem. Cada um, cada um.

Fiquem a vontade para continuar o debate (de maneira saudável como está sendo até agora). Acho isso importante porque acabamos estudando como pensam seguidores de diversas religiões, não é mesmo?

Um abraço a todos!

Anônimo disse...

Pois é minha querida Sophia!Tem coisas que só Deus sabe(At 1:7;1Ts 5:1,2)e nem Jesus ousou falar quando foi interrogado pelos seus discipulos(Mt 24:36).Nem o tempo nem religião alguma podera explicar.A prova disso esta nas perguntas que Deus fez a Jó:naquela época,nenhuma ele conseguiu responder;hoje fazemos as mesmas perguntas e ninguem consegue responder.Nós estamos num avanço tecnológigo tão imenso,mas a sabedoria de Deus é diferente da nossa;Ele não ver como nós vemos(1Sm 16:7).Por que Deus permitiu a morte dos primogenitos do Egito(Êx 11:5;Sl 78:51)?Por que permitiu que Jonas estivesse 3 dias e 3 noites no ventre do peixe(Jn 2:1;Mt 12:40)?Por que permitiu que seu filho Jesus(Mt 14:33)morresse na cruz(Mt 27:46;Mc 15:34)?Por que Deus permitiu que Herodes degolasse João Batista(mT 14:10)?Se Deus é tão bom,como dizem os defensores da reencarnação,logo,não deveria ter permitido que estas coisas tivessem acontecido.Minha vizinha teve uma criança deficiente.Pois a mesma passou da hora de nascer.O culpado foi Deus dela nascer deficiente?Por que uns nascem pobres e outros ricos?E quantos que nascem ricos e acabam pobres e vice-versa?Tem Deus nada a ver com isto?Deus permite o crescimento das arvores,farmando as florestas.O homem vai e destroi.É Deus o culpado?Sobre a morte de crianças:e desde quando Deus estabeleceu que só adultos morreriam?A morte existe e ninguem pode escapar dela.Mostre-me!Por que permitiu Jesus que Marta e Maria presenciasse a morte de seu irmão(Jo 11:32)?Por que Deus permitiu que Pedro fosse para a prisão(At 12:5)?Não se iludam!Nenhuma religião consegue explicar esses fatos.O espiritismo,diz que a reencarnação é a maneira de tentar explicar a justiça de Deus.Se a reencarnação,realmente,correspondesse a justiça divina,Deus seria injusto enviar seu Filho e não revelar sua justiça.Pois crêem que Deus é só amor.E como permitiu tudo isso que citei acima?Os males sempre existiram(o caso de João ser degolado,por ex.) e é mas facil acreditar que isso vem da rebeldia do homem do que a permição divina!Né mesmo Sophia?
Abraço a todos!

Sophia disse...

Bom Anônimo, se essa é sua resposta em relação as minhas perguntas, tudo bem, é a sua opinião.

Sabe, Anônimo, eu acretido na lei de reencarnação, no livre arbítrio, na lei de ação e reação, e na de causa e efeito, tantas coisas que explicam tudo o que vc perguntou aí a cima.

Quando você diz: "Se Deus é tão bom,como dizem os defensores da reencarnação,logo,não deveria ter permitido que estas coisas tivessem acontecido.". É aí que você se engana, é exatamente aí que mora a bondade Divina, tão maior e superior ao nosso entendimento. É exatamente por acreditar que Deus dá uma nova chance a cada um de nós (aliás uma nova chance não, várias) que nós, que acreditamos na reencarnação e nas outras leis que citei acima, acreditamos que tudo o que você citou tem um porque muito maior do que 'tinha que ser assim'.

Quanto a: "O culpado foi Deus dela nascer deficiente?". Culpado? Quem está culpando Deus por alguma coisa? Mas eu acredito sim, que tem algum motivo para ela ter nascido deficiente. Talvez uma prova que tenha que passar, talvez uma prova que os pais tenham que passar, como saber? Cada caso é um caso.

Quando diz: "Se a reencarnação,realmente,correspondesse a justiça divina,Deus seria injusto enviar seu Filho e não revelar sua justiça.Pois crêem que Deus é só amor.E como permitiu tudo isso que citei acima?". Neste caso, voltamos a matéria do Sr. R, que diz que há menções a reencarnação na bíblia, e eu concordo com ele, inclusive sobre o fato de João ter sido degolado, não é mesmo Sr. R? Deus não é só amor, Ele é todo amor, bondade e justiça, o que me faz acretidar na matéria do Sr. R (já concordava com sua matéria antes mesmo de ela ter sido escrita), quanto a ter permitido tudo isso, volto a dizer que Deus dá a seus filhos várias chances.

"Os males sempre existiram...". Concordo, mas tenho certeza que estamos caminhando para um mundo melhor, onde não mais existirá.

Quanto a sua pergunta final "Né mesmo Sophia?"...Não, amigo Anônimo, não é mesmo. Eu não concordo com você e jamais concordarei que Deus vê os seus filhos, ainda que rebeldes, errando e não faz nada para ajudar, seja na carne ou em espírito.

Sophia.

Anônimo disse...

"Mas eu acredito sim, que tem algum motivo para ela ter nascido deficiente. Talvez uma prova que tenha que passar, talvez uma prova que os pais tenham que passar, como saber?"
"talvez"não é certeza e veja se Jesus citou esta palavra alguma vez?
Você acha justo Deus colocar provas sobre alguem sem que se saiba qual erro se cometeu?

"tenho certeza que estamos caminhando para um mundo melhor, onde não mais existirá."Só você espera esta melhora!Nem Jesus esperava um mundo melhor(Mt 24:12).E por que não ja começou a melhorar?

"É exatamente por acreditar que Deus dá uma nova chance a cada um de nós."Querida,Jesus disse:errais não conhecendo as Escrituras(Mt22:29).Veja Lucas 16:27 a 31)e reflita sobre o que Jesus nos ensinou para alcançarmos a salvação.
Mostre-me na biblia onde onde fala sobre reencarnação para poder tomar conhecimento.Alias,segundo os ensinos espiritas,Jesus não poderia ter-la ensinado porque o povo não a compreenderia(ja falei sobre isto aqui mesmo,neste blog).
Sobre o fato de você concordar comigo:pouco me importa se você concorda ou não.Muitos descordavam até de Jesus quanto mas de mim?Agora veja se Ele deixou de ensinar.
Abraço e muita paz para todos!

Sophia disse...

Ao invés de "prova", vou me utilizar da palavra "resgate", creio que "prova" tem um significado muito restrito para nós. E continuo a dizer que eu acredito que tenha algum motivo para ela ter nascido deficiente e em uma família especifica, sim. Talvez para um resgate seu ou de seus pais, e continuo a dizer que não dá para saber o porque exato, mais uma vez, cada caso é um caso.

Quanto a me utilizar da palavra "talvez", estou longe, muito longe de ser um ser de luz tão grande quanto Jesus...me dou o direito de utilizar o "talvez".

Se eu acho justo Deus colocar provas sobre alguém sem que se saiba qual erro se cometeu, eu acho sim, mesmo porque eu acredito que nós não sabemos o porque das coisas quando estamos na carne, mas em espírito não só sabemos como aceitamos e as vezes até pedimos determinadas coisas pois sabemos que serão boas para nossa evolução.

Amigo Anônimo, você acha mesmo que somente eu, Sophia, espero por um mundo melhor?? Que meus netos e todas as crianças do mundo não leiam isso, que as pessoas que trabalham como voluntárias em várias ONGs não leiam isso, que as mulheres grávidas que carregam o futuro em seus ventres não leiam isso!! Você acha mesmo que não está melhorando? Que a melhora não começou? Olhe para trás!! Olhe para uma criança, e veja a consciência que elas tem hoje sobre ecologia, política, vida em sociedade. Quantas ONGs existem por aí com pessoas se ajudando, ajudando a fauna e a flora!! Eu sou professora aposentada e posso te dizer que antes nós ensinávamos às crianças apenas o que a cartilha escolar mandava, hoje os meus netos fazem vários trabalhos sobre reciclagem, estudo do solo e tantas outras coisas. Eles vieram passar as férias comigo esse mês e me ensinaram a reciclar óleo de cozinha e ainda, ajudaram o avô a fazer uma pequena horta de ervas no quintal. Isso não é mudança? Isso não é melhora? Há muito o que fazer? Há sim, com certeza, mas dizer que ainda não começou a melhorar?? Como assim nem Jesus esperava um mundo melhor? Já que citou Mt 24:12, prossiga em Mt 24:13.

Continuo dizendo que Deus dá uma nova chance a cada um de nós, através da reencarnação, pois na parábola do rico e Lázaro, o rico pede que seja dito aos seus irmãos onde ele está e pelo que ele está passando para que seus irmãos também não passem pelo mesmo, mas Abraão não permite, afinal, eles estão encarnados e precisam passar por tudo o que o rico também passou, a menos que se voltem a Moiséis e aos profetas. Tenho certeza que o rico teve uma nova chance diante de uma nova vida.

Segundo os ensinos espíritas Jesus falou sobre reencarnação ao povo por meio de parábolas, pois se falasse abertamente o povo não compreenderia. Quanto as passagens na Bíblia que falam sobre reencarnação, sugiro que leia novamente as matérias do Sr. R contidas neste blog: Reencarnação na Bíblia e Reencarnação na Bíblia – Parte II.

Não concordo com você, assim como você não concorda comigo e que bom, não é mesmo? Se não, não estariamos tendo esta discussão tão enriquecedora. Não me importo também se você não concorda comigo, mas fico feliz que estejamos discutindo a tanto tempo de forma tão amigável e respeitosa. Muitos discordaram de Jesus, é verdade, e ele nunca desistiu.

E eu também não desistirei, nem de ensinar e muito menos de aprender.

Sophia.

Sr. R disse...

Sophia, assino em baixo tudo o que você escreveu.

Anônimo', é evidente o seu combate ao Espiritismo. E realmente não entendo o porque. Tantas outras religiões adotam a reencarnação como processo de depuração do espírito.

Podemos encontrar seu conceito no Budismo, Cabala, Candomblé, Hinduísmo, Islamismo, Igreja Messiânica, Judaísmo, Maçonaria, Seicho-no-Ie, Taoísmo, Teosofia, Umbanda, Zen-Budismo, etc.

Mas sempre combatem só o Espiritismo. Tem um porque?

E outra, sou um estudioso também, mas diferente de você, não me contento com respostas parecidas com as que você deu ou a clássica resposta 'isso é um mistério de Deus'.

Na minha opinião o ser humano só não compreende aquilo que não está preparado para compreender. Se na atual conjuntura da humanidade cientistas estão prestes a comprovar cientificamente a reencarnação, porque me apegaria a um livro escrito a mais de 2 mil anos com a cultura e religião local?

Para mim é totalmente ilógico adotarmos costumes impostos pela Bíblia nos tempos de hoje.

É ilógico o homem ou a mulher cortar o cabelo e, após sua morte, viver eternamente no inferno por causa disso. Esse é o Deus que você ama?

As religiões cristãs exageraram largamente as punições do Tártaro e inventaram um Inferno de suplícios eternos para os condenados.

Jesus referiu-se ao Reino dos Céus, para exprimir o estado de bem-aventurança, e referiu-se às más consequências dos maus atos, usando diversas analogias, mas nunca falou no Inferno.

Distorcidos, mal traduzidos, alterados, os Evangelhos têm servido para justificar doutrinas tão ímpias como a do Inferno. Como se pode conceber que Deus, sendo infinitamente justo e bom, possa condenar os seus filhos sem remissão?

O Espiritismo, sendo uma doutrina filosófica espiritualista, e tendo Jesus de Nazaré como modelo e Guia, defende essa mesma idéia, mas junta-lhe as pesquisas dos cientistas que já se debruçaram sobre a imortalidade da alma, e o testemunho dos Espíritos, que vêm contar, na primeira pessoa, como é a vida futura.

Em "O Céu e o Inferno ou a Justiça Divina Segundo o Espiritismo", pessoas que viveram na Terra, dão o seu testemunho através de médiuns diversos, dizendo da sua felicidade ou infelicidade. Não se declaram entre nuvens repousando, nem no Inferno, no Purgatório ou no Limbo.

Essas divisões são alegorias de uma realidade que é descrita pela maioria das religiões do mundo. Com o Espiritismo, confirma-se que por detrás das lendas está uma realidade: a da justiça divina.

Anônimo disse...

Os fariseus da época de Jesus tinham como pai a Abraão(Jo 8:33,39)e Jesus se utilizou desde argumento para narrar aquele relato entre um homem rico e um mendigo,chamado Lazaro(Lc 16:19-31).Observe que,assim como morreu o rico,morreu tambem o pobre.O rico foi pra um lugar e o pobre,pra outro compretamente diferente,atormentado.E havia um abismo,onde não podia passar(isto ilustra o céu e o inferno que Jesus ensinou).O rico clamou por pai Abraão(isto é,seguia os ensinamentos errados dos fariseus),pedindo que mandasse avisar aos que estavam na casa de seu pai.Daí vem a pergunta:por que tanta preocupação daquele homem se houvesse outra chance?Isto subtende-se que,ele ja sabia que não teria outra oportunidade.E mais:Deus seria justo negar o auxilio aos familiares daquele homem?Se eles tavam passando por algumas provas de vidas passadas,ninguem poderia ajuda-los.Sabe qual foi a resposta:eles tem Moises e os profetas.Isso é uma referência clara do Antigo testamento,composto pelo pentateuco(moises)e os profetas(os livros escritos pelos profetas).Aí esta a chave para alcançar a misericordia de Deus!E não através de sucessivas reencarnações.

Ao caro Sr.R,que prefere exaltar seus livros espiritas de autoria de Allan Kardec e menosprezar a biblia(coisa que Jesus não fez),vou deixar aqui algumas referencias em que Jesus citou as Escrituras:Mt4:4 comp.Dt8:3;Mt4:7 comp.Dt6:16;Mt5:7 comp.Sl41:1;Mt5:48 comp.Gn17:1;Mt13:35 comp.Sl 78:2;Mt12:40 comp.Jn2:1;Lc16:29 comp.Is8:20 etc.Jesus fez uso da bilbia da época,o Antigo Testamento.Se não fosse importante o uso dela,Jesus não o faria!
Mas,eu sei porque esta desvalorização da biblia por parte dos espiritas.É porque a sua principal doutrina(reencarnação)não tem espaço nela!

Sr. R disse...

É, vê-se que como pesquisador, você nunca leu uma obra de Kardec.

Então como posso continuar um debate com alguém que só faz perguntas e nunca responde as minhas?

Sempre foge das respostas com outras perguntas... parece até politico em dia de debate na tv.

É uma pena, porque eu li as duas obras e você só leu uma (a Bíblia) e fala mal da outra sem conhecimento.

Encerro aqui minha participação nesse debate.

E rezo pela alma dos que trabalham de sábado para sustentar suas familas, porque segundo o anônimo, vão todos para o "ranger de dentes" eterno.

Anônimo disse...

Meu caro Sr.R,você esta completamente enganado.Eu tenho a coleção dos livros de Kardec em Obras Completas:O que é espiritismo,O livro dos espiritos,O céu e o inferno,O livro dos mediuns,O evangelho segundo o espiritismo,A genese e Obras postumas.Acho que não esqueci nenhum.E ja li bastante todos.Alias,seria uma infantilidade minha falar algo sem conhecer.Tanto conheço a doutrina espirita como a historia do seu fundador.Gostaria que o sr. lesse o livro de Daniel Douglas Houme,intitulado Lights and Shadows of Spiritualism(Luzes e Sombras do Espiritismo).Nesta obra você ira encontrar alguns relatos historicos e veridicos sobre esta doutrna que você segue e sobre seu fundador.Se eu me propus a falar contra este ensinamento é porque tenho argumento.Ou achas que iria ser um mero critico que só conhece a biblia?Só que,o unico livro que é completo em tudo e me convenceu,foi a BIBLIA.Respondi suas perguntas e deixei esclarecimentos bem detalhados.Até agora,fiz questão de falar apenas da biblia,pois esse é o tema do blog(reencarnação na biblia),mas isto não significa dizer que não conheço outros livros.E mais:foi na biblia que encontrei o caminho que conduz o homem a Deus!E não se afaste do debate,pois ainda vou mostrar coisas aqui que muitos ainda não sabem e precisa saber.

Sophia disse...

Anônimo, quando diz: "por que tanta preocupação daquele homem se houvesse outra chance?", o que posso dizer é, será que naquele exato momento de perturbação ele entenderia que teria uma nova chance?

E sobre: "Deus seria justo negar o auxilio aos familiares daquele homem?" Sim, assim como permite até hoje que os homens façam o que queiram, afinal, existe o livre arbítrio. A cada um segundo as suas obras...

Concordo com você quando diz que a chave para alcançar a misericórdia de Deus está nas escrituras, mas eu as resumo em: Amarás ao Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. E, Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Por tanto, a chave para alcançar a evolução espiritual é a caridade. Através da caridade é possível amar ao próximo como a si mesmo.

Quero deixar claro que ninguém aqui está desvalorizando a Bíblia, muito pelo contrário, a matéria do blog que nos levou a essa discução toda é exatamente sobre reencarnação na bíblia. Portanto dizer que a reencarnação não tem espaço na bíblia é a sua opnião, eu concordo com o SR. R quando ele diz que há, sim, passagens fazendo referência a reencarnação.

Sei que seu último comentário não foi postado para mim, mas permita-me comentá-lo também amigo Anônimo, pois fiquei muito feliz em saber que o nosso amigo conhece a doutrina de Kardec. Com relação ao livro que citou, não entendi o porque da citação, a final D.D. Home foi um grande médium, considerado até hoje como o pai dos médiuns devido ao grande número de manifestações que realizou e também devido ao fato de elas serem surpreendentes, ah, e também por que muitos cientistas o investigaram e ninguém, nunca comprovou uma fraude sua.

No livro que nosso amigo cita, D.D. Home fala sobre inúmeros casos de fraudes cometidas por pessoas que se intitulam médiuns. Realmente existem muitos falsos médiuns, assim como existem padres pedófilos, como existem falsos pastores que tentam ludibriar as pessoas, assim como existem pessoas que não seguem nenhuma religião específica mas dizem que podem fazer "coisas" só para ganhar dinheiro, etc.

Em todos os cantos, em todas as religiões existem pessoas boas e más, pessoas com intenções puras e pessoas com intenções egoístas.

Desculpa, não quero criticá-lo, mas também acho que existem muitas coisas que o amigo não sabe, mas acho que nem quer saber.

Sophia.

Anônimo disse...

"por que tanta preocupação daquele homem se houvesse outra chance?, o que posso dizer é, será que naquele exato momento de perturbação ele entenderia que teria uma nova chance?"

Claro que ele deveria ter entendido!Você nunca leu no O Livro dos Espiritos o que Kardec diz?Então veja:"o espirito quando desncarna,tem a oportunidade de escolher quem sera na proxima existencia;se riqueza,se pobreza...ele é quem escolhe".Sendo assim,aquele homem ja deveria ter plena certeza que reencarnaria(caso a reencarnação existisse).No entanto,não foi esta sua expressão ante aquela situação.

"Deus seria justo negar o auxilio aos familiares daquele homem?" Sim, assim como permite até hoje que os homens façam o que queiram, afinal, existe o livre arbítrio."
Auxilio não é sinônimo de livre arbitrio.Auxilio,se referindo ajudar-lo naquele momento tão dificil,onde aquele homem ja sabendo que não haveria outra oportunidade de voltar,implora por seus familiares e não é atendido.Talvez não tenha entendido a pergunta.Vou repetir-la:Por que Deus se negou a ajuda-los naquele momento tão dificil?E mais:por que tanto sofrimento,como nos mostra aquele relato?
A respeito do livro que citei de Daniel D.Houme, considerado o pai dos mediuns como você citou,ele disse ter recebido uma mensagem de Allan Kardec,que confessava:"arrependo-me de ter criado a doutrina espirita".Os espiritas kardecistas evitam o maximo comentar sobre esses lamentaveis fatos comprometedores de sua doutrina.Mas,muitos precisam serem esclarecidos.

Sophia disse...

Talvez você não tenha entendido as minhas respostas, vou explicá-las com mais clareza.

1) Volto a dizer que aquele homem ainda estava em estado de pertubação e talvez não tivesse consciência de que ele e seus familiares teriam uma nova chance. Quanto a ter lido o L.E., sei de tudo o que escreveu, mas acho que você não entendeu...Quando o espírito desencarna tem a oportunidade de escolher as coisas sim, mas depois de um tempo onde já há o entendimento do que fez de errado e do que deve fazer para acertar.

Somos no plano espiritual o que somos aqui, não é porque desencarnamos que passamos a ser 'bonzinhos' de uma hora para outra. Muitos espíritos após o desencarne se encontram perturbados, em agonia e não entendem nem mesmo que desencarnaram, quanto mais que terão uma nova chance.

2)Porque tanto sofrimento, vou ser breve: ação e reação, causa e efeito, etc, etc, etc...já falamos bastante sobre isso. E volto a repetir, se eles tinham que passar pelo sofrimento para aprender com ele, por exemplo, Deus não os ajudaria, eles precisariam passar por aquilo. Assim como crianças sofrem todos os dias, assim como doentes sofrem nos hospitais e etc, etc, etc.

Fatos comprometedores? Sabe Anônimo, ligo a televisão e vejo todos os dias fatos comprometodores sobre determinadas religiões. E alguns tem uma cara-de-pau tão grande e não ficam nem um pouco envergonhados das besteiras que dizem.

Percebo que me enganei a seu respeito pois vejo que seu objetivo não é trocar conhecimentos e fazer um debate amigável. Seu objetivo é denegrir a imagem do espiritismo assim como tantos outros tentam fazer.

É uma pena, pois eu acretido que toda religião que busca a Deus, que faz com que as pessoas melhorem espiritualmente devem ser respeitadas e, é por isso, que não sigo nenhuma especificamente e procuro entender cada uma delas com todo o respeito. Nunca me recuso a ir a algum centro, culto, missa, ou seja lá o que for, quando sou convidada.

Não acredito que Kardec tenha dito a Home que se arrependia de ter criado o espiritismo, como também não acredito que tenha mandado uma mensagem a M. Morin, dizendo repudiar os ensinamentos que ele havia escrito.

Mas sabe que até fico feliz que o amigo Anônimo acredite neles? Pois isso significa que pode até não acreditar na reencarnação, mas pelo menos acredita na comunicação entre os desencarnados e encarnados. O que já é um bom começo!

Um abraço, amigo. E quando quiser retomar uma discussão de troca de conhecimentos, estarei esperando. Sem tentativas de denegrir outras religiões que não sejam a sua.

Sophia.

Anônimo disse...

Queridos e amados leitores,eu comecei meus comentarios neste blog mostrando que o ensino reencarnacionista não se encontra na biblia.Citei alguns textos mau interpletados,corrigindo-os.Até por que,este é o assunto que faz parte do tema.Mas adiante fui questionado de uma forma desafiadora(pois quando se pergunta sabendo a resposta,trata-se de desafio)pela internauta Sophia,fui acusado pelo Sr.R de apenas conhecer a biblia e não ver o outro lado.Foi a partir daí que comecei a falar que este ensinamento é refutado,não apenas na biblia,mas em outas obras tambem.Não estou aqui para denegrir imagem de religião alguma.Entendam-me,por farvor!Não posso,de maneira alguma,aceitar tal ensino sabendo de erros cruciás(como o fato de seu proprio fundador ter se arrependido de a ter fundado;e saber que o mesmo nem sequer era médium;que seus escritos refletem apenas sua opinião,seu pensamento consciente...),onde envolve,diretamente seu fundador.Todos os seguimentos religiosos tem erros,porem neste caso,se trata do fundador(que deveria ser um exemplo).O cristianismo,por ex.,segue Cristo,(seu fundador)que nunca falhou.E sobre a questão daquele homem rico que havia morrido não saber se teria uma outra chance naquele momento,e somente depois de um tempo.Isto é uma interpletação sua,baseada em seus conhecimentos espiritas,porem não significa dizer que é o correto.A respeito da ajuda solicitada pelo mesmo a seus familiares,não se tratava de enfermidades,pobreza e outras.Mas,de auxilio para livra-los daquele mesmo sofrimento que ele passava,para que seus familiares não pudessem,tambem, passar pelo mesmo.E Jesus fez questão de mensionar o termo"PAI ABRAÃO"para que não deixasse nenhuma duvida que aquele homem estava ali porque seguia os ensinamentos farisaicos errados.Mas Jesus deixou bem claro,tambem,que quem iria corrigir seus familiares e mostra-lhe a verdade,não era um dos mortos,mas a propria palavra de Deus,quando disse:Moises e os profetas(ja citado por mim neste blog).Queridos é muito fácil falar pra alguem sem conhecimento das coisas de Deus(Os 4:6).Pra chegar a este nivel de conversação,analisei os principios das principais religiões.E,em orações, pedi muito a Deus que me desse sabedoria.Portanto,gostaria que soubessem que meu objetivo não é mudar ninguem;mas trazer um pouco do conhecimento e da sabedoria que Deus me deu.E rogo dos leitores,que não aceitem nada sem questionar e sem buscar a sabedoria que vem de cima.
Muita paz a todos!Fiquem com Deus!

Sophia disse...

Muito bonito o seu texto, amigo Anônimo, pena que não foi simpático assim durante todo o nosso debate. E pena que, mesmo eu explicando que não te desafiei e ainda assim, te pedindo desculpas, você levou este suposto desafio até o fim.

Qualquer espírita ou quem tem o mínimo de conhecimento sobre a doutrina sabe que Kardec não era médium, ele presenciou o fênomeno das mesas (início de tudo) e a partir daí codificou a doutrina, seus escritos não eram apenas reflexo de sua opinião e nem mesmo de seu pensamento, ele fez perguntas aos espíritos e eles as responderam.

Quanto a dizer que Kardec se arrependeu de ter fundado o espiritismo só porque leu um livro que dizia isso (ainda que esse livro seja de D.D. Home), é muito leviano de sua parte. Mas volto a afirmar que fico feliz em saber que o amigo acredita na comunicação entre os encarnados e desencarnados.

E, só para saber, quem disse que o espiritismo não segue a Cristo??

Bom, quanto a parábola do rico, não chegaremos a nenhum acordo, você tem a sua versão e eu a minha.

Sabe Anônimo, eu tenho humildade para dizer que não sei tudo sobre as coisas de Deus, e acredito sinceramente, que ninguém o saiba. Eu tenho humildade para admitir que sou apenas uma estudante dos ensinamentos de Cristo e que, provavelmente tenho muito mais a aprender do que a ensinar. O nível de conversação que tivemos foi mantido por todos os participantes do debate, ninguém aqui é melhor do que ninguém.

E, concordo plenamente com você quando diz que os leitores não devem aceitar nada sem questionar. Disso, eu não tenho dúvidas...

Sophia.

Dani disse...

10 Sophia!! Respostas claras e objetivas a todas as perguntas.

Adorei o blog, adorei o post e adorei os comentários.

Abs, Dani.

Anônimo disse...

Olá a todos !
Meu nome é Maurício vivo na cidade de São Paulo famosa terra da garoa, ou na verdade, cidade do transito

Com tanta cidade boa para reencarnar foi cair aqui neste inferno.

Sim eu disse inferno ! De vilolência, de falta de paciência, de falta de tempo para quem amamos e de falta de tempo a quem poderíamos vir a amar, é nos falta tempo e as vezes coragem de conhecermos outras pessoas e compartilhar mais momentos, mais felicidade e mais vida.

De manhâ quando vou ao trabalho não sei se coloco agasalho para o frio ou de levo um ventilador no pescoço, até galochas já pensei em levar para a rua, sem falar que um colete a prova de balas também seria algo interessante a levar.

Tem uma coisa que não importa como o tempo vai ficar seja com calor, frio chuva, geada, trânsito (tudo isso no mesmo dia) eu não saio de caso sem meu celular. Lógico que sim, eu preciso ligar para casa de vez em quando para saber se as crianças estão bem, se a esposa ta bem, se alguem fo sequestrado, se o cachorro ficou doente ou se la mais o que, além do fato de minha esposa também precisar me ligar para saber se eu estou vivo e bem.

Essas minhas colocações acima foram apenas para brincar com a palavra inferno, e para dizer que o inferno é aqui mesmo e nós estamos aqui para aprender com ele.

Não é sabido que o medo garante a vida ? Não concorda ? Pule no mar revolto e saia nadando até a praia, tem coragem de arriscar perder a sua vida ?

Deus nos deu a exata quantia de infomações para até aqui chegarmos e o resto, como em uma sala de aula nós vamos aprendendo.

Neste caus urbano de uma megalopole precisamos apenas de dois orientações vindas de Jesus que são : Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como ati mesmo.

Você que é de São Paulo ou de outra megacidade, fale a verdade, você ama aquele motoboy que te buzina nas marginais, te xinga, te mostra o dedão do meio, estoura aquele bendito escapamento que emite um som de tiro ou bomba bem so seu ouvido, diga a verdade, você o ama ou diz uma palavra tipo filho de uma ....!

Éhhhhhh....não sei se de 1000 pessoas talvez uma ou duas dizem que perdoam o motoboy. e declaram o mandamento de Deus : Amar o próximo como a si mesmo.

Por isso da evolução de nós todos, eu, em minha humilde "achação", acho que em 80 anos de vida ( se eu viver tudo isso) percebi que nos 10 primeiros anos de minha existencia meu negócio era brincar e reclamar de ter que ir para escola, dos 11 aos 15 descubri meus pipi não servia só pra fazer xixi, dos 15 aos 25 o legal era ter namoradas e namoradas e baladas e festas, depois do casamento vi que tinha que trabalhar das 8 as 18 horas de segunda a sexta, depois dos filhos descubri que precisava trabalhar das 6 as 20h e hoje como empresario trabalho da 6 as 23 horas, de vez em quando vou até as 02 da madrugada, só de vez em quando.

Tudo isso para dizer que sem querer perdi tempo em buscar a minha unica razão de estar aqui, buscar a Deus a Jesus e seus insinamentos.

Em 80 anos se eu chegar lá, so tenho 42 hoje, será que vou aprender tudo que a mais de 2000 anos é discutido ? Será que Deus sabia disso em minha vida ?

Tenho certeza que sabia sim, tambem tenho certeza de que Deus tem um propósito em minha vida e eu quero ser utilizado para este proposito.

Sei que a cada decada aprendo algo sobre Deus e Jesus, sei que 80 anos sera pouco e dou graças a Deus por me permitir voltar e dar continuídade em busca de seus propositos, afinal, como já citado aqui neste blog varias vezes. eu ainda que viva 80 anos ou mais, ainda serei um garoto em pré primario na salinha de aula aprendendo os primeiros passos de minha vida.

O inferno é aqui mesmo, Deus nos da base e o ensinamento, eu e você (amigos me leem o que escrevo)temos que crescer com esta base de ensinamentos e cuidar do hoje é verdade para amanhã ou em outra vida não termos que repetir pessoas que fizemos mal, quem sabe.

A reencarnação é uma prova do amor de Deus.

O amor de Deus é imenso, outra vez me questionei sobre um garoto que pedia esmola no farol em cima de um skate, ele era apenas um toco, não tinha pernas, braços e não falava, eu ouvi de um espiita o seguinte:
Deus é puro amor, enquanto pessoas olhariam para aquele rapaz e diriam coitado, o espirita disse, quanto é maravilhoso o Senhor, que permitiu aquela alma que viesse aqui mais uma vez, com todas as dificuldades lhe impostas para mesmo assim, tentar conquistar o perdão de quem era precisava e para garantir que ele não fizesse mais nenhuma besteira , Deus o enviou daquela forma, sem ter como agir e na verdade ser dependente de outras pessoas, quem sabe quem são ou foram aquelas pessoas que estavam prestando ajuda aquele garoto.

Deus é perfeito em todos os seus atos.

Fiquem com Deus, as minhas palavras não querem convencer ninguem de nada, apenas fiquei com vontade de escrever um pouco sobre meus pensamentos.

Quem quiser comentar ou não meu emeio é mauriciosp40@hotmail.com

Abraços,

Obs. Quanto a cidade de São Paulo, eu quero dizer que amo esta cidade e não sei ficar sem istoaqui de forma alguma, até porque e uma excelente escola. Qto aos motoboys eu ainda não os amo quando fazem as beteiras que fazem, você que é um motoboy tipo cachorro louco, pense e reense no que esta fazendo com você, sua familia e com o Amor que Deus tem por voce. Sejam menos agressivos no dirigir como saõ hoje. Sei que não são todos que são assim, porem, isso foi para quem a carapuça serviu.

Patricia Almeida disse...

QUEM DISSE QUE REENCARNAÇÃO EXISTE?

É verdade que a maioria das religiões busca a mesma coisa, a paz com Deus, mas também é verdade que só existe um único caminho para que isso aconteça, o qual é Jesus Cristo, que disse: “— Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por Mim” (Jo 14:6). Portanto, podemos e devemos respeitar as religiões não-cristãs, mas, de forma alguma, podemos concordar com o engano. Um exemplo claro do equívoco que as demais religiões cometem é inverter a verdade sobre Deus, com argumentos do tipo: ‘O homem passou a conceber Deus à sua imagem e semelhança. Foi assim que se organizaram as mais diversas religiões’. Se procurarmos ler melhor a Bíblia, veremos que foi Deus quem concebeu o homem à Sua imagem e semelhança (Gn 1:26) e não o contrário. É Ele o Criador, nós somos apenas as criaturas...

Deus é de fato eterno, único, imutável, imaterial, soberanamente justo e bom. Entretanto, a Sua justiça divina não se funda no princípio da reencarnação. Deus nos proporciona o meio para conseguirmos essa perfeição não com as provas da vida corpórea, mas por meio do sacrifício de Jesus: “TODOS pecaram e estão AFASTADOS da presença gloriosa de Deus. Mas, pela Sua graça e SEM EXIGIR NADA, DEUS ACEITA TODOS POR MEIO DE CRISTO JESUS, que os salva. Deus ofereceu Cristo como sacrifício para que, pela Sua morte na cruz, Cristo se tornasse o meio de as pessoas receberem o perdão dos seus pecados, pela FÉ n’Ele. Deus quis mostrar com isso que Ele é justo. No passado Ele foi paciente e não castigou as pessoas por causa dos seus pecados; mas agora, pelo sacrifício de Cristo, Deus mostra que é justo. Assim Ele é justo e aceita os que crêem em Jesus” (Rm 3:23-26) - [grifo meu]. Assim, não é em novas existências que nos depuramos, mas a partir da fé que confessamos em Jesus Cristo, o Filho de Deus, nosso Senhor e Salvador: “Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; porquanto, n’Ele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade. Também, n’Ele, estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade” (Cl 2:8-10. RA).

Os dois mandamentos ensinados por Jesus por serem perfeitos e completos, substituíram não só o Decálogo de Moisés, mas um total de 613 ordenanças, provando o seu valor. Enquanto isso, o Espiritismo prolifera: ‘Fora da caridade não há salvação’. A Igreja católica diz: ‘Fora da Igreja não há salvação’. As demais religiões podem dizer: ‘Fora do templo não há salvação’. Mas os evangélicos dizem: ‘Fora de fé não há salvação’, pois “o Evangelho mostra como é que Deus nos aceita: é por meio da FÉ, do começo ao fim. Como dizem as Escrituras Sagradas: “VIVERÁ aquele que, por meio da FÉ, é aceito por Deus (Rm 1:17)” - [grifo meu].

Logo, NÃO DEPENDEMOS de fazer boas obras, de cultuarmos vidas passadas ou futuras, de superstições, de passes, de mandingas, de promessas, de ofertas, de sacrifícios, de penitências, de rituais ou de qualquer religiosidade para sermos aceitos por Deus, caso contrário, estaríamos pagando ou barganhando algo com Deus em troca da Sua Graça, que é INTEIRAMENTE de graça. De outra forma, poderia o CRIMINOSO na cruz ser salvo após a sua morte e estar com Jesus no Paraíso (Lc 23:43), mesmo sem passar pelo purgatório ou sem reencarnar para pagar as suas dívidas, depois de tudo o que fez durante a vida? Pessoas enganadoras como, por exemplo, políticos corruptos, falsos pregadores, adúlteros, etc., e até espíritos enganadores (2 Co 11:14-15) também podem fazer o bem (caridade) para cumprir com os seus propósitos: “5Porém a pessoa que NÃO PÕE a sua esperança nas coisas que faz, mas SIMPLESMENTE CRÊ em Deus, é a FÉ dessa pessoa que faz com que ela seja aceita por Deus, o Deus que trata o culpado como se ele fosse inocente (Rm 4:5)” - [grifo meu]. Portanto: “se a escolha de Deus se baseasse no que as pessoas fazem, então a Sua graça não seria a verdadeira graça (Rm 11:6)”.

Todos sabemos que fazer o bem é muito importante, mas nem todas as pessoas que fazem o bem estão de acordo com a vontade de Deus. Quantas religiões fazem isso, mas não seguem o Deus verdadeiro e negam Jesus Cristo como nosso Todo-Suficiente Salvador? Não foi Jesus Quem recebeu do Pai o poder para perdoar pecados? Então, é n’Ele e no Seu exemplo que devemos nos aperfeiçoar. Portanto, boas obras, sinais e prodígios devem ser uma conseqüência da fé e não a causa da fé.

A promessa de Jesus a seus discípulos foi exatamente: “Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; VÓS O CONHECEIS, PORQUE ELE HABITA CONVOSCO E ESTARÁ EM VÓS. Isto vos tenho dito, estando ainda convosco; mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em Meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito” (João 14:16-17, 25-26. RA) - [grifo meu]. Na verdade, o Consolador prometido (João 14:16-17, 26; 15:26; 16:7-14) é o Espírito Santo de Deus (João 14: 26).

Antes de ascender ao Céu, Jesus mandou que os apóstolos esperassem pelo Consolador; garantiu que eles iriam recebê-Lo dentro de breves dias, e que só podiam sair de Jerusalém para anunciarem o Evangelho ao mundo, após o recebimento desta bênção (Atos 1:4-5; Lucas 24:49). Eles (os apóstolos e outros cristãos primitivos) foram, pois, a um cenáculo e lá permaneceram em oração (Atos 1:12-14) até que tudo se consumou (Atos 2: 1-4). Logo, a bendita promessa se cumpriu há quase dois mil anos. Não há nenhuma dúvida sobre isso.

Apesar de Jesus falar usando parábolas, explicava tudo em particular aos Seus discípulos (Marcos 4:34), pois a eles Deus mostrava os segredos do Reino do Céu (Mt 13:11). “Isso aconteceu para se cumprir o que o profeta tinha dito: “Usarei parábolas quando falar com esse povo e EXPLICAREI COISAS DESCONHECIDAS DESDE A CRIAÇÃO DO MUNDO” ” (Mateus 13:35) - [grifo meu]. Se os apóstolos foram instruídos até nas coisas desconhecidas desde a fundação do mundo, pergunta-se:
1) Como dizer que aquelas pessoas não tinham certo grau de amadurecimento do espírito humano para receber conhecimentos mais profundos?
2) Como a Ciência poderia contribuir para o aparecimento e desenvolvimento das novas idéias e novos conhecimentos, supostamente espíritas, capazes de revelar a chave para o sentido oculto de certas palavras ditas por Jesus Cristo??? Era preciso dar tempo à Ciência para progredir ???? Desde quando a Ciência pode explicar a fé ou provar que Jesus ressuscitou e Deus existe? Desde quando a Ciência já explicou algum milagre de Deus? Todos sabemos que Ciência e fé não se misturam.

O fato é que Jesus não se limitou a lançar o gérmen de verdades, mas declarou aberta e claramente Seus ensinamentos aos discípulos, prometendo a ajuda do Espírito Santo de Deus e não a ajuda de terceiros para trazer novos conhecimentos, porque Ele, sendo Deus, não precisa de ajuda e Ele mesmo faz a Sua obra completa.

É oportuno registrar que Allan Kardec alegou que o Antigo Testamento é a primeira revelação de Deus; o Novo Testamento, a segunda; e o Espiritismo codificado por ele, a terceira. Esta última teria sido prevista por Jesus (João 16:12-13). Entretanto, o Kardecismo passa a idéia de que, conforme a humanidade evolui moral e intelectualmente, vai se habilitando a maiores revelações da parte de Deus. Logo, a segunda revelação é mais panorâmica do que a primeira, assim como a terceira é mais ampla e perfeita do que a segunda. Esta terceira revelação seria, por conseguinte, uma revelação tão profunda que o homem só se habilitou a recebê-la, surpreendentemente, a partir da segunda metade do século XIX. Contudo, nenhuma revelação absolutamente nova é observada nos escritos de Kardec, considerando que necromancia (consulta aos mortos), mediunidade, reencarnação, auto-justificação, carma, etc., são crenças tão antigas que remontam a muitos milênios antes de Cristo.

Conforme a história, os pagãos (gregos, romanos, indianos, etc.) sempre creram nessas estórias. Então, como supor que aquelas pessoas ainda não estavam preparadas para receber uma doutrina na qual muitos já acreditavam há tempos? Na verdade, tais “revelações” kardequianas seriam anteriores à Lei Mosaica, a qual o Kardecismo diz ser a primeira revelação. Ademais, se Cristo era reencarnacionista e pregou essa doutrina como alegam os kardecistas em defesa da “mediunidade” por eles praticada e difundida (em Mateus 17:3, consta que Jesus se comunicou com o espírito de Moisés), pergunta-se, a título de reflexão: a reencarnação e a necromancia foram ou não foram praticadas e sancionadas por Cristo? Se sim, onde está a novidade na “terceira revelação?” E se não, por que dizem então que Cristo ratificou tanto a reencarnação quanto a necromancia?

A Bíblia, que começou a ser escrita há 3.500 anos atrás, e foi concluída há cerca de 2.000 anos, contém mistérios tão profundos, que nenhum homem é capaz de entender só com a ajuda do intelecto. Precisamos do verdadeiro Consolador para podermos estudá-la com aproveitamento, a saber, o Espírito Santo que,como dito, já veio desde o ano 29 do século I (Atos 2:1-41). No entanto, se o homem só se habilitou a receber os escritos de Allan Kardec a partir de 1850, isso faz supor que os mesmos contenham uma revelação tão profunda, que compreenda algo muito mais enigmático do que os ensinamentos bíblicos. Contudo, quem se dispuser a ler tais escritos, logo perceberá que toda a doutrina é perfeitamente compreensível, sendo facilmente assimilável. Pode-se concluir, então, que duas coisas são impossíveis ao homem: uma é entender a Bíblia em sua totalidade, e a outra é não entender Kardec. Quem lê Kardec, percebe que no Kardecismo não há nada que os homens de 2.000 anos atrás não pudessem entender. Portanto, se a proposta do Kardecismo é aclarar ou explicar os pontos obscuros da Bíblia, simplificando as coisas, por que só pôde ser dada à humanidade XVIII séculos após Deus nos dar a Bíblia? Se essa doutrina é menos complexa, por que não foi logo entregue ao conhecimento dos homens daquela época, em vez das Escrituras Sagradas, que são de difícil entendimento?

Para evitar confusão, fica registrado que ressuscitar não é o mesmo que reencarnar! Jesus afirmou categoricamente que os ressuscitados não casarão: “Pois, quando os mortos ressuscitarem, serão como os anjos do céu, e ninguém casará” (Mt22:30). Quando Jesus falava da ressurreição, Ele não tinha em mente a reencarnação, já que um reencarnado pode, segundo os reencarnacionistas, apaixonar-se, casar, ter filhos, adulterar, divorciar-se, etc. Também, se os mortos ressuscitarão para serem levados junto com os vivos ao encontro com Jesus no Céu, então, podemos confirmar que ressuscitar não é o mesmo que reencarnar: “De acordo com o ensinamento do Senhor, afirmamos a vocês o seguinte: nós, os que estivermos vivos no dia da vinda do Senhor, não iremos antes daqueles que já morreram... Aqueles que morreram crendo em Cristo ressuscitarão primeiro. Então nós, os que estivermos vivos, seremos levados nas nuvens, junto com eles, para nos encontrarmos com o Senhor no ar” (1 Ts 4:15-17).

Por último, para constar bem claro, é verdade sim que Deus condenou a consulta aos mortos: “Entre ti se não achará quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador de encantamentos, nem quem consulte um espírito adivinhante, nem mágico, NEM QUEM CONSULTE OS MORTOS, pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR, teu Deus, as lança fora de diante de ti.” (Dt 18:10-12. RC) - [grifo meu].

Portanto, a consulta aos mortos e a reencarnação não fazem parte da doutrina bíblica, estando em desacordo com a Palavra de Deus, que é a mesma ontem, hoje e para sempre, porque como Ele próprio diz: “Eu sou o SENHOR e NÃO MUDO! ” (Malaquias 3.6).

Que a paz do Senhor para todos!

joaozinho73 disse...

Esta só pode ser a irmã de anônimo.
e vai começar tudo de novo...
Joãozinho

Sr. R disse...

Olá Patricia Almeida, tudo de bom.
Afinal sempre voltou ao meu blog... :)

Discordo um pouco de você quando diz "só existe um único caminho". E os outros seres iluminados, também filhos de Deus, que vieram a Terra e passaram aos homens ensinamentos belíssimos? Você já procurou ler algum ensinamento Budista, por exemplo? Experimente, apenas para conhecer. Leia sem medo, sem preconceito, tendo em mente que o conhecimento engrandece o homem. Verás que neles nada tem de diabólico. São ensinamentos de paz e bondade para com todas as criaturas. Será que os Budistas depois da morte irão todos para o inferno? Mesmo praticando o bem entre os homens e os animais?

Procurei mencionar Buda, para não mencionar outros que por ventura você tenha um certo preconceito atrelado ao medo. Medo esse, irracional. Porque ao ler um livro, assistir a um documentário, não o levará para o inferno. Seria totalmente antagônico com a perfeição e bondade de Deus.

Independente de sua religião, acredito que seja Evangélica, Jesus falou:
"Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados" (Lucas 6,37). Será possível colocar em prática estas palavras do Evangelho? Porque essa perseguição e julgamento contra os Espíritas?

Como não sei sua idade, respeitosamente irei chamá-la de senhora.

Caso a senhora queira conhecer o que é o Espiritismo/Kardecismo, indico-lhe este vídeo de quase 9 minutos. Nele contem de forma bem resumida, a religião que sigo. É o primeiro capítulo de uma série de vídeos que pretende elucidar aos leigos os principais conceitos do Espiritismo: http://www.youtube.com/watch?v=Yoa0XHyB9zc

A senhora já se deu ao trabalho de conhecer um centro espíritas, para verificar se existe, em suas práticas, alguma orientação que pode ser qualificada como demoníaca, que seriam propostas de fazer mal ao próximo ou exercer qualquer prática contrária aos ensinamentos de Jesus? O Espiritismo é considerado uma religião cristã porque segue os ensinamentos de Jesus Cristo. Quer você entenda isso, ou não.

É triste ler sua frase "Um exemplo claro do equívoco que as demais religiões cometem é inverter a verdade sobre Deus" porque nela mostra como vocês julgam outras religiões e se dizem os únicos que tudo sabem sobre o Criador do Universo. Será que vocês conhecem TUDO mesmo?

Se nós somos a imagem e semelhança de Deus como você falou, então Leonardo Da Vinci acertou. Ele tem cabeça, corpo e membros, assim como retratado em suas pinturas... Mas porque Deus não pode ser negro ou oriental, ou até mesmo... porque Deus é homem e não mulher? Estranho né? Para mim é muito estranho, chega até ser infantil, imaginarmos Deus como um velhinho de barba branca sentado em seu trono dizendo quem vai para o céu e quem vai para o inferno.

Eu tenho o direito de não seguir determinadas orientações, obrigações e ensinamentos da Bíblia, porque ela, para mim, não é livro sagrado, não é palavra de Deus e é, simplesmente, um livro histórico do povo Judeu, e não de toda a humanidade, embora seja uma obra respeitável. Não estarei em pecado nenhum e muito menos faltando com fidelidade a nada.

Situação complicada é a da senhora, que tem esse como o livro sagrado, escrito pelo próprio Deus, cem por cento perfeito, infalível e indiscutível, mas não o obedece cem por cento, recusa-se a fazer muitas coisas que ele determina como sendo certas, o que lhe caracteriza como uma pessoa pecadora e absolutamente infiel à essa que você considera como sendo a "palavra de Deus".

Quem está em fraude, eu ou a senhora? Quem é o infiel, eu ou a senhora?

Na sua casa, com certeza, tem mulheres que fazem refeições no dia de sábado, lavam roupas, limpam a casa, cuidam das crianças, enfim, tudo isto é trabalho. Se um protestante, de repente, passa por um acidente ou um problema urgente de saúde, num dia de sábado, com certeza vai procurar um hospital onde tem médicos, enfermeiros e atendentes trabalhando, se deslocando de táxi ou de ambulância, onde têm algum motorista trabalhando no dia de sábado.

Por que a senhora não obedece a proibição de qualquer trabalho no dia de sábado, conforme determina Êxodo 35:2? Em obediência ao Levítico 19:27, por que os homens evangélicos usam os cabelos cortados? É ordem de Deus não cortá-los, e tem que ser obedecida! Está na Bíblia!

A fé cega, longe de ser virtude é imaturidade. Nossa fé precisa ser inteligente. Vale mais a fé que pergunta, como a de Maria diante do anjo (Lucas 1:27-35), do que a fé cega. Do que adianta ter fé em Deus, não praticar a caridade e ficar almejando carrões e mansões (Mateus 6:19)? Vejo esse discurso todos os dias na TV, ao trocar de canal e passar por programas evangélicos. Entrevistados dentro de seus carros contando como prosperaram desde que entraram na religião evangélica e exaltando o ganho de bens materiais que obtiveram. É muito triste tudo isso...

Sobre a mediunidade na bíblia... Na época, aquele povo utilizava a mediunidade de uma forma muito fútil, o normal era consultar-se um feiticeiro e perguntar sobre tudo e mais alguma coisa, ainda para mais a troco de dinheiro! Ora isso é errado, e foi isso mesmo que foi proibido.

O Espiritismo comunica-se com os espíritos sim, mas comunicar não é sinônimo de consultar (aí está a diferença). Da mesma forma não adianta aos que não aceitam ou não compreendem o espiritismo dizer que o espiritismo se resume a comunicar com os desencarnados, pois é uma afirmação completamente errada.

Não julgando, mas levantando uma questão, deixo aqui uma parte da Bíblia que não está de acordo com algumas práticas encontradas em quase todas as igrejas evangélicas: Enormes igrejas com a sua entrada totalmente aberta enquanto cantam e "louvam" a Deus com toda a força de seus pulmões. Sem contar as "Marchas para Jesus" e os "Shows da Fé". Será que isso tudo é realmente necessário?

“E quando orardes, não imiteis os hipócritas que costumam exibir-se, orando em pé nas sinagogas e nos cantos das ruas, para serem vistos pelos homens; em verdade vos digo que eles já receberam a sua recompensa. Mas, quando orardes, e vosso Pai, que vê o que se passa em secreto, vos recompensará. E quando orardes, não faleis muito, como fazem os gentios, que pensam que é pelo muito falar que serão ouvidos. Não vos torneis, pois, semelhantes a ele; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes mesmo que lho peçais.”
(Mateus, 6:5-8)

Sobre a salvação pela fé sem a prática da caridade e outras coisas mais, respondo a senhora com uma nova máteria. Basta clicar no link abaixo.

http://arquivoconfidencial.blogspot.com/2009/03/espiritismo-caridade-e-fe.html

Um abraço