segunda-feira, janeiro 29, 2007

Mediunidade é comum na infância

Relatos de comunicação com espíritos revelam que a mediunidade é comum na infância. E os pais precisam aprender a lidar com a situação

Diana embalava o filho em frente a uma parede repleta de fotos na casa de sua mãe,em Brasília. Uma delas, envelhecida pelo tempo, chamou a atenção do pequeno Roberto, então com pouco mais de um ano. O garoto apontou a jovem que aparecia no retrato: “Vovó.” A mãe achou estranho. “Sim, esta era a minha avó, sua bisa”, explicou. E perguntou como ele adivinhara, já que ninguém havia mostrado aquela imagem ao menino.

Roberto apenas tocou o colo da moça no retrato. “Dodói”, disse. Na foto, nenhum machucado aparente. O assombro tomou conta da sala quando Liana se recordou que a avó, já idosa, faleceu em decorrência de um câncer de mama. “Meu filho sabia daquilo sem que ninguém tivesse lhe contado”, resume o pai, Ricardo Movits. Ninguém deste mundo, é bom ressaltar.

Antes de tachar a história do menino Roberto de mentira, fantasia ou maluquice, vale lembrar que Chico Xavier, o maior médium brasileiro, teve sua primeira experiência mediúnica aos cinco anos, quando sua mãe faleceu e, em espírito, passou a visitá-lo.

Roberto, hoje com quatro anos, também diz receber a visita de parentes falecidos. E de modo assíduo. Contou que a avó freqüenta sua casa para lhe ensinar coisas sobre a vida e a morte. “Ela disse que as pessoas que morrem viram anjinhos e depois voltam a ser bebês”, afirma. Em outra ocasião, Roberto surpreendeu o pai ao comentar que o avô havia morrido porque fumava demais. “Entrou muita fumaça no peito dele”, completou.

Essas supostas habilidades do menino poderiam ser explicadas por meio da mediunidade. Estudada por religiosos, psiquiatras e até neurologistas, a mediunidade é a capacidade de ver e ouvir espíritos ou realizar fenômenos paranormais – como incorporação e clarividência – por intermédio de agentes externos. Ou seja, de entidades espirituais que utilizam o corpo do médium como veículo para se manifestar.

A comunicação com amigos invisíveis aos olhos dos pais costuma ser encarada como mera fantasia. “Há momentos em que a ilusão predomina e a criança transforma em real o que é apenas o seu desejo inconsciente”, considera a psicanalista Ana Maria Sigal, coordenadora do grupo de trabalho em psicanálise com crianças do Instituto Sedes Sapientiae. “Ao brincar com um amigo imaginário, ela nega a solidão e cria um espaço no qual é dona e senhora. Já falar com parentes falecidos é uma forma de negar uma realidade dolorosa e se sentir onipotente, capaz de reverter a morte”, acrescenta Ana Maria.

A interpretação é a mesma da maioria dos pediatras. Presidente do Instituto da Família, que estuda as relações familiares, o médico Leonardo Posternak afirma que esse tipo de fantasia permite à garotada chamar atenção. Segundo ele, as crianças percebem se os pais demonstram admiração por seu suposto dom. Ou se aproveitam do carinho especial recebido quando os pais desconfiam que o filho tem algum distúrbio psíquico.

Mas e quando surgem fatos capazes de assombrar os mais céticos, como o pequeno subitamente falar outra língua? “É importante que sejamos humildes para admitir que muita coisa ainda escapa à medicina cartesiana. Em vez de dizer aos pais que o filho não tem nada ou que os sintomas vão passar, seria mais honesto dizer que a medicina vigente não é capaz de diagnosticar o que se passa com ele”, afirma Posternak.

No vácuo deixado pela medicina, avançam cada vez mais as explicações alternativas que conciliam ciência e transcendência. Se uma criança descreve e dá nome a um amigo imaginário e a família descobre, ao investigar, que a descrição corresponde à de uma pessoa de verdade, que habitou a casa no passado, a linha entre ficção e realidade desaparece. É o que assegura Reginaldo Hiraoka, coordenador do curso de parapsicologia das Faculdades Integradas “Espírita”, a única do gênero no Brasil, em Curitiba. “O mesmo ocorre quando crianças afirmam se lembrar de vidas passadas e citam episódios verídicos sem jamais terem ouvido algo a respeito”, acrescenta.

Mas nem sempre a convivência com o sobrenatural é tranqüila. Às vezes, os amiguinhos imaginários são substituídos por monstros que atrapalham o sono dos pequenos e os tornam arredios, agressivos ou profundamente tímidos. Como no filme Sexto sentido, de Night Shyamalan, crianças se dizem assombradas por imagens de espíritos que vagam com ferimentos ou fraturas expostas, exatamente como estavam quando morreram.

Segundo a doutrina espírita, isso acontece quando os espíritos desencarnados não conseguem se desprender do plano físico, seja por não terem se dado conta da morte, seja por não a aceitarem. Também é possível que um espírito persiga uma criança por ter sido ligado a ela em uma vida pregressa. “Imagine se seu bebê foi uma pessoa má na encarnação anterior e prejudicou alguém que, agora, se sente no direito de atrapalhar seu caminho”, cogita a autora do livro Mediunidade em crianças, Agnes Henriques Leal. Conforme a tese espírita, é possível que esse filho sofra horrores com a influência de seres assustadores.

Há muitos psiquiatras adeptos do espiritismo que atendem crianças e adultos atormentados por fenômenos inexplicáveis. Um deles é Sérgio Felipe de Oliveira, diretor da Associação Médico-Espírita de São Paulo e autor da tese de que a mediunidade nada mais é do que uma atividade sensorial – como a visão e o olfato – capaz de captar estímulos do mundo extrafísico. O órgão responsável pela mediunidade, diz Oliveira, é a glândula pineal, localizada no cérebro, que controla também o ritmo de crescimento e, na adolescência, avisa a hora de dar início à liberação dos hormônios sexuais.

Mesmo que não veja ou ouça espíritos desencarnados, é a mediunidade que faz com que uma criança seja capaz de sentir se um ambiente está carregado e a faz chorar quando um estranho com energias ruins a pega no colo. Em sua clínica, Oliveira não descarta o uso de medicamentos, mas não tem dúvida dos benefícios da atividade espiritual, prescrita por ele como terapia complementar. Oliveira diz que, antes de se afirmar que uma criança está sob influência de um espírito, é preciso descartar as hipóteses de fantasia e de distúrbios psíquicos.

A primeira etapa é entrevistar o paciente em busca de elementos que não poderiam ser ditos por ele. “É difícil diagnosticar como fantasiosa uma criança de três anos que se põe a analisar quadros de Botticelli ou a conversar em francês sem nunca ter estudado o idioma”, exemplifica. Finalmente, exames neurológicos são feitos para se verificar se a atividade no cérebro é equivalente à registrada em convulsões ou surtos de epilepsia. Normalmente, a reação é outra.

No Livro dos médiuns, Allan Kardec, codificador da doutrina, avisa que a mediunidade não deve ser estimulada em crianças, o que pode ser perigoso, já que os organismos delicados das crianças sofreriam grandes abalos. “É de se desejar que uma criança dotada de faculdade mediúnica não a exercite, senão sob a vigilância de pessoas experientes”, escreveu. Por esse motivo, em geral os pais são orientados a não incentivar os filhos a exercê-la. “Muitas crianças sentem dor porque o corpo não está preparado para receber esse impacto”, diz a psicóloga Inês Ignácio, do Centro Espírita Francisco de Assis, no Rio de Janeiro.

Fonte
http://www.terra.com.br/istoe/1942/comportamento/1942_criancas_alem.htm

8 comentários:

Patricia Almeida disse...

Apesar de saber que muitos podem se ofender ou discordar com meu comentário, não tenho a intenção de desrespeitar ninguém, mas, apenas posicionar-me sob uma óptica cristã, pois, verdade seja dita: Chico Xavier pode até ser tachado como o maior médium brasileiro, porém, à luz da Bíblia, pessoas como ele e seus seguidores não estão em obediência à Deus. As Escrituras Sagradas falam que: “19Algumas pessoas vão pedir que vocês consultem os adivinhos e os médiuns, que cochicham e falam baixinho. Essas pessoas dirão: “Precisamos receber mensagens dos espíritos, precisamos consultar os mortos em favor dos vivos!” 20Mas vocês respondam assim: “O que devemos fazer é consultar a lei e os ensinamentos de Deus. O que os médiuns dizem não tem nenhum valor (Isaías 8:19-20)”. / “9Não dêem atenção aos seus profetas nem a qualquer um que diga que pode adivinhar o futuro, seja por sonhos, por invocação dos espíritos dos mortos ou por feitiçaria... (Jeremias 27:9)”. / “22Porque aparecerão falsos profetas e falsos messias, que farão MILAGRES e MARAVILHAS para enganar, se possível, até o povo escolhido de Deus. 23Prestem atenção! Eu [Jesus] estou lhes dizendo tudo isso, antes que aconteça (Marcos 13:22-23)”./ “14E isso não é de admirar, pois ATÉ SATANÁS PODE SE DISFARÇAR e ficar parecendo UM ANJO DE LUZ. 15Portanto, não é nada demais que os servidores dele se disfarcem, apresentando-se como PESSOAS QUE FAZEM O BEM. Mas no fim eles receberão exatamente o que as suas ações merecem (2 Coríntios 11:14-15)”. / “31Não procurem a ajuda dos que invocam os espíritos dos mortos e dos que adivinham o futuro. Isso é PECADO e fará com que vocês fiquem impuros. Eu sou o SENHOR, o Deus de vocês (Levítico 19:31)”./ “6Assim vocês desprezam a mensagem de Deus para seguir os seus próprios ensinamentos. 7Hipócritas!... (Mateus 15:6-7)”.
Portanto, o que devemos fazer é considerar a verdade sobre os mortos, conforme Deus ensinou: “27Cada pessoa tem de morrer UMA VEZ SÓ e depois ser julgada por Deus (Hebreus 9:27)”, o que significa que, não se fica vagando no mundo dos vivos: “8Ele [Abraão] morreu bem velho e FOI REUNIR-SE com os seus antepassados NO MUNDO DOS MORTOS (Gênesis 25:8)”. Logo, não há comunicação: “17Os mortos, que descem à terra do SILÊNCIO, não louvam a Deus, o SENHOR (Salmos 115:17)”. Não há reencarnação: “5Sim, os vivos sabem que vão morrer, mas os mortos NÃO SABEM NADA. Eles NÃO VÃO RECEBER MAIS NADA e ESTÃO COMPLETAMENTE ESQUECIDOS (Eclesiastes 9:5)” / “10Tudo o que você tiver de fazer faça o melhor que puder [enquanto está vivo], pois no mundo dos mortos NÃO SE FAZ NADA, e ali NÃO EXISTE pensamento, nem conhecimento, nem sabedoria. E é para lá que você vai (Eclesiastes 9:10)”. Quando o seu filho morreu, Davi confirmou que não se pode fazer mais nada pelos mortos e estes não podem mais voltar (o que inclui em nenhum outro corpo ou forma): “22... – Enquanto o menino estava vivo, eu jejuei e chorei porque o SENHOR poderia ter pena de mim e não deixar que ele morresse. 23Mas agora que está morto, por que jejuar? Será que eu poderia fazê-lo viver novamente? Um dia eu irei para o lugar onde ele está, porém ELE NUNCA VOLTARÁ PARA MIM (2 Samuel 12:15-23)”. Então, depois da morte, só podemos aguardar o julgamento e esperar a ressurreição para a vida eterna dos que fizerem parte do povo de Deus: “19Os mortos do nosso povo [o povo de Deus] voltarão a viver; os seus corpos ressuscitarão. OS QUE ESTÃO NO MUNDO DOS MORTOS ACORDARÃO e cantarão de alegria... (Isaías 26:19)”. Quem tem olhos que veja... quem tem ouvidos que ouça...: Assim, não existem experiências mediúnicas, pelo menos, não da forma como os espíritas acreditam! Tais experiências nada tem haver com os mortos, que se LIMITAM ao mundo dos mortos, e sim com espíritos malignos que tentam induzir as pessoas ao ERRO, com o único propósito de fazer oposição a Deus!
Na Bíblia, não há nenhuma menção sequer ao termo espíritos desencarnados, porém há numerosas passagens que falam de Jesus e seus discípulos expulsando espíritos maus (Mateus 8:16, Marcos 6:7, Lucas 4:36, etc.) ou de espíritos maus e imundos que fazem até milagres (Apocalipse 16:14), o que, na verdade, é uma referência a possessões demoníacas ou ações enganadoras de demônios. Se procurarmos ler mais um pouco, encontraremos: “1O Espírito de Deus diz claramente que, nos últimos tempos, alguns abandonarão a fé. Eles darão atenção a espíritos enganadores e a ensinamentos que vêm de demônios (1 Timóteo 4:1)”. Embora pareça história da “Carochinha”, no mundo em que vivemos, há uma guerra real e invisível, travada entre os espíritos do bem (Deus e Seus anjos) que trabalham para a nossa salvação e os espíritos do mau (satanás e seus demônios) que trabalham para a nossa perdição e condenação, o que acontece com o consentimento do próprio Deus, que tem o controle absoluto de tudo. Então a culpa da violência e dos problemas do mundo é de Deus? É claro que não! A culpa é do pecado: “28... como NÃO QUEREM SABER do VERDADEIRO conhecimento a respeito de Deus, Ele entregou os seres humanos aos seus maus pensamentos, de modo que eles fazem o que não devem. 29Estão cheios de todo tipo de perversidade, maldade, ganância, vícios, ciúmes, crimes de morte, brigas, mentiras e malícia. Caluniam 30e falam mal uns dos outros. Têm ódio de Deus e são atrevidos, orgulhosos e vaidosos. Inventam maneiras de fazer o mal, desobedecem aos pais, 31são imorais, NÃO CUMPREM A PALAVRA, não têm amor por ninguém e não têm pena dos outros. 32Eles sabem que o mandamento de Deus diz que aqueles que fazem essas coisas merecem a morte. Mas mesmo assim continuam a fazê-las e, pior ainda, aprovam os que fazem as mesmas coisas que eles fazem (Romanos 1.28-32)”. Se, de fato houvesse obediência à Deus, não é verdade que o mundo seria melhor? Contrariamente, as pessoas são capazes de se deixar levar ou confundir pelo erro ou pecado, mas resistem em crer e seguir na Palavra de Deus. Eis a RAZÃO dos problemas! Daí, em vez de reconhecerem e condenarem as ações de espíritos enganadores em suas vidas, acreditam em todo tipo de confusão, como crianças “assombradas por imagens de espíritos de ‘pessoas’ que vagam com ferimentos ou fraturas expostas (exatamente como estavam quando morreram)” ou “perseguidas por espíritos de ‘pessoas’ que se sentem no direito de atrapalhar o seu caminho por terem feito coisas ruins na vida anterior”. Em vez de se voltarem para Deus para resolver e acabar com essas manifestações e com todos os tipos de problemas, procuram um Centro Espírita e um médium, ou um Terreiro de Macumba e um Pai-de Santo, que só alimentam e incentivam as práticas condenáveis por Deus! Não é Deus o Todo-Poderoso? A quem mais então devemos recorrer para nos devolver a paz?
Agora, se as crianças subitamente falam outras línguas, é possível que seja até por manifestação de um dom de Deus: “10Uma pessoa recebe do Espírito [Santo] poder para fazer milagres, e outra recebe o dom de anunciar a mensagem de Deus. Ainda outra pessoa recebe a capacidade para saber a diferença entre os dons que vêm do Espírito e os que não vêm d’Ele. Para uma pessoa o Espírito dá a capacidade de falar em línguas estranhas e para outra Ele dá a capacidade de interpretar o que essas línguas querem dizer (1 Coríntios 12:10)”.
PENSE BEM!!!

Fabiana disse...

Vamos dar um passo de cada vez e explicar algumas coisas que talvez não estejam tão claras. Também não quero, e não devo desrespeitar ninguém, mas às vezes, não sei bem porque, as pessoas se utilizam das palavras erradas e isso pode confundir as pessoas. Então, vamos aos fatos:

1) Chico Xavier não é "tachado" como maior médium brasileiro, ele foi, com certeza, o maior médium brasileiro até o momento. E dizer que a luz da Bíblia ele e seus seguidores não estão em obediência a Deus, é um julgamento muito insensato. Quem conhece o mínimo da vida de Chico, de sua caridade e devotamento aos necessitados, jamais diria que Deus não se alegrou com seu autruismo em benefício as pessoas carentes.

2) Na Bíblia não há a palavra médium, porque esta palavra, assim como Espiritismo, Espírita ou Espiritista foram palavras criadas por Kardec quando, há muito tempo, a Bíblia já havia sido traduzida para diversas línguas. Na Bíblia 'Almeida Corrigida Fiel', por exemplo, as palavras utilizadas são "adivinhos", "encantadores" e até mesmo "agoureiros", mas não encontramos a palavra médium.

3) Um ponto muito importante, importante mesmo, porque não é a primeira vez que vejo ou ouço alguém dizer que os espíritas não seguem a Cristo, (já cheguei a ouvir alguém dizer que já leu as obras de Kardec e, ao mesmo tempo, afirmar que o Espiritismo não segue os ensinamentos de Jesus), antes de sair falando as coisas por aí, essas pessoas deveriam
conhecer mais (sem preconceitos) o espiritismo, pois tudo o que há nele é baseado sim, nos esinamentos de nosso Mestre Maior, Jesus.

4) Em 2 Coríntios 11:17, Paulo diz algo que não vou julgar e nem devo, mas acho que é no mínimo para se pensar: "O que digo, não o digo segundo o Senhor, mas como por loucura, nesta confiança de gloriar-me".

5) Outra passagem digna de profunda meditação é Hebreus 9:26, uma antes da citada pela nossa amiga que postou o último comentário, aqui está: "De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo".

6) Nem todos que desencarnam ficam vagando no mundo dos vivos, cada caso é um caso e depende de cada pessoa. Muitos, assim como Abraão também vão para o "mundo dos mortos" que preferimos chamar de plano espiritual, se encontrar com seus antepassados, amigos, etc.

7) Antes de dizer que não há reencarnação se utilizando de uma passagem Bíblica, vamos ler todo Eclesiastes 9:1-12, lembrando apenas que o título é "As mesmas coisas sucedem aos justos e injustos". Mas, eu concordo em dizer que devemos fazer o melhor enquanto estamos vivos (Eclesiastes 9:4 - "Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança"), independente de se acreditar em reencarnação ou não, sempre é melhor agirmos no bem. A final, para quem acredita em reencarnação, como eu, sabe-se que quanto mais acertos, menos
débitos.

8) 2 Samuel 12:23: "Porém, agora que está morta, porque jejuaria eu? Poderei eu vazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim". Só por isso se diz que não há reencarnação? Ué, qualquer um que morra agora, não voltará mais a usufruir do envoltório de carne que possuía, pois esse a terra consome. E só um parênteses, não está escrito "ELE NUNCA VOLTARÁ PARA MIM", palavras fortes...

9) A expressão "dos que fizeram parte do povo de Deus" me assusta. Até onde eu saiba, todos somos filhos de Deus, e um pai terreno (salvo algumas exceções que não sabem o real significado da palavra pai) não abandona seus filhos, o que dizer de Deus?? Quanto a Isaías 26:19 - "Os teus mortos viverão e ressucitarão...". Ressucitar, reviver...

10) "Assim, não existem experiências mediúnicas, pelo menos, não da forma como os espíritas acreditam! Tais experiências nada tem haver com os mortos, que se LIMITAM ao mundo
dos mortos, e sim com espíritos malignos que tentam induzir as pessoas ao ERRO, com o único propósito de fazer oposição a Deus!".
Afff, se as experiências mediúnicas não são da forma como os espíritas acreditam, são de que forma então??? E os tais espíritos malignos são o que, vivos!!??

11) Voltando ao início de tudo, se as pessoas procurassem conhecer os fundamentos básicos do espiritismo (sem preconceito) antes de sair falando e escrevendo coisas, seria tão bom... No Livro dos Espíritos (Allan Kardec) também há menção aos espíritos enganadores, àqueles que querem enganar, ludibriar e às vezes apenas se rir dos outros. Somos no plano espiritual o que somos aqui, não viramos "bonzinhos" de uma hora para outra. Existem espíritos bons e ruins, assim como existem encarnados bons e ruins.

12) Mas li algo interessantíssimo no comentário acima: "Embora pareça história da “Carochinha”, no mundo em que vivemos, há uma guerra real e invisível, travada entre os espíritos do bem (Deus e Seus anjos) que trabalham para a nossa salvação e os espíritos do mau (satanás e seus demônios) que trabalham para a nossa perdição e condenação, o que acontece com o consentimento do próprio Deus, que tem o controle absoluto de tudo."
Concordo!! Apesar de não acreditar que Deus esteja "duelando" com satanás, mesmo porque não acredito que Deus (onipotente) precise disso. Voltamos então ao item 11,
existem pessoas boas e más, desencarnados bons e máus...somos o que somos.

13) Culpa de Deus?? Quem está culpando Deus de alguma coisa!!?? Todo espírita sabe o que é e o que significa livre-arbítrio. Todo espírita sabe que se tiver maus pensamentos irá atrair coisas ruins para si, e nem precisa ser espírita para saber disso!! Nada é culpa de Deus, a culpa é de cada um de nós sim, por isso que Deus permite que as coisas aconteçam, segundo reencarnações passadas também. Lei de causa e efeito, ação e reação!! De novo, vamos ler (sem preconceito) os livros básicos da doutrina espírita antes de sair falando do que não se sabe. Eu queria só que alguém me respondesse isso: Se tudo é culpa do pecado dessa única vida que vivemos agora, porque crianças nascem cegas, com down, sem algum membro?? Onde está seu pecado?? Será que vem de outras vidas?? :)

14) Com certeza se as pessoas seguissem os passos de nosso Irmão Maior, Jesus, as coisas seriam muito melhores!! E, é claro que essa é a razão dos problemas, vidas e vidas em desalinho com os ensinamentos de Jesus. Quem disse que os espítiras não se voltam para Deus para resolver os problemas com manifestações espirituais?? O que as pessoas acham que nós fazemos nos centros espíritas?? Educação mediúnica, já ouviram falar?? Quanto aos Terreiros de Macumba e Pais-de-Santo, não posso dizer nada a respeito porque não conheço nada sobre eles, o que não me dá o direito de dizer nada a respeito.

15) Adoro 1 Coríntios 12:1-31, principalmente os itens 5 e 6: "E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos".

Faço minhas as palavras finais do comentário acima: Pense Bem!!

Patricia Almeida disse...

Achei que os meus comentários estivessem bem claros a respeito da MINHA OPNIÃO sobre o assunto, pois, como todo mundo, creio ter direito a um posicionamento, o qual fiz me identificando com nome e sobrenome reais para não constar dúvidas da minha verdadeira intenção! Aliás, penso que não precisei usar de sarcasmos ou acusações, considerando a minha formação cristã. Gostaria também de acrescentar que discordar de qualquer assunto nunca foi sinônimo de preconceito, palavra tão enfaticamente repetida em resposta às minhas colocações. Só Deus pode julgar se sou ou não uma pessoa preconceituosa! Não sei se não fui suficientemente clara para algumas pessoas por conta do meu português ou se foi por conta de me basear na Bíblia ‘Nova Tradução da Linguagem de Hoje’, cuja linguagem é de fácil entendimento para todos os internautas. De qualquer forma, posso utilizar a Bíblia 'Almeida Corrigida Fiel' ou a Bíblia 'Revista e Atualizada' ou a Bíblia 'King James' ou qualquer que seja recomendada, pois acredito que a Bíblia é a Palavra de Deus e a ÚNICA fonte da verdade. Já aproveito para dizer que a palavra ‘acredito’ está relacionada com FÉ (no caso, a minha fé) e não com preconceito. Segue-se em resposta, três partes:
PARTE I:
1) Cada um pode pensar conforme a sua própria fé ou doutrina ou consciência ou livre arbítrio (ou seja como queira chamar), mas quem pode julgar o que é insensato ou não? Não somos nós! Como só Deus conhece o coração das pessoas, não me referi ao caráter de Chico Xavier, mas às suas ações. Não duvido que qualquer pessoa, seja ela boa ou ruim, possa ser altruísta ou fazer obras de caridade. Qualquer político corrupto, ateu, adúltero, criminoso, ou seja, qualquer um pode fazer boas obras, de acordo com seus interesses. O que de fato diferencia e justifica as pessoas diante de Deus é a fé e não as obras! – “10 como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. 11 Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. 12 Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. 20 Por isso, nenhuma carne será justificada diante d’Ele pelas obras da lei... 23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, 24 sendo justificados gratuitamente pela Sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus, 25 ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no Seu sangue...28 Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, sem as obras da lei” (se puder leia na íntegra Rm 3:9-28). Todos sabemos que fazer o bem é muito importante, mas nem todas as pessoas que fazem o bem estão de acordo com a vontade de Deus. Quantas religiões fazem isso, mas não seguem o Deus verdadeiro e negam Jesus Cristo como nosso redentor? Foi o próprio Jesus quem disse: “22Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos. 2 Mas vós vede; eis que de antemão vos tenho dito tudo.” (Mc 13:22-23). Portanto, boas obras, sinais e prodígios devem ser uma conseqüência da fé e não a causa da fé.
2) Se “16Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça (2 Tm 3:16)”... Também se Jesus mesmo disse: “35 O céu e a terra passarão, mas as Minhas palavras não hão de passar.” (Mt 24:35). Então, eu pergunto: se fosse da vontade soberana de Deus, que é o Pai da eternidade, qualquer outro tipo de ensinamento não teria sido explicado na própria Bíblia, mostrando-nos a importância ou o significado de palavras como médium, Espiritismo, Espírita ou Espiritista? Quem é o homem natural para acrescentar ou querer explicar alguma coisa, em desacordo com as Escrituras Sagradas? “21 porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo” (2 Pe 1:21). Por acaso, não é verdade que Deus condenou a consulta aos mortos? “10Entre ti se não achará quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, 11nem encantador de encantamentos, nem quem consulte um espírito adivinhante, nem mágico, nem quem consulte os mortos, 12pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR, teu Deus, as lança fora de diante de ti.” (Dt 18:10-11).
3) Dizer que o Espiritismo segue os ensinamentos de Jesus pode realmente dar margem para confusão, pois, se Jesus pregou a salvação por fé, os espíritas pregam a salvação por obras; se Jesus morreu para que fossemos aperfeiçoados n’Ele, os espíritas se aperfeiçoam pela reencarnação; Se Jesus nos ensinou a obedecer o Pai, os espíritas obedecem os ensinamentos de Alan Kardec... Então, de fato, é complicado entender isso! Cada um pode responder por si mesmo, mas o que sei é que: “24Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro.” (Mt 6:24). Assim, ou se pertence ao Espírito Santo de Deus ou se pertence aos espíritos que dominam o Universo (citados em Cl 2:8).
4) – “Paulo diz algo que não vou julgar e nem devo, mas acho que é no mínimo para se pensar: "O que digo, não o digo segundo o Senhor, mas como por loucura, nesta confiança de gloriar-me" – Se em 2 Coríntios 11 for possível ler o capítulo na íntegra, não precisarei me delongar para explicar o que quer dizer o versículo 17 isoladamente: Por outro lado, Paulo também disse: “15Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou e me chamou pela Sua graça, 1 revelar Seu Filho em mim, para que O pregasse entre os gentios, não consultei carne nem sangue...” (Gl 1:16). Ou vejamos o que próprio Deus falou a respeito de Paulo: 16 Disse-lhe, porém, o SENHOR: Vai, porque este [Paulo] é para mim um vaso escolhido para levar o Meu nome diante dos gentios, e dos reis, e dos filhos de Israel.” (At 9:15). Paulo teve um chamado divino, por isso não precisou consultar homens para aprender a mensagem sobre Jesus e pregar aos não-judeus, aos reis e aos judeus, pois tudo lhe foi revelado pelo próprio Deus.
5) Como não vejo dificuldade em entender Hebreus 9:26, talvez seja eu que não esteja entendendo a pergunta, mas podemos tentar fazer uma meditação sobre: –"De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de Si mesmo". – Vamos por partes: Como a intenção do autor sagrado é mostrar a diferença entre o sacerdócio intercessor exercido pelo homem (pecador) e o sacerdócio exercido por Jesus (Filho de Deus, sem pecados nem defeitos), vejamos o que quer dizer alguns versículos ─ v.24: enquanto o sacerdote entra num templo feito por mãos humanas, Cristo entrou no próprio Céu para interceder por nós junto a Deus; v.25: quando Cristo fez isso, Ele não precisou oferecer muitas vezes o Seu próprio sangue em sacrifício, apenas uma vez, enquanto que o sacerdote precisava entrar no templo todos os anos para oferecer o sangue de animais várias vezes em sacrifício; v.26: Se o sacrifício único de Cristo não fosse suficiente para remir os pecados dos homens, seria necessário Ele ter vindo desde o princípio dos tempos para sacrificar-se muitas vezes (ou seja, todos os anos) como fizeram os sacerdotes. Como o Seu sacrifício é poderoso, Ele só Se manifestou na plenitude dos tempos “para aniquilar o pecado pelo sacrifício de Si mesmo” de uma única e suficiente vez. Voltemos e vejamos o que diz o v.12: “Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por Seu próprio sangue, [Jesus] entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção”. Se tal sacrifício foi completo e perfeito, não precisamos da reencarnação para nos aperfeiçoarmos ou nos purificarmos, porque Cristo nos concedeu, de uma vez por todas, uma redenção que é para sempre, pois é ETERNA.

Patricia Almeida disse...

PARTE II:
6) Como cada caso é um caso, gostaria de saber o que quer dizer: “21 antes que me vá, para nunca mais voltar, à terra da escuridão e da sombra da morte” (Jó 10:21). Ou “9Tal como a nuvem se desfaz e passa, aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir.”(Jó 7:9). Ou “22 Porque, decorridos poucos anos, eu seguirei o caminho por onde não tornarei.” (Jó 16:22). Ou “17Os mortos não louvam ao SENHOR, nem os que descem ao silêncio.” (Sl 115:17). Ou “13Poupa-me, até que tome alento, antes que me vá e não seja mais.” (Sl 39:13). Ou “3Não confieis em príncipes nem em filhos de homens, em quem não há salvação. 4 Sai-lhes o espírito, e eles tornam para sua terra; naquele mesmo dia, perecem os seus pensamentos.” (Salmos 146:3-4). Ou “10Mas, morto o homem, é consumido; sim, rendendo o homem o espírito, então, onde está? 11 Como as águas se retiram do mar, e o rio se esgota e fica seco, 12 assim o homem se deita e não se levanta; até que não haja mais céus, não acordará, nem se erguerá de seu sono” (Jó 14:10-12). Será que alguém pode explicar mostrando a resposta na Bíblia?
7) – “Antes de dizer que não há reencarnação se utilizando de uma passagem bíblica, vamos ler todo Eclesiastes 9:1-12, lembrando apenas que o título é "As mesmas coisas sucedem aos justos e injustos". –Gostaria de acrescentar que, não só já li o livro de Eclesiastes, como a Bíblia na íntegra. As mensagens deste capítulo são: 1. Deus está no controle de tudo, de justos e injustos; 2. Independente das pessoas ou de suas ações serem boas ou más, ambas podem passar pelas mesmas coisas, o que inclui tanto justos poderem ser castigados, quanto injustos poderem ser premiados. Sendo assim, onde está a lei da ação e reação? As pessoas que fazem coisas más não deveriam receber basicamente coisas más e vice-versa? A mensagem é clara! 3. Independente de tudo, todos morreremos! 4. Então, já não importa o que se é ou o que se faz, mas no que se crê! 5. Portanto, Podemos viver como quisermos, porém, é melhor fazermos o que é o certo (obedecer a Deus), pois só há esperança para alcançarmos a salvação enquanto estamos vivos. 6. Depois de mortos não há recompensa , não há outra chance nem volta nem reencarnação. 7. Isso, porque depois de mortos, só nos resta aguardar o julgamento (Hb 9:27). ─ “4Ora, para o que acompanha com todos os vivos há esperança (porque melhor é o cão vivo do que o leão morto). 5Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco eles têm jamais recompensa, mas a sua memória ficou entregue ao esquecimento. 6Até o seu amor, o seu ódio e a sua inveja já pereceram e já não têm parte alguma neste século, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.” (Ec 9:4-6).
8) – “ Em 2 Samuel 12:23: "Mas agora que está morto, por que jejuar? Será que eu poderia fazê-lo viver novamente? Um dia eu irei para o lugar onde ele está, porém ELE NUNCA VOLTARÁ PARA MIM". Só por isso se diz que não há reencarnação?” – Por acaso o ser humano não é formado de corpo e espírito? Então, por que toda vez que a Bíblia fala que os mortos não voltam mais, as pessoas se referem exclusivamente ao corpo do morto que perece? Para que haja reencarnação não é necessário o espírito do morto retornar para este ‘plano espiritual’ em outro corpo? Para reencarnar a pessoa, ou melhor, o seu espírito não precisa voltar? Se existisse reencarnação não deveria estar escrito: “ele não voltará mais para mim neste corpo” ou “ele voltará para mim em outro corpo” ou “ele poderá voltar para mim em espírito quando eu o invocar” ou “ele voltará, mas eu não o encontrarei ou reconhecerei”? O caminho só tem uma direção: a morte! Ele irá ao encontro do seu filho, mas o seu filho não voltará até ele! Apenas para facilitar a leitura e talvez o entendimento, o texto – “ELE NUNCA VOLTARÁ PARA MIM", foi destacado em caixa alta na versão NTLH, mas também pode ser lido: “porém ela näo voltará para mim” na versão ACF.
9) Tudo o que é criado por Deus é criatura de Deus, mas nem todos são considerados filhos de Deus. No Antigo Testamento, Deus escolheu um povo (hebreus, judeus ou israelitas) para ser o Seu povo santo. Porém, dentre todos os povos, Ele deu o direito de serem considerados filhos de Deus, APENAS aqueles que crêem no poder do sacrifício de Jesus Cristo (que morreu na cruz para o perdão dos nossos pecados, mas ressuscitou e voltará com o mesmo corpo e o mesmo Espírito para julgar vivos e mortos) e recebem o Espírito Santo.
“9E o SENHOR disse: Põe-lhe o nome de Lo-Ami; porque vós não sois Meu povo, nem sou Eu vosso Deus. 10 Todavia o número dos filhos de Israel será como a areia do mar, que não pode ser medida nem contada; e no lugar onde se lhes dizia: Vós não sois Meu povo, se lhes dirá: Vós sois os filhos do Deus vivo” (Os 2:9-10).
“8Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência” (Rm 9:8).
“3Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos primeiros rudimentos do mundo; 4mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou Seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, 5para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos” (Gl 4:3-5).
“14Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, ESSES são filhos de Deus. 15 Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. 16 O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus” (Rm 8:14-16).
“10Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do diabo: qualquer que não pratica a justiça e não ama a seu irmão não é de Deus” (1 Jo 3:10).
“9Todo aquele que prevarica, e näo persevera na doutrina de Cristo, näo tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho” (2 Jo 1:9).
Ressuscitar= o espírito voltar para o próprio corpo restaurado; a consciência permanece a mesma.
Reencarnar = o espírito voltar em outro corpo; a consciência pode ser modificada
10) Toda mentira é muito parecida com a verdade, o joio também é muito parecido com o trigo, mas nem tudo o que reluz é ouro, por isso são muitos os enganos. “4 Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus” (2 Co 4:4). Se preciso falar mais claramente, digo que os espíritos malignos são SATANÁS e seus DEMÔNIOS e que as experiências mediúnicas estão diretamente relacionadas com eles, que estão debaixo da maldição de Deus. A Bíblia nos ensina que todos eles são espíritos enviados para enganar aos que não desejam receber o Evangelho da salvação: "8Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leäo, buscando a quem possa tragar" (1 Pe 5:8). Segundo as Escrituras, Satanás, no seu afã de enganar, se apresenta muitas vezes como bom: "14E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. 15Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras”" (2 Co 11:14). Jesus disse dele: "44Ele foi homicida desde o princípio, e näo se firmou na verdade, porque näo há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira" (Jo 8:44). Também é como um ladrão, “10 näo vem senäo a roubar, a matar, e a destruir” (Jo 10:10). Já o apóstolo Paulo fez a seguinte advertência: "3Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. 4Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós näo temos pregado, ou se recebeis outro espírito que näo recebestes [Espírito Santo], ou outro evangelho que näo abraçastes, com razäo o sofrereis." (2 Co 11:3-4). Muitas pessoas podem até não acreditar em tudo isso, "1Mas o Espírito [Santo] expressamente diz que nos últimos tempos apostataräo alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demónios;2Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência" (1 Tm 4:1-2).

Patricia Almeida disse...

PARTE III:
11) Ao que me parece, em uma democracia, as pessoas podem procurar conhecer os fundamentos que quiserem o que tem haver com poder de decisão, da mesma forma que elas também podem sair falando e escrevendo coisas, conforme a sua liberdade de expressão, caso contrário, o que seria da imprensa como um todo? Ou será que devemos voltar à censura e concordar com tudo que o existe por aí só para não contrariar os interesses? Infelizmente, as coisas não são assim, nem Jesus Cristo, que é o Filho de Deus, conseguiu agradar a todos! Agora, fico imaginando como deve ser uma grande confusão entre os médiuns com essa enorme quantidade de espíritos maus se passando por “bonzinhos”. O pior é acreditar nesses enganos e ainda querer passar adiante tudo isso como se fosse uma verdade absoluta. Será que ninguém se pergunta por que a Bíblia enfatizou tanto esses espíritos enganadores, enquanto os espíritas minimizam o fato?
12) Não é Deus que está "duelando" com satanás, são as pessoas! – “9E foi precipitado o grande dragäo, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. 12Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo. 17E o dragäo irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.” (Ap 12:9, 12, 17). É certo, porém, que nessa ‘guerra’ contra as maldades do mundo, teremos vencedores e vencidos. – São os vencedores: “4Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa FÉ. 5 Quem é que vence o mundo, senão aquele que CRÊ que Jesus é o Filho de Deus?” (1 Jo 5:4-5). / “4Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós [Espírito Santo] do que o que está no mundo” (1 Jo 4:4). / “26Aos que conseguirem a vitória e continuarem a fazer até o fim a Minha vontade Eu darei a mesma autoridade que recebi do Meu Pai” (Ap 2:26). – São os vencidos: “15E foi na cruz que Cristo se livrou do poder dos governos e das autoridades espirituais. Ele humilhou esses poderes publicamente, levando-os prisioneiros no seu desfile de vitória” (Cl 2:15). / “4Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissoluçäo a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo. 5Mas quero lembrar-vos, como a quem já uma vez soube isto, que, havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que näo creram; 6E aos anjos que näo guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitaçäo, reservou na escuridäo e em prisöes eternas até ao juízo daquele grande dia” (Jd 1:4-6). / “20E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre” (Ap 19:20).
13) De fato, quem está culpando Deus de alguma coisa!!?? Mencionei isso por saber que muita gente vive perguntando o por quê de tudo – “Eu queria só que alguém me respondesse isso: Se tudo é culpa do pecado dessa única vida que vivemos agora, porque crianças nascem cegas, com down, sem algum membro?? ”– como se Deus precisasse ser justificado! Muitas enfermidades nessa única vida que vivemos não são para a morte, mas para que Deus seja glorificado pelas pessoas (João 11:4), reconhecendo que Ele é soberano, confiando n´Ele e atribuindo-Lhe o poder de Libertador. Entretanto, quando um milagre acontece, o que vemos hoje em dia? É justamente o contrário, em vez de Deus ser glorificado, glorificadas são as próprias pessoas que, por muitos, são idolatradas como santas, médiuns, etc. Quem, então, é de fato cego e surdo para Deus? “18Surdos, ouvi, e vós, cegos, olhai, para que possais ver. 20Tu vês muitas coisas, mas näo as guardas; ainda que tenhas os ouvidos abertos, nada ouves” (Is 42:18, 20). E Agora, peço licença para poder comentar: todo espírita parece que só não sabe é ler a Bíblia! Se Deus permite que as coisas aconteçam, segundo as ações cometidas nessa e nas encarnações passadas, então o que o livro de Eclesiastes significa? As MESMAS coisas não sucedem aos justos e injustos, como fica a Lei de causa e efeito, ação e reação!!?? – “1Perece o justo, e näo há quem considere isso em seu coraçäo, e os homens compassivos säo recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal. 2Entrará em paz; descansaräo nas suas camas, os que houverem andado na sua retidão” (Is 57:1-2). Além disso, como todo homem é pecador, continuará pecador mesmo se reencarnar, então quando poderá se aperfeiçoar, cometendo pecado após pecado? Estamos há 2009 anos depois de Cristo, será que depois de tantas “reencarnações para evolução espiritual”, depois de todo esse tempo, já não deveríamos estar vivendo no ápice de todas as civilizações, estando pelo menos muito próximos da perfeição? Não é o que vemos nos dias de hoje!
14) Os espíritas tem que se voltar para Deus é através de Jesus e não de manifestações espirituais para resolver os seus problemas. “55 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem, 6O qual Se deu a Si mesmo em preço de redençäo por todos, para servir de testemunho a seu tempo.” (1 Tm 2.5-6). / “18Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito” (Ef 2:18). / “6Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senäo por Mim” (Jo 14:6). / “9Eu sou a porta; se alguém entrar por Mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens” (Jo 10:9). / “37... Jesus pós-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a Mim, e beba.” (Jo 7:37). / “28 Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. 29Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coraçäo; e encontrareis descanso para as vossas almas. 30Porque o Meu jugo é suave e o Meu fardo é leve. (Mt 11:28-30). / “1Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, JESUS CRISTO, o Justo” (1 Jo 2:1). Se as pessoas realmente seguissem os passos de Jesus, entenderiam que nada é possível sem Ele e que Ele deixou bases sólidas para fundar a Sua verdadeira Igreja, que na Bíblia é chamada de Corpo de Cristo ou Noiva de Cristo ou Esposa do Cordeiro, a qual ensina a educação bíblica. Desconheço qualquer orientação que Ele tenha deixado para fundar um Centro Espírita.
15) –“Adoro 1 Coríntios 12:1-31, principalmente os itens 5 e 6: "E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos". – Diversidade dá a idéia de quantidade, o que está relacionado com numerosos ou diferentes ministérios que possam somar qualidades, experiências e valores para o crescimento em comum do Corpo de Cristo. Jamais dá a idéia de discordante, o que está relacionado com opostos ou contraditórios ministérios que nada tem a somar, apenas distorcer os reais valores de uma fé. Para os cristãos, o Evangelho é mesmo maravilhoso, mas não deve apenas ser lido, mas estudado e praticado: “8Näo se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque entäo farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido” (Js 1:8). E o mais importante, não esqueça: “5Confia no SENHOR de todo o teu coraçäo, e näo te estribes no teu próprio entendimento” (Pr 3:5).

Tudo o que foi dito aqui é sério, verdadeiro e deve ser levado em conta, para que ninguém seja enganado. Há somente uma vida e uma única oportunidade para se escolher. Fica aqui o convite de Deus para todos: "6Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto" (Isaías 55:6). Só Ele é que deve ser invocado, portanto, não invoque espíritos! Entregue hoje mesmo sua vida a Cristo, pois somente Ele pode dar a vida eterna. Lembre-se: "12Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele säo os caminhos da morte" (Pv 14:12). Só Jesus é o caminho, só n’Ele podemos confiar plenamente. E como disse o profeta Isaías (5:20): “20Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! 21Ai dos que säo sábios a seus próprios olhos, e prudentes diante de si mesmos!

Peço, por favor, que não me entendam mal, termino com a intenção única de ter falado o que é o correto, mas como só Deus tem o poder de revelar e convencer alguém da verdade, desde já agradeço o espaço e encerro a minha participação neste blog – “ Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro” (1 Jo 4:6).

A paz de Cristo esteja com todos!

Fabiana disse...

Meus comentários também dizem respeito a minha opinião sobre o assunto, pois também acredito que todos tem direito a um posicionamento. Quanto a dar nome e sobrenome no mundo virtual, grande coisa. Sarcasmo é uma característica da personalidade de uma pessoa, algumas pessoas são tímidas, outras extrovertidas e algumas sarcásticas, o que não tem nada a ver com a formação cristã.

Enfatizo a palavra preconceito sim, pois quando se fala do que não se sabe com tanta veemência é preconceito. E se quiser dizer que estou julgando, sinta-se a vontade. Julgam os espíritas o tempo todo mas ninguém fala nada, mas quando é para se dizer "ofendidinho", aí se dizem julgados.

Acho engraçado as pessoas dizerem que se baseiam na Bíblia para dizer as coisas, porque parece que tem gente que acha que só eles tem Bíblia em casa, só eles leram a Bíblia, só eles sabem o que está escrito, e ficar citando mil traduções da Bíblia...Qualquer um, ainda mais no Brasil que é um país de tantas religiões, tem Bíblia em casa.

O preconceito não vem do que se acredita, a pessoa pode ter fé no que quiser, mas sair dizendo coisas que não conhece e que não se faz questão nenhuma de conhecer, é preconceito sim. Precisamos ler, entender, estudar para depois sair falando. Por exemplo, as coisas que foram ditas sobre Chico Xavier, percebe-se que quem escreveu não conhece o mínimo sobre a vida desse homem. Vamos deixar a mediunidade de lado, mas o que esse homem fez pelos necessitados, distribuindo comida, doando tudo o que ele recebeu (doações feitas em cartório) para causas assistênciais e tantas outras coisas. E fé?? Chico não tinha fé?? Meu Deus, percebe-se que nunca se leu nada a seu respeito ou se quer o ouviu falar alguma vez.

Nessas horas, o "a cada um segundo as suas obras", fica de fora.

Se tudo, mas tudo mesmo, que a gente deveria saber estivesse na Bíblia, nossa como ela seria gigantesca. Será que Deus achou que os homens entenderiam todo o conteúdo da Bíblia se Ele permitisse que tudo fosse escrito nela, naquela época?

Depois dizem que não é preconceito: "...Espiritismo segue os ensinamentos de Jesus pode realmente dar margem para confusão, pois, se Jesus pregou a salvação por fé, os espíritas pregam a salvação por obras; se Jesus morreu para que fossemos aperfeiçoados n’Ele, os espíritas se aperfeiçoam pela reencarnação; Se Jesus nos ensinou a obedecer o Pai, os espíritas obedecem os ensinamentos de Alan Kardec... Então, de fato, é complicado entender isso!"

1) Os espíritas pregam a salvação por obras???

2) O nosso espírito evolui pela reencarnação, mas quem disse que não temos a consciência que Jesus morreu por nós???

3) Os espíritas obedecem os ensinamentos de Kardec??? Ah, eu não ia escrever isso, mas não consigo deixar passar: Vamos ler SEM PRECONCEITOS as obras de Kardec para depois sair falando!! Se lerem o Evangelho Segundo o Espiritismo verão que nada mais é do que o Novo Testamento explicado segundo a doutrina espírita, nada de mais!!

4) Vai ser sempre complicado entender isso, enquanto não lerem e estudarem o que é a doutrina espírita.

Quanto a se delongar para explicar as coisas, agora é tarde...

À respeito de Paulo, volto a dizer que é no mínimo para parar e pensar no que ele quis dizer com a frase que postei no último comentário.

Com relação a Hebreus 9:26, o que quis dizer não tem nada a ver com o fato de Jesus ter se sacrificado uma única vez. Parar para pensar: "De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de Si mesmo." Acredito que essa passagem tenha um significado muito maior do que nossas cabecinhas possam entender. E quando digo nossas, incluo a minha.

Gostei da pergunta: "Será que alguém pode explicar mostrando a resposta na Bíblia?". Por que eu também tenho uma pergunta, será que alguém pode escrever alguma coisa pensada, raciocinada sem ficar dando CTRL+C, CTRL+V na Bíblia??!! Ah, e não vou perder meu tempo respondendo coisas que são tão diferentes de entendimento para nós.

Tenho certeza que muitas pessoas já leram a Bíblia na íntegra, a final, é um livro (ainda que Sagrado, mas é um livro) de fácil acesso.

Não se importa mais o que se é ou o que se faz, mas no que se crê???? Então que Deus justo esse hein?! Quer dizer que se as pessoas fizerem boas obras, acreditarem em Deus (Acreditar em Deus não significa que todos tenham que ter a mesma religião), cumprirem com os mandamentos de Jesus, após a morte terão o mesmo tratamento que quem mata ou estupra?? Só porque este último se arrependeu nos 45 minutos do segundo tempo!! Aí entra a lei de ação e reação...não vou explicar de novo. As pessoas que fazem coisas más recebem, para aprender, coisas más (em outra encarnação). Fazer o que é certo, ajuda com certeza na nossa evolução espiritual.

Quando desencarnamos, dependendo do caso, ficamos sabendo aos poucos do que fizemos certo e errado, quando voltamos nossa memória fica entregue ao esquecimento pois lembrar de fatos passados podem atrapalhar a nova vida. Também não vou ficar explicando isso para quem não quer, no mínimo, conhecer a doutrina.

Com relação a 2 Samuel 12:23, será que ele sabia sobre reencarnação? Será que ele sabia que sua filha poderia retornar em outro corpo?
Quanto a versão NTLH da Bíblia, acho que as pessoas deveriam se informar um pouco mais sobre ela, não vem ao caso dar explicações a respeito aqui, mas sabemos que ela contém muitos erros e até omissões.


Eu não gosto do antigo testamento, aquele que prega o Deus do olho por olho e dente por dente, o Deus que abre o mar para uns e fecha matando outros, o Deus que rebaixa as mulheres a quase nada. Acho tão triste ver essa separação ser aclamada aos quatro cantos. Ainda não tenho filhos, mas quando tiver, não quero que eles pensem dessa forma tão triste, quero que eles saibam que somos todos iguais, irmãos em Cristo e filhos de Deus, que eles amem a Deus por amor verdadeiro e não por medo de ir para o inferno.

Mais uma vez, e depois não é preconceito: "as experiências mediúnicas estão diretamente relacionadas com eles, que estão debaixo da maldição de Deus.". De novo, vamos ler, não precisa deixar sua religião, mas só ler SEM PRECONCEITOS as obras espíritas para não sair falando qualquer coisa, como, por exemplo, que o Espiritismo é doutrina do demônio...Vamos ler!! Só ler não faz mal a ninguém!!

Democracia é uma coisa, mas sair falando bobagens é outra, se a impressa, por mais liberdade de expressão que tiver, falar alguma besteira, que não possa provar, ela é condenada por isso. Por isso, os jornalistas sérios checam as suas fontes.

De novo!! Os espíritas minimizam o fato de existirem espíritos enganadores??? É difícil mesmo para alguém que nem se quer tenta entender a doutrina espírita entender como o médium faz para distinguir os bons dos maus espíritos. Eu citei no outro post a educação mediúnica (que não vou me dar o trabalho de explicar) e algo que eu não citei é o fato de todos nós termos o auxilio de nossos mentores, mas também não vou explicar isso, porque a pessoa teria realmente que querer entender como as coisas funcionam.

Não adianta mesmo tentar explicar que os espíritas seguem os ensinamentos de Jesus, muito menos que temos fé, o que aliás não é virtude de quem segue a uma determinada religião.

Eu pergunto o porque de tudo sim, sou um ser humano questionador e pensante, mas não estou tentando achar uma justificativa para os atos de Deus, eu apenas acredito. Quanto aos espíritas atribuirem os milagres aos médiuns, isso não é verdade. Caso pessoal: quando eu era evangélia (Igreja Batista Renovada) eu tive um problema muito sério no olho direito e os médicos diziam que eu havia perdido 95% da visão. Em um culto, o pastor orou por mim e dois dias depois os médicos estavam atordoados com o que viram, haviam 5 cicatrizes no meu olho, como se alguém tivesse operado alí e eu estava curada. Sei que não foi o pastor que me curou, assim como sei que não é o médium que me cura de outras enfermidades, ambos são instrumentos de Deus.

Gostei do comentário de que todo espírita parace que só não sabe ler a Bíblia...as pessoas dizem o nome inteiro, mas não dizem a que religião pertencem, mas enfim, o meu comentário é, tem gente que parece que só sabe ler a Bíblia! Deus não vai ficar bravo se lerem outras coisas, só por ler, simples assim. Ah, eu disse que já fui evangélica né? Então, agora não dá para dizer que eu não li a Bíblia...

Quanto ao livro de Eclisiastes, esse "não" realmente não existe: "As mesmas coisas SUCEDEM aos justos e injustos.".

Somos espíritos milenares, mas nem todos estão no mesmo patamar, por assim dizer, cada caso é um caso. Alguns espíritos já se encontram em um grau de evolução maior, outros infelizmente acabam "perdendo" a reencarnão por não conseguir dominar aquilo que veio trabalhar nessa vida. Mas que estamos caminhando para a perfeição estamos, mas isso é uma outra história, e esse comentário já está ficando longo demais.

E lá vem o preconceito novamente em dizer que os Espíritas precisam se voltar para Deus através de Jesus, não vou me prender a isso novamente. Quem quiser que procure ler sobre a doutrina.

A casa de Deus recebe muitos nomes nos tempos de hoje e todos devem ser respeitados. Pois volto a dizer: "E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos".

Bom, eu não encerro aqui a minha participação nesse blog pois tem muitos assuntos que me interessam. Só não vou entrar em blogs dos quais não compartilho as idéias e ficar escrevendo sobre o que não sei.

Ainda quero entrar em muitos blogs, ler muito e entender porque o espiritismo é tão atacado. Mas, enquanto isso não acontece, prefiro ler sobre os assuntos que me interessam o que inclui outras religiões como o budismo, entre outras.

Só quero terminar com uma frase de Bezerra de Menezes: "Solidários, serão união. Separados uns dos outros, seremos pontos de vista.".

Fernando Pereira disse...

Q mulherzinha chata, essa Fabiana, credo!!!!
Por falta d argumentos concretos e verdadeiros, ela já vem atacando d preconceito!!!
Isso,agora virou moda aqui no Brasil, tudo é preconceito, basta se discordar d alguma opinião q é preconceituoso.
Vc tb é mto sarcástica e grosseira, cuidado viu??? Senão, na outra encarnação vc vai vir como barata!!!!kkkkkk....

Fabiana disse...

Falta de argumentos concretos e verdadeiros...Quando pedimos para as pessoas pensarem e raciocinarem por conta própria, elas acham que não temos argumentos concretos e verdadeiros.

Discordar dos outros não é preconceito, preconceito é falar do que não se sabe como se isso fosse uma verdade. Sempre me referi ao preconceito existente na não leitura das obras de Kardec e não na opinião de quem postou os comentários. Ela tem a opinião que quiser, assim como eu tenho a minha, mas sair dizendo coisas que não se tem conhecimento como se fosse verdade absoluta é errado, porque não ler as obras de Kardec, só por ler?

Sarcástica eu sou mesmo, grosseiros pelo visto somos os dois, não acha? Quanto a em uma outra encarnação eu voltar como barata, desculpa, mas pela doutrina espírita o espírito tende somente a evoluir, não voltamos em corpos de cachorros, gatos, ratos ou baratas. A filosofia budista, no entanto acredita que podemos voltar ocupando qualquer corpo físico. Ah, desculpa, vc não deve ter lido nada sobre nenhuma das duas....