quinta-feira, agosto 28, 2008

Bezerra de Menezes: o Diário de Um Espírito

Estréia dia 29 de agosto nos cinemas.

O longa-metragem "Bezerra de Menezes: o Diário de Um Espírito", dirigido pelos cineastas cearenses Glauber Filho e Joe Pimentel, será lançado nas salas de cinema de todo o Brasil no dia 29 de agosto, data de aniversário do cearense conhecido como o "Médico dos Pobres", com distribuição nacional da Fox Filmes do Brasil.

Para a realização do longa-metragem, foi elaborada uma extensa e cuidadosa pesquisa histórica pelo biógrafo de Bezerra de Menezes, Luciano Klein, e também pela roteirista Andréa Bardawill. Através do trabalho de figurino, maquiagem e cenário, o longa-metragem realiza uma fiel reconstituição da época em que viveu o médico, desde o seu nascimento, em 1831, na localidade de Riacho do Sangue, hoje, município de Jaguaretama, no interior do Ceará, até sua morte.

Contar a vida desse ilustre Cearense é um projeto que ambiciona, mais do que prestar tributo à um grande homem, possibilitar, através do audiovisual, o contato do grande público com as minúcias do seu pensamento e conhecer passagens relevantes de sua vida para melhor compreender a magnitude da sua obra.

"Um medico não tem o direito de terminar uma refeição, nem de escolher hora, nem de perguntar se é longe ou perto, quando um aflito qualquer lhe bate a porta. O que não acode por estar com visitas, por ter trabalhado muito e achar-se fatigado, ou por ser alta noite, mau o caminho ou o tempo, ficar longe ou no morro o que, sobretudo, pede um carro a quem não tem com que pagar a receita, ou diz a quem chora a porta que procure outro, esse não é medico, é negociante de medicina, que trabalha para recolher capital e juros dos gastos da formatura. Esse é um infeliz, que manda para outro o anjo da caridade que lhe veio fazer uma visita e lhe trazia a única espórtula que podia saciar a sede de riqueza do seu Espírito, a única que jamais se perdera nos vais-e-vens da vida."

Bezerra de Menezes
*29/08/1831 +11/04/1900




Bezerra de Menezes conheceu a Doutrina Espírita quando do lançamento da tradução em língua portuguesa de O Livro dos Espíritos (em 1875), através de um exemplar que lhe foi oferecido com dedicatória pelo seu tradutor, Dr. Joaquim Carlos Travassos. Sobre o contacto com a obra, o próprio Bezerra registrou posteriormente:

"Deu-mo na cidade e eu morava na Tijuca, a uma hora de viagem de bonde. Embarquei com o livro e, como não tinha distracção para a longa viagem, disse comigo: ora, adeus! Não hei de ir para o inferno por ler isto… Depois, é ridículo confessar-me ignorante desta filosofia, quando tenho estudado todas as escolas filosóficas. Pensando assim, abri o livro e prendi-me a ele, como acontecera com a Bíblia. Lia. Mas não encontrava nada que fosse novo para meu Espírito. Entretanto, tudo aquilo era novo para mim!... Eu já tinha lido ou ouvido tudo o que se achava no 'O Livro dos Espíritos'. Preocupei- me seriamente com este fato maravilhoso e a mim mesmo dizia: parece que eu era espírita inconsciente, ou, mesmo como se diz vulgarmente, de nascença."

Após estudar por alguns anos as obras de Allan Kardec, em 16 de Agosto de 1886, aos cinquenta e cinco anos de idade, perante grande público (estimado, conforme os seus biógrafos, entre mil e quinhentas e duas mil pessoas) no salão de conferências da Guarda Velha, no Rio de Janeiro, em longa alocução, justificou a sua opção em abraçar o Espiritismo. O evento chegou a ser referido em nota publicada pelo "O Paiz".

Pela atuação destacada no movimento espírita da capital brasileira no último quartel do século XIX, Bezerra de Menezes foi considerado um modelo para muitos adeptos da Doutrina. Destacam-lhe a índole caridosa, a perseverança, e a disposição amorosa para superar os desafios. Essas características, somadas à sua militância na divulgação e na reestruturação do movimento espírita no país, fizeram com que fosse considerado o "Kardec Brasileiro", numa homenagem devida ao papel de relevância que desempenhou.

Fonte
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bezerra_de_Menezes
http://www.bezerrademenezesofilme.com.br

sexta-feira, agosto 22, 2008

A Consciência de sua Missão

de Roberto Shinnyashiki
Frequentemente, eu me pergunto:

“O que cada um de nós
está fazendo neste planeta?”

Se a vida for somente tentar aproveitar o máximo possível as horas e minutos, esse filme é bobo. Tenho certeza de que existe um sentido melhor em tudo o que vivemos. Para mim, nossa vinda ao planeta Terra tem basicamente dois motivos: evoluir espiritualmente e aprender a amar melhor.

Todos os nossos bens na verdade não são nossos. Somos apenas as nossas almas. E devemos aproveitar todas as oportunidades que a vida nos dá para nos aprimorarmos como pessoas.

Portanto, lembre sempre que os seus fracassos são sempre os melhores professores e é nos momentos difíceis que as pessoas precisam encontrar uma razão para continuar em frente. As nossas ações, especialmente quando temos de nos superar, fazem de nós pessoas melhores. A nossa capacidade de resistir às tentações, aos desânimos para continuar o caminho é que nos torna pessoas especiais.

Ninguém veio a essa vida com a missão de juntar dinheiro e comer do bom e do melhor. Ganhar dinheiro e se alimentar faz parte da vida, mas não pode ser a razão da vida.

Tenho certeza de que pessoas como Martin Luther King, Mahatma Ghandi, Nelson Mandela, Madre Tereza de Calcutá, Irmã Dulce, Betinho, Chico Xavier e tantas outras anônimas, que lutaram e lutam para melhorar a vida dos mais fracos e dos mais pobres, não estavam motivadas pela idéia de ganhar dinheiro.

O que move essas pessoas generosas a trabalhar diariamente, a não desistir nunca? A resposta é uma só: a consciência de sua missão nesta vida. Quando você tem a consciência de que através do seu trabalho você está realizando sua missão, você desenvolve uma força extra, capaz de levá-lo ao cume da montanha mais alta do planeta.

Infelizmente, muita gente se perde nesta viagem e distorce o sentido de sua existência pensando que acumular bens materiais é o objetivo da vida. E quando chega no final do caminho percebe que só vai poder levar daqui o bem que fez às pessoas.

Se você tem estado angustiado sem motivo aparente está aí um aviso para parar e refletir sobre o seu estilo de vida. Escute a sua alma: ela tem a orientação sobre qual caminho seguir.

Tudo na vida é um convite para o avanço e a conquista de valores na harmonia e na glória do bem.

Fonte
Apresentação recebida por e-mail "CachoeirasDoMundo.pps"

quinta-feira, agosto 21, 2008

1947 - O Caso Ilha Maury

Seis OVNIs são vistos na costa da Ilha Maury semanas antes do famoso incidente de Roswell.

Este evento aconteceu no dia 21 de junho de 1947, três dias antes da conhecida observação feita pelo piloto Kenneth Arnold, perto do monte Rainier, onde ele descreveu nove objetos estranhos como "discos voadores".

Por volta do meio-dia, quatro homens e um cachorro encontravam-se em um barco , perto da costa de Tacoma, Estado de Washington . O dono do barco, Harold Dahl, e seus companheiros viram seis objetos em forma de rosquinhas pairando sobre o mar, a uma altitude de aproximadamente 650 metros. Um dos objetos parecia passar por problemas e despejava flocos prateados, semelhantes a papel de aluminio, bem como uma grande quantidade de um material comparado a "escória incandescente".

O disco aparentemente se recuperou, com a ajuda dos outros objetos, e foi embora. Dahl voltou ao caís, relatou a observação a um sujeito chamado Fred Christian, que mais tarde voltou ao local para investigar.

Depois da publicação da noticias sobre o caso na imprensa, várias pessoas demonstraram interesse pelas amostras. Dois oficiais da inteligencia da Força Aérea do Exército do Campo Hamilton, perto de São Francisco, interrogaram as testemunhas, recolheram amostras materiais e decolaram, rumo à base. O avião que os conduzia caiu perto de Kelson, em Washington, e os oficiais morreram no acidente.

Em termos puramente cientificos, esta cada vez mais claro que o fenômeno dos OVNIs não é apenas imaginário. Entretanto, as provas contra a teoria extraterrestre se acumularam durante a última década. Felizmente, existe um amplo espectro de teorias alternativas que ainda não foram sériamente exploradas pelos pesquisadores dos OVNIs. Eles precisam de fatos pesquisar cuidadosamente cada detalhe, para reunir os fatos, é preciso voltar aos locais onde os fenômenos foram observados.

Isso o programa "UFO Hunters" (Caçadores de OVNIs) está fazendo com propriedade. Os poucos programas que tive a felicidade de assistir, foram na grande maioria, excelentes. Trata-se de uma nova série do The History Channel onde 4 especialistas de diferentes áreas, como o auxilio da mais alta tecnologia, seguem as pistas em busca da verdade. Com arquivos de vídeos inéditos, documentos secretos e testemunhos de primeira mão, separam a ficção da realidade.

Assista ao episódio "Os OVNIs antes de Roswell" para conhecer melhor este caso e sua conclusão.


Clique para assistir as partes 2, 3, 4 e 5.

Fonte

quinta-feira, agosto 14, 2008

Ufologia será tema de jornalístico na Record

"Câmera Record" exibe imagens inéditas sobre ufologia.

Na próxima sexta-feira, dia 15/08, às 23h, o jornalístico temático da RECORD apresentado por Marcos Hummel exibe os mais impressionantes casos de um tema que assusta muita gente: ufologia.

No Brasil, em 1986, o então ministro da Aeronáutica Octávio Moreira Lima admitiu que os radares do Cindacta (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo) e os dos aeroportos do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte detectaram mais de 20 objetos não identificados com cerca de 100 metros de diâmetro cada, entupindo as principais aerovias do País. Hoje, Lima acredita que exista vida fora da Terra.

O Câmera Record procura respostas para uma das perguntas que mais incomodam o homem: estamos sós no universo? Um recente fenômeno em plantações assustou a população da cidade de Riolândia, a 500 quilômetros de São Paulo. Os repórteres do jornalístico da RECORD foram até lá para conferir tudo de perto.

Em Buritama, no interior de São Paulo, os moradores estão assustados e buscando explicações para formas estranhas que surgiram no meio das plantações. São formas circulares, de tamanhos diferentes. Além de agrônomos, ufólogos da região também estiveram no local. Para eles, não existem dúvidas: as marcas foram deixadas por naves de outros planetas.

O Câmera Record mostra também os casos mais famosos. Imagens impressionantes e intrigantes que deixam muitas dúvidas. As câmeras do jornalístico revelam um homem em estado de choque, que garante ter testemunhado um fenômeno provocado por forças extraterrestres. Na companhia de um ufólogo os repórteres da atração fizeram uma vigília em Quixadá, no Ceará. Eles acamparam em um dos pontos mais altos da região chamado 'Pedra dos Ventos'. Lá em cima, a equipe do telejornal presenciou fenômenos muito estranhos.

Um vídeo inédito, exclusivo do Câmera Record, mostra um fotógrafo que nunca acreditou em ET's, mudar de idéia. As imagens foram analisadas pelo mais importante órgão de pesquisas espaciais do país, o INPE.

O Câmera Record vai ao ar nesta sexta-feira após a novela "Chamas da Vida".

Fonte
http://www.rederecord.com.br/imprensa/noticias.asp?n=8509

quarta-feira, agosto 13, 2008

Drogas

O efeito destruidor físico e perispiritual

Que os tóxicos prejudicam nosso organismo, destruindo órgãos e sistemas, já sabemos através de pesquisas científicas. O efeito destruidor das drogas é tão intenso que extrapola os limites do organismo físico da criatura humana, alcançando e comprometendo, substancialmente, o equilíbrio e a própria saúde do seu corpo perispiritual.

Sabemos que, após a desencarnação, o Espírito guarda, por certo tempo, seus condicionamentos, tendências e vícios de encarnado. O Espírito de um viciado em drogas, por exemplo, em face do estado de dependência a que ainda se acha submetido, no outro lado da vida, sente o desejo e a necessidade de consumir a droga. Somente a forma de satisfazer seu desejo é que varia, já que a condição de desencarnado não lhe permite proceder como quando na carne. Como Espírito precisará vincular-se à mente de um viciado, de início, para transmitir-lhe seus anseios de consumo da droga, posteriormente, para saciar sua necessidade, valendo-se para tal do recurso da vampirização das emanações tóxicas impregnadas no perispírito do viciado, ou da inalação dessas mesmas emanações quando a droga estiver sendo consumida.

Se o consumo de drogas é muito longo, o perispírito começa a romper sua ligação com o sistema nervoso físico, levando o ser encarnado à depressão e à loucura. Estes obsessores, que normalmente também foram toxicômanos em vida, são insaciáveis: quanto mais ingerimos drogas mais eles nos impelem a ingeri-las ainda mais, formando um círculo vicioso. Quanto mais se ingere tóxico, maior o desejo do obsessor de ficar próximo ao consumidor, pois ficam presos um ao outro numa simbiose total.

Essa sobrecarga mental, indevida, afeta tão seriamente o cérebro, a ponto de ter suas funções alteradas, com conseqüente queda no rendimento físico, intelectual e emocional do viciado. Segundo Emmanuel, "o viciado, ao alimentar o vício dessas entidades que a ele se apegam, para usufruir das mesmas inalações inebriantes, através de um processo de simbiose em níveis vibratórios, coleta em seu prejuízo as impregnações fluídicas maléficas daquelas, tornando-se enfermiço, triste, grosseiro, infeliz, preso à vontade de entidades inferiores, sem o domínio da consciência dos seus verdadeiros desejos".

Não é à-toa que se diz que "o semelhante atrai o semelhante".

O que este artigo pretende é chamar a atenção dos leitores para esse perigoso lado oculto das drogas que, via de regra, passa despercebido à maioria das pessoas, principalmente àquelas que não acreditam "nessas coisas", como elas costumam dizer quando acham que Deus não existe e que a vida termina no cemitério.


Algumas drogas e seus efeitos físicos

Cocaína
A cocaína tem o aspecto de um pó branco e cristalino. O seu consumo leva a grande aceleração do envelhecimento e profundos danos cerebrais irreversíveis, entre outros problemas de saúde. A cocaína pode ser consumida de várias formas, mas o modo mais comum é pela aspiração da droga, que normalmente se apresenta sob forma de pó. Alguns consumidores chegam a injetar a droga diretamente na corrente sangüínea, o que eleva consideravelmente o risco de uma parada cardíaca irreversível, causada por uma "overdose".

Os seus efeitos imediatos duram 30-40 minutos. No sistema nervoso central: Euforia, sensação de poder, ausência de medo e ansiedade, agressividade, excitação física, mental e sexual,anorexia (perda do apetite), insônias, delírios, cardiovasculares, aumento da força e freqüência cardíacas, palpitações (sensação do coração a bater rápido contra o peito), hipertensão arterial, vasoconstrição.

Efeitos a longo prazo: Perda de memória, concentração mental e capacidade analítica. Falta de ar permanente, trauma pulmonar, dores torácicas, Destruição total do septo nasal (se inalada). Perda de peso, Cefaléias (dores de cabeça), Síncopes (desmaios) e Distúrbios dos nervos periféricos ("sensação do corpo ser percorrido por insetos")


Crack
O crack é o que sobra do refinamento da cocaína, ou da pasta não refinada misturada ao bicarbonato de sódio e água. O crack eleva a temperatura corporal, podendo levar o usuário a ter um acidente vascular cerebral. A droga também causa destruição de neurônios e provoca no dependente a degeneração dos músculos do corpo (Rabdomiólise), o que dá aquela aparência esquelética ao indivíduo: ossos da face salientes, braços e pernas ficam finos e costelas aparentes.


Ecstasy
O êxtase é um comprimido redondo, de várias cores e tamanhos. Por ser um comprimido, precisa apenas ser ingerido para dar os seus efeitos. As pessoas usam o êxtase para ir dançar em festas rave ou até mesmo em clubes e boates. A temperatura corporal da pessoa que usou a droga sobe bastante (hipertermia). Ocorre também um aumento de batimentos cardíacos e da pressão arterial. Com frequência pode ocorrer também uma desidratação pois a pessoa além de ter um aumento de temperatura transpira muito com a dança, o que traz grande perda de água. A duração do efeito é de cerca de três a quatro horas, quando ingerido oralmente, podendo ter duração de até seis horas.

Neste período ocorrem freqüentemente insónias (devido ao estado de agitação), coceiras, reações musculares como espasmos involuntários, espasmos do maxilar, dor de cabeça,visão turva, manchas roxas na pele, movimentos descontrolados de vários membros principalmente braços e pernas.

Durante o período de intensidade do ecstasy podem surgir circunstâncias perigosas: náuseas, desidratação, hipertermia, hiponatrémia. Estes sintomas são frequentemente ignorados pelo consumidor devido ao estado de despreocupação e bem-estar provocados pela droga, o que pode ocasionar exaustão, convulsões e mesmo a morte. Assim, tornou-se frequente ver os consumidores em todos os tipos de festas e comemorações dotados de garrafas de água ou bebidas energéticas. Quando ingerido com bebidas alcoólicas pode ocasionar num choque cardiorrespiratório levando ao óbito.


Heroína
O consumo regular de heroína causa sempre dependência física, envelhecimento acelerado e danos cerebrais irreversiveis, além de outros problemas de saúde. A injecção é preferida no abuso recreativo, devido ao efeito de prazer súbito intenso. Os efeitos físicos são surdez, cegueira, delírios, inflamação das válvulas cardíacas, coma e às vezes morte. Devido o excesso de noradrenalina produzida pela droga, os batimentos cardíacos e a respiração aceleram, a temperatura do corpo fica desregulada ocasionando calafrios. Podem ser observados também vômitos, diarréias e dores abdominais. A heroína diminui sensações de dor e ansiedade, é utilizada com o intuito de
diminuir o desânimo e aumentar a auto-estima, seus efeitos podem durar entre quatro e seis horas e se misturada com álcool ou outras drogas depressoras aumenta o risco de overdose.


LSD
Dietilamida do ácido lisérgico, que é uma das mais potentes substâncias alucinógenas conhecidas. Pode apresentar a forma de barras, cápsulas, tiras de gelatina, liquída, micropontos ou folhas de papel secante (como selos ou autocolantes), sendo que uma dose média é de 50 a 75 microgramas. É consumido por via oral, absorção sub-lingual, injetada ou inalada. Esta substância age sobre os sistemas neurotransmissores serotononérgicos e dopaminérgicos. Além disso, inibe a atividade dos neurônios do rafe (importantes em nível visual e sensorial).

A pequena quantidade de LSD absorvida pelo contato com a pele é o suficiente para produzir seus efeitos.

O LSD pode provocar ilusões, alucinações (auditivas e visuais), grande sensibilidade sensorial (cores mais brilhantes, percepção de sons imperceptíveis), sinestesias, experiências místicas, flashbacks, paranóia, alteração da noção temporal e espacial, confusão, pensamento desordenado, baforadas delirantes podendo conduzir a atos auto-agressivos (suicídio) e hetero-agressivos, despersonalização, perda do controle emocional, sentimento de bem-estar, experiências de êxtase, euforia alternada com angústia, pânico, ansiedade, depressão, dificuldade de concentração, perturbações da memória, psicose por “má viagem”. Poderão ainda ocorrer náuseas, dilatação das pupilas, aumento da pressão arterial e do ritmo cardíaco, debilidade corporal, sonolência, aumento da temperatura corporal.


Maconha
Baseado (português brasileiro) ou charro (português europeu) é o nome popular dado ao cigarro feito com a maconha. É geralmente confeccionado a partir de papéis a base de arroz, mas tambem pode ser feito a partir de guardanapos, sacos de pão, papel-seda e outros materiais. O baseado também é popularmente conhecido no Brasil como beck, fino, além de perninha-de-grilo, quando contém pouca maconha, ou bomba ou tora, quanto contém muita. Já as designações portuguesas variam: ganza, porro, carapau, brow ou beck. Existem também certas misturas com outros tipos de drogas, que ganharam nomes populares como "freebase" (maconha com cocaína) ou "mesclado" (maconha com crack).

Maconha é o nome popular de um grupo de plantas de origem asiática, cujo nome científico é Cannabis. Há três espécies de Cannabis: a Cannabis sativa, a Cannabis indica e a Cannabis ruderalis. Elas diferem tanto no porte como no formato das folhas, configuração do tronco e na concentração de THC (ao qual se deve os efeitos mais característicos da maconha). As três espécies o contêm (e os climas em que são cultivadas podem alterar a quantidade e a potência das substâncias ativas que produzem). Sabe-se que as plantas de maconha podem ser femininas (só produzem flores femininas), masculinas (só produzem flores com órgãos masculinos) ou hermafroditas (plantas que produzem flores de ambos os sexos). As plantas femininas possuem maior concentração de THC.

A espécie de Cannabis mais cultivada para uso psicotrópico nas Américas é a Cannabis sativa. Há também o skunk, cruzamento da Cannabis indica com a Cannabis sativa que resulta numa planta com a concentração de THC até 10 vezes maior, dependendo do clima, da terra e das condições gerais de onde esta sendo cultivado.

Há várias pesquisas realizadas que concluem ser a maconha uma droga que provoca dependência, entretanto menos que o tabaco ou o álcool. Em alguns círculos usa-se o termo "dependência psicológica", mas a medicina, na classificação internacional das doenças não faz distinção entre dependência química ou psicológica, ou seja, a maconha é apontada como droga que pode levar a dependência. O abuso da maconha pode causar ainda danos à memória, sistemas reprodutor e respiratório e, quando fumada, pode atuar ainda como um catalisador para câncer de pulmão.


Fonte
http://www.espirito.org.br/portal/artigos/mundo-espirita/as-drogas.html
http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2003/06/o_lado_oculto_d.html
http://blog-espiritismo.blogspot.com/2008/07/consequncias-espirituais.html

terça-feira, agosto 05, 2008

Caso Watergate

Ex-diretor-assistente do FBI diz ser o "Garganta Profunda"

Um dos maiores mistérios jornalísticos da história, a identidade do "Garganta Profunda" que ajudou a esclarecer o caso Watergate, o qual resultou na queda do presidente Richard Nixon, em 1974, pode ter sido esclarecido: o segundo homem da hierarquia do FBI na época, Mark Felt, afirmou ter sido ele quem passou as informações, segundo a revista 'Vanity Fair'.

O "Garganta Profunda" orientou os dois jornalistas do Washington Post, Carl Bernstein e Bob Woodward, a revelar o caso Watergate.

"Sou a pessoa a quem chamavam 'Garganta Profunda'", disse Felt - que aos 91 anos vive na Califórnia com parte de sua saúde mental e física afetada - a Vanity Fair, segundo um artigo que será publicado na edição de julho da revista.

Woodward, Bernstein e o diretor do Post na época, Ben Bradlee, nunca quiseram revelar a identidade da fonte anônima mais conhecida da história. Citando um comunicado, a rede de TV CNN afirmou que Woodward tem a intenção de manter em segredo suas fontes.

"Estamos assim há 30 anos. Durante 30 anos não dissemos nada. Isso não mudará hoje", disse Woodward.

Quando seus filhos souberam que Felt era a fonte da reportagem, pediram que seu ele revelasse a história publicamente.

"Não creio que (ser 'garganta profunda') seja uma grande honra", por isso "não quis dar explicações a ninguém", disse Felt a seu filho Mark, segundo o artigo publicado pela revista.

O ex-diretor-assistente do FBI temia também que fosse parar na Justiça por ter revelado a informação. Seus filhos, no entanto, consideram a atitude do pai digna de reconhecimento e acabaram convencendo-o a colaborar com a reportagem da Vanity Fair.

"Woodward levará toda a glória por isso, quando nós poderíamos fazer dinheiro suficiente para pagar as despesas, como a dívida contraída para a educação das crianças", disse sua filha Joan.

O escândalo Watergate foi tema de um filme, "Todos os Homens do Presidente" (1976, dirigido por Alan Pakula), em que os encontros entre Woodward (Robert Redford) e sua fonte (Hal Holbrook) ocorrem num parque da capital.

video

O uso do mesmo apelido para um informante que mostra as mentiras governamentais em “Arquivo X” não só revela a influência que Watergate teve sobre Chris Carter, criador da série, como também reforça para os espectadores que conspirações governamentais têm acontecido prá valer na vida real.

Fonte
http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2005/05/31/ult34u127070.jhtm